Ligue-se a nós

REGIÕES

LEIRIA: FESTIVAL JAZZ DINAMIZA MATA DOS MARRAZES

O renascimento da Mata dos Marrazes, com a aproximação da população àquele espaço verde do concelho de Leiria, é o objetivo de JazzMatazz, festival de música que estreia nos dias 01 e 02 de junho.

Online há

em

O renascimento da Mata dos Marrazes, com a aproximação da população àquele espaço verde do concelho de Leiria, é o objetivo de JazzMatazz, festival de música que estreia nos dias 01 e 02 de junho.

Afetada pela doença do nemátodo, a Mata dos Marrazes perdeu nos últimos meses mais de três mil árvores, sobretudo pinheiros. A União das Freguesias de Marrazes e Barosa quer repensar o futuro do espaço, transformando-o em parque para todo o concelho e o primeiro passo é o festival de jazz que assume o lema “A natureza como palco improvisado”.

“Queremos que a população, não só a de Marrazes, mas de todo o concelho, venha à mata. Queremos reviver o que acontecia há duas décadas e a música pode ser o elo de ligação entre a população e a mata”, explica o presidente da União de Freguesias.

Para Paulo Clemente, a zona florestal “está quase sem roupa, mas está bonita” e “mais segura”.

“As pessoas vão mais regularmente à mata sem terem medo, porque existiam alguns locais onde aconteciam alguns ilícitos e também servia de depósito de lixo”, nota o autarca, que vê o festival como lançamento do projeto para reinventar “uma zona privilegiada que está subaproveitada”.

O executivo de Marrazes trabalha na ideia de transformar a mata num parque para todo o concelho. “Esse é o plano, para o longo prazo, que terá de passar por várias fases e pelos próximos executivos”, sublinha.

Para já, avança JazzMatazz, festival de ar livre e entradas grátis, que leva música à Mata dos Marrazes, com Alexandre Frazão, Saxofínia e Michael Lauren All Stars no dia 01 de junho. O segundo dia fica por conta das filarmónicas de Marrazes e da Associação Recreativa e Musical Amigos da Branca.

“A envolvência marcará a diferença”, acredita Catarina Dias, secretária da junta que lançou a ideia a Paulo Clemente.

Ciente que o jazz “não é para milhares de pessoas”, JazzMatazz surge para “incentivar o conhecimento e a curiosidade da população” e ainda como contributo para a candidatura de Leiria a Capital Europeia da Cultura 2027.

A par disso, acrescenta Catarina Dias, procura-se combater “um estigma relacionado com as filarmónicas”, vistas como “a bandinha das procissões e romarias”.

“São muito mais do que isso, uma escola para muitos grandes músicos nacionais”.

No futuro, Paulo Clemente pretende que o festival “cresça e se embrenhe na mata”, à medida que for sendo concretizado o plano para revitalizar o espaço verde. “Queremos que atraia pessoas daqui e de fora de Leiria”.

LUSA

REGIÕES

AÇORES: ÁGUA DO MAR PODERÁ ULTRAPASSAR OS 26 GRAUS – IPMA

A temperatura da água do mar deverá estar excecionalmente quente durante a próxima semana no arquipélago dos Açores, segundo previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), que apontam para valores acima dos 26 graus.

Online há

em

A temperatura da água do mar deverá estar excecionalmente quente durante a próxima semana no arquipélago dos Açores, segundo previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), que apontam para valores acima dos 26 graus.

“Prevê-se que a partir da próxima semana se verifique um aumento da temperatura da água do mar na região dos Açores, que poderá atingir valores superiores a 26ºC, em particular nas ilhas dos Grupos Ocidental [Corvo e Flores] e Central [Pico, Faial, São Jorge e Terceira]”, pode ler-se num comunicado do IPMA.

“A situação de anomalia positiva da temperatura da superfície do oceano, que se tem verificado nos últimos meses nesta região, resulta da posição e intensidade do Anticiclone dos Açores”, explica o IPMA no comunicado, dando como exemplo a anomalia que em junho “variou entre 0,8 e 1,6°C nos grupos Oriental [Santa Maria e S. Miguel] e Central e entre 1,6 e 2,4°C no Ocidental”.

O Anticiclone dos Açores deverá localizar-se a sudoeste do arquipélago, apresentando um vasto campo de ação, ao qual estarão associados ventos muito fracos à superfície.

Estas condições de vento fraco irão, por um lado, limitar a mistura de água nas camadas mais superficiais do oceano e, por outro, reduzir o transporte de poeiras do deserto do Sahara sobre a região subtropical do Atlântico, deixando a atmosfera mais limpa, permitindo que a radiação solar incidente sobre o oceano seja mais eficiente, refere o comunicado.

Devido à conjugação destes fatores, o IPMA prevê “um aquecimento anormalmente elevado da temperatura da água do mar no arquipélago dos Açores”.

Durante a próxima semana, acrescenta, preveem-se também valores da temperatura do ar acima dos 28°C, com a ocorrência de noites tropicais (temperatura mínima superior a 20°C), juntamente com valores elevados da humidade relativa do ar.

O IPMA deverá assim, oportunamente, emitir avisos meteorológicos de tempo quente para o arquipélago dos Açores.

LER MAIS

REGIÕES

PORTO: SETE ANOS DE PRISÃO POR ESFAQUEAR UM HOMEM NA DISCOTECA

O homem que esfaqueou outro à porta de uma discoteca no Porto em fevereiro de 2023 foi hoje condenado a sete anos de prisão no Tribunal São João Novo, no Porto.

Online há

em

O homem que esfaqueou outro à porta de uma discoteca no Porto em fevereiro de 2023 foi hoje condenado a sete anos de prisão no Tribunal São João Novo, no Porto.

Durante a leitura do acórdão, a presidente do coletivo de juízes referiu que o arguido, em prisão preventiva, mostrou “frieza e falta de afetividade pelo ser humano”.

“Espero que retire alguma lição daqui para a frente”, atirou a magistrada.

Além disso, a juíza frisou que os problemas não se resolvem à facada.

Em fevereiro de 2023, o arguido de 26 anos, agora condenado, esfaqueou cinco vezes, duas das quais em órgãos vitais, um homem à porta de uma discoteca no Porto.

O arguido e o ofendido integravam um grupo de seis pessoas que se juntou com o propósito de comprar o acesso à área reservada da discoteca, dividindo entre todos a despesa, tendo estado na origem das agressões uma discordância quanto ao valor cobrado pelo ofendido.

“Uma discussão sobre cinco euros deixou o ofendido entre a vida e a morte, algo que é desprezível”, frisou a magistrada.

A juíza recordou que a vítima, jogador de futebol de 21 anos, teve de ser reanimado e operado de urgência após o esfaqueamento.

LER MAIS

MAIS LIDAS