Ligue-se a nós

CIÊNCIA & TECNOLOGIA

MÁRIO FERREIRA ENTRA NA HISTÓRIA COMO PRIMEIRO PORTUGUÊS A IR AO ESPAÇO

A viagem suborbital, a bordo de uma nave da empresa norte-americana Blue Origin, durou 10 minutos a bordo. Os seis ocupantes, entre os quais, Mário Ferreira experimentaram a microgravidade.

Online há

em

A viagem suborbital, a bordo de uma nave da empresa norte-americana Blue Origin, durou 10 minutos a bordo. Os seis ocupantes, entre os quais, Mário Ferreira experimentaram a microgravidade.

O empresário Mário Ferreira tornou-se esta quinta-feira o primeiro turista espacial português ao fazer uma viagem suborbital de 10 minutos a bordo de uma nave da empresa aeroespacial norte-americana Blue Origin. A cápsula New Shepard descolou do deserto do Texas, nos Estados Unidos, às 14:57 (hora em Lisboa) e aterrou perto do local de partida às 15:07. A aterragem da nave, reutilizável e totalmente autónoma, foi suavizada por três paraquedas.

Os seis ocupantes transpuseram a barreira que separa o limite da atmosfera terrestre e o espaço três minutos depois da descolagem e sentiram a microgravidade. Do interior da nave, gritaram efusivamente e exclamaram expressões como “inacreditável” e “estou a flutuar”. A descida iniciou-se um minuto depois. O propulsor aterrou no mesmo local da descolagem às 15:04 e a cápsula, que se separou do lançador na descida, tocou no solo às 15:07 nas imediações.

O voo, o sexto da Blue Origin com tripulantes, pôde ser acompanhado em direto na página da internet da empresa, dirigida pelo magnata Jeff Bezos. Ao lado de Mário Ferreira, presidente do grupo Pluris Investments, através do qual detém uma posição no capital da estação televisiva TVI e a empresa de cruzeiros Douro Azul, estiveram a engenheira egípcia Sara Sabry, a alpinista anglo-americana Vanessa O’Brien, o cofundador do canal desportivo do YouTube “Dude Perfect” Coby Cotton, o ex-executivo do setor das telecomunicações Steve Young e o especialista em tecnologia Clint Kelly III.

Tal como o empresário português, de 54 anos, a engenheira egípcia Sara Sabry inscreveu pela primeira vez o seu país na história do turismo espacial. Antes de ir ao espaço, a anglo-americana Vanessa O’Brien já detinha a proeza de ser a primeira mulher a alcançar a montanha mais alta, o Monte Everest, e o ponto mais profundo da superfície terrestre, na Fossa das Marianas.

Mário Ferreira tinha manifestado há vários anos o seu desejo de ir ao espaço e chegou mesmo a comprar bilhete para um voo numa empresa concorrente, a Virgin Galactic. Questionado pela Lusa na quarta-feira acerca do preço da viagem na Blue Origin, respondeu que “é confidencial, mas nada próximo das asneiras que se têm lido em alguns jornais”. Segundo a imprensa, o voo pode custar entre 200 mil e 300 mil dólares (195 mil a 293 mil euros).

O empresário disse à Lusa acreditar que “em breve” existirão resorts orbitais “para turismo e experiências científicas”, estando a equacionar investir na indústria aeroespacial. “Este é para mim o primeiro voo daquilo que eu acredito será o futuro das viagens ao espaço. As empresas que tenho conhecido, incluindo esta, têm programas em curso muito interessantes e que não são ficção científica”, considerou.

A nave da Blue Origin tem o nome do astronauta (Alan Shepard) que foi o primeiro norte-americano a chegar ao espaço, em 1961, e o quinto a pisar a superfície da Lua, em 1971.

Mário Ferreira tornou-se o primeiro português a ir ao espaço.

Publicidade

HELPO, EU CONSIGNO EU CONSIGO, IRS 2024
ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

CIÊNCIA & TECNOLOGIA

INSTAGRAM LANÇA NOVAS MEDIDAS PARA PROTEGER FOTOGRAFIAS DE MENORES

A Meta, dona da rede social Instagram, anunciou hoje novas medidas para proteger os jovens da chantagem com fotos íntimas, quando as plataformas são cada vez mais escrutinadas na Europa e Estados Unidos para a proteção de menores.

Online há

em

A Meta, dona da rede social Instagram, anunciou hoje novas medidas para proteger os jovens da chantagem com fotos íntimas, quando as plataformas são cada vez mais escrutinadas na Europa e Estados Unidos para a proteção de menores.

A rede social irá criar, nos próximos meses, um “controlador de nudez” por defeito para contas de menores, que desfocará imagens de natureza sexual enviadas por mensagens no Instagram, mas também limitará as interações entre utilizadores jovens e contas identificadas como sendo de possíveis chantagistas.

“Assim, o destinatário não é exposto de forma indesejada a conteúdos íntimos e tem a opção de ver ou não esta imagem”, explicou à Agência France Presse (AFP) Capucine Tuffier, responsável pela proteção infantil da Meta France.

