NACIONAL

MILITAR DA GNR ACUSADO DE ‘DESVIAR’ DINHEIRO DE MULTAS

O Ministério Público acusou um militar da GNR de Vila do Conde de se apoderar de mais de 500 euros respeitantes a multas de trânsito pagas em dinheiro por cinco cidadãos, informa a Procuradoria Distrital do Porto.

O guarda-republicano, em funções no posto territorial de Vila do Conde daquela força policial, está formalmente acusado de um crime de peculato, em despacho de acusação da 12.ª secção do Departamento de Investigação e Ação Penal – que trata de crimes da área económico-financeira – datado do dia 12 e agora divulgado na página eletrónica da Procuradoria.

Os factos ocorreram entre 15 de janeiro de 2018 e 26 de março seguinte, estando em causa um valor de, exatamente, 504,94 euros.

O valor diz respeito “à soma das quantias que cinco cidadãos lhe haviam entregue, como pagamento voluntário das coimas devidas pelas infrações ao Código da Estrada em que tinham sido autuados”, segundo a síntese da acusação.

LUSA

VEJA AINDA:

PORTO: RESIDÊNCIA SÉNIOR MONTEPIO COM 34 UTENTES E 11 FUNCIONÁRIOS INFETADOS COM COVID-19

Lusa

MADEIRA: POLÍCIA JUDICIÁRIA FAZ MAIOR APREENSÃO DE HEROÍNA

Lusa

ÉVORA: PESCADORES PROTESTAM CONTRA A PROIBIÇÃO DA PESCA DO LAGOSTIM

Lusa

COIMBRA: O TRADICIONAL CORTEJO DA QUEIMA DAS FITAS FOI CANCELADO

Lusa

LEIRIA: CHOQUE DE COMBOIO COM AUTOMÓVEL PROVOCA UM MORTO

Lusa

SOURE: DESCARRILAMENTO DE ALFA PENDULAR FAZ DOIS MORTOS E SETE FERIDOS

Lusa