RÁDIO REGIONAL
INTERNACIONAL

RÚSSIA: MOSCOVO FOI EXCLUÍDA DAS OLIMPÍADAS DE XADREZ

nbsp| RÁDIO REGIONAL

As Olimpíadas de xadrez, a mais prestigiada competição por seleções da modalidade, não vão ser disputadas em Moscovo, anunciou esta sexta-feira a Federação Internacional de Xadrez (FIDE, na sigla francesa), em reação à invasão russa da Ucrânia.

A decisão foi tomada em reunião extraordinária do organismo, em que se assumiu que todas as competições oficiais previstas seriam deslocadas da Rússia para outro país.

O congresso da FIDE, previsto para se realizar na Rússia, também vai ser marcado para outra sede, refere o mesmo comunicado.

Cerca de 190 países deveriam participar em Moscovo na 44.ª edição das Olimpíadas, de 26 de julho a 8 de agosto.

“A deterioração rápida da situação geopolítica constrangeu o conselho da FIDE a tomar esta difícil decisão”, prossegue o comunicado.

O comité executivo do Comité Olímpico Internacional (COI) exortou esta sexta-feira as federações desportivas internacionais a anular ou deslocalizar os eventos previstos para a Rússia ou Bielorrússia.

Na quinta-feira, a Rússia lançou uma ofensiva militar na Ucrânia, com forças terrestres e bombardeamento de alvos em várias cidades, que já provocaram pelo menos mais de 120 mortos, incluindo civis, e centenas de feridos, em território ucraniano, segundo Kiev. A ONU deu conta de 100.000 deslocados no primeiro dia de combates.

O presidente russo, Vladimir Putin, disse que a “operação militar especial” na Ucrânia visa “desmilitarizar e desnazificar” o seu vizinho e que era a única maneira de o país se defender, precisando o Kremlin que a ofensiva durará o tempo necessário, dependendo de seus “resultados” e “relevância”.

O ataque foi condenado pela generalidade da comunidade internacional e motivou reuniões de emergência de vários governos, incluindo o português, e da Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO), União Europeia (UE) e Conselho de Segurança da ONU, tendo sido aprovadas sanções em massa contra a Rússia.

VEJA AINDA:

UCRÂNIA: PORTUGAL VAI RECONSTRUIR ESCOLAS NA REGIÃO DE JITOMIR

Lusa

UCRÂNIA: PELO MENOS 343 CRIANÇAS MORRERAM NA SEQUÊNCIA DA INVASÃO RUSSA

Lusa

PUTIN RESPONDE À NATO E SOBRE A UCRÂNIA ASSEGURA QUE ‘NADA MUDOU’ – GUERRA

Lusa

KIEV SAÚDA ‘POSIÇÃO LÚCIDA’ DA NATO SOBRE A RÚSSIA

Lusa

UCRÂNIA PODE CONTAR COM APOIO DA NATO ‘O TEMPO QUE FOR NECESSÁRIO’ – STOLTENBERG

Lusa

CRESCIMENTO DA AQUICULTURA LEVA PRODUÇÃO A NÍVEL RECORDE EM 2020

Lusa