RÁDIO REGIONAL
NACIONAL

LIGA DOS BOMBEIROS E INEM REFORÇAM PARCEIRA NO TRANSPORTE DE DOENTES

nbsp| RÁDIO REGIONAL

A Liga Portuguesa dos Bombeiros e o INEM acordaram esta terça-feira um conjunto de medidas para reforçar a parceira entre as duas instituições e comprometeram-se a discutir soluções para responder ao aumento do preço dos combustíveis.

Da reunião entre a Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP) e o Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM), que decorreu esta terça-feira, saíram um conjunto de medidas que, segundo a Liga, pretendem contribuir para a “melhoria da parceria existente”.

Entre os temas da reunião, discutiu-se o aumento dos combustíveis, tendo ficado definido que a LBP apresentará uma fórmula para reavaliar de forma trimestral o valor dos combustíveis que estão incluídos nos chamados valores de saída ou de quilometro percorrido que esteja indexada às flutuações do preço dos combustíveis.

Depois do encontro de desta terça-feira, as duas instituições vão começar a discutir a revisão de Regulamento de Transporte de Doentes e do Acordo de Cooperação com o INEM, com uma nova reunião agendada para 6 de abril.

Em comunicado, a LBP refere que o INEM considerou para estudo a proposta da Liga para aumentar em 466 euros a taxa fixa mensal dos postos de emergência médica, fixada atualmente nos 4.000 euros, estando também disponível para rever o pagamento dos transportes inter-hospitalares.

“A LBP vai apresentar uma proposta de pagamento das despesas com o consumo de oxigénio, indexadas ao tempo e ao débito, que deverá ser separada dos restantes consumíveis”, refere ainda a Liga em comunicado.

Da parte do INEM, está também a ser preparado um guia prático sobre a certificação de veículos de transporte de doentes, que será depois divulgado junto dos corpos de bombeiros em colaboração com a LBP.

VEJA AINDA:

LEIRIA: QUASE 78 MIL UTENTES SEM MÉDICO DE FAMÍLIA NO DISTRITO

Lusa

MONKEYPOX: PORTUGAL JÁ RECEBEU PRIMEIRAS 2700 DOSES DE VACINAS

Lusa

ESTUDO: BEBER CERVEJA FAZ BEM AOS INTESTINOS E NÃO ENGORDA

Lusa

ESTUDO: VÍRUS MONKEYPOX TERÁ ORIGEM ÚNICA E JÁ TEM MAIS DE 50 MUTAÇÕES

Lusa

VALE DE CAMBRA: 40 ALDEIAS SEM MÉDICO DE FAMÍLIA HÁ UM MÊS

Lusa

LAMEGO: ASSEMBLEIA MUNICIPAL EXIGE REABERTURA DO HELIPORTO

Lusa