REGIÕES

MATOSINHOS: FISCO APREENDE 550 CAIXAS DE MEDICAMENTO ANTIGRIPAL PROIBIDO EM PORTUGAL

A Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) apreendeu, através da Alfândega de Leixões, 550 caixas de medicamentos antigripais, cuja comercialização não está autorizada no mercado português, usados alegadamente como medicamentos para a covid-19.

Os medicamentos, segundo refere um comunicado divulgado pela AT, estavam camuflados em caixas apresentadas como contendo lâmpadas LED, com origem declarada em Hong Kong.

De acordo com a mesma informação, trata-se de “medicamentos antigripais comercializados no mercado chinês, utilizados alegadamente como medicamentos para a covid-19” e que, segundo a AT, “têm sido repetidamente objeto de tentativas ilegais de importação por outras vias, designadamente pela via postal”.

Esta operação de fiscalização foi realizada sob a égide da Organização Mundial das Alfândegas, tendo sido concretizada pela Alfândega de Leixões com base na análise de risco desenvolvida pela AT.

As 550 caixas de medicamento apreendidas continham 19.800 doses individuais.

VEJA AINDA:

LISBOA: CANDIDATURAS AO SEGUNDO CONCURSO DA RENDA ACESSÍVEL ARRANCAM HOJE

Lusa

MORA: AUMENTOU PARA 26 OS CASOS POSITIVOS DE COVID-19

Lusa

LISBOA: POLÍCIA ‘RESGATA’ 28 CÃES DE BARRACÕES NA PENHA DE FRANÇA

Lusa

FESTA DO CINEMA FRANCÊS REGRESSA EM OUTUBRO A LISBOA, PORTO, COIMBRA E ALMADA

Lusa

VALPAÇOS: INTENSA ‘CHUVA’ DE GRANIZO PROVOCOU ESTRAGOS NAS VINHAS – CARRAZEDO DE MONTENEGRO

Lusa

CHAVES: CHUVA FORTE CAUSA INUNDAÇÕES EM ESTRADAS E HABITAÇÕES

Lusa