Mensagens de conscientização sobre a chantagem sexual com fotos – também chamada de ‘sextorsion’ – serão enviadas ao mesmo tempo ao remetente e ao destinatário das imagens, lembrando-lhes que esse conteúdo sensível pode resultar em capturas de ecrã e transferência de informação por pessoas mal-intencionadas.

“Trata-se de reduzir a criação e a partilha desse tipo de imagem”, resume Tuffier.

Além disso, quando uma conta for identificada pelas ferramentas de inteligência artificial da Meta como sendo potencialmente fonte deste tipo de chantagem, as suas interações com utilizadores menores serão fortemente limitadas.

Uma eventual conta criminosa não poderá, por exemplo, enviar mensagens privadas para a conta de um menor, não terá acesso à sua lista completa de seguidores e as contas dos menores deixarão de aparecer na pesquisa, explicou Capucine Tuffier.

A Meta também passará a avisar o jovem utilizador se ele entrar em contacto com um potencial chantagista.

O menor será então direcionado para um ‘site’ dedicado a esta matéria – “Stop Sextortion” – e terá acesso a uma linha telefónica de apoio, em parceria com associações.

Estas novas medidas serão testadas a partir de maio em diversos países da América Central e Latina, antes de serem aplicadas globalmente.

A Meta, acusada nos Estados Unidos e em França de prejudicar a saúde mental dos adolescentes, já tinha anunciado em janeiro um primeiro conjunto de medidas para melhorar a proteção dos utilizadores mais jovens.

Entre elas está a que obriga agora o utilizador menor de idade a ter permissão explícita dos pais para alterar a sua conta de privada para pública, aceder a conteúdos considerados “sensíveis” ou ter a possibilidade de receber mensagens de pessoas que ainda não segue na plataforma.

A Comissão Europeia lançou investigações separadas sobre Meta, Snap (Snapchat), TikTok e YouTube relativamente às medidas para proteger a “saúde física e mental” dos menores.

LER MAIS

CIÊNCIA & TECNOLOGIA

GOOGLE INVESTE EM CABOS SUBMARINOS ENTRE EUA E JAPÃO

A norte-americana Google anunciou um investimento de mil milhões de dólares (931 milhões de euros) para melhorar a conectividade digital entre os Estados Unidos e o Japão através de dois novos cabos submarinos.

Online há

em

A norte-americana Google anunciou um investimento de mil milhões de dólares (931 milhões de euros) para melhorar a conectividade digital entre os Estados Unidos e o Japão através de dois novos cabos submarinos.

O anúncio foi divulgado na quarta-feira, na sequência da visita do primeiro-ministro japonês, Fumio Kishida, aos Estados Unidos, para reforçar os laços económicos entre os dois países, com destaque para a defesa e a cooperação tecnológica face aos avanços da China.

O objetivo é criar novas rotas de fibra ótica entre EUA, Japão e várias ilhas e territórios do Pacífico: o primeiro cabo, denominado Proa, vai ligar o Japão às Ilhas Marianas do Norte e a Guam, e o segundo cabo, chamado Taihei, liga o Japão ao Havai, indicou a empresa tecnológica em comunicado.

Além disso, a Google afirmou que vai alargar o sistema de cabos que já liga Taiwan, as Filipinas e os EUA às Marianas do Norte e que vai também ampliar o sistema de cabos que une a Austrália, as Fiji e os EUA ao Havai.

A empresa planeia ainda financiar a construção de um cabo para ligar Havai, Marianas do Norte e Guam.

Numa declaração conjunta, os EUA e o Japão lembraram que, em outubro, se comprometeram a financiar cabos submarinos e planeiam trabalhar com outros parceiros para “construir redes de confiança mais resistentes” na região do Pacífico.

O Google disse que as empresas KDDI, Arteria Networks (Japão), Citadel Pacific (com operações em diferentes regiões, incluindo Hong Kong, Macau e Filipinas) e as Ilhas Marianas do Norte estão a colaborar no desenvolvimento dos cabos.

LER MAIS
RÁDIO ONLINE
ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL

LINHA CANCRO
DESPORTO DIRETO
A RÁDIO QUE MARCA GOLOS
PORTO X VIZELA




A RÁDIO QUE MARCA GOLOS
AROUCA X SPORTING




A RÁDIO QUE MARCA GOLOS
PORTO X BENFICA




RÁDIO REGIONAL NACIONAL: SD | HD



RÁDIO REGIONAL VILA REAL


RÁDIO REGIONAL CHAVES


RÁDIO REGIONAL BRAGANÇA


RÁDIO REGIONAL MIRANDELA


MUSICBOX

WEBRADIO 100% PORTUGAL


WEBRADIO 100% POPULAR


WEBRADIO 100% BRASIL


WEBRADIO 100% ROCK


WEBRADIO 100% OLDIES


WEBRADIO 100% LOVE SONGS


WEBRADIO 100% INSPIRATION


WEBRADIO 100% DANCE

KEYWORDS

FABIO NEURAL @ ENCODING


ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL
NARCÓTICOS ANÓNIMOS
PAGAMENTO PONTUAL


MAIS LIDAS