RÁDIO REGIONAL
INTERNACIONAL

NITRATOS CONTINUAM A POLUIR EXCESSIVAMENTE ÁGUAS DA UE – COMISSÃO EUROPEIA

nbsp| RÁDIO REGIONAL

Os nitratos em excesso continuam a poluir a água na União Europeia (UE), segundo o relatório hoje divulgado sobre a aplicação da Diretiva (lei comunitária) Nitratos que se baseia em dados entre 2016 e 2019.

Para o período 2016-2019, em todos os Estados-membros, 14,1% das águas subterrâneas ainda excederam o limite de concentração de nitratos fixado para a água potável.

De acordo com os resultados, a água declarada como eutrófica na UE inclui 81% das águas marinhas, 31% das águas costeiras, 36% dos rios e 32% dos lagos.

O executivo comunitário anuncia que atuará para melhorar o cumprimento da Diretiva Nitratos, que é uma condição prévia para alcançar o objetivo do Pacto Ecológico europeu de reduzir as perdas de nutrientes em pelo menos 50% até 2030 – segundo dados de Bruxelas, cerca de metade do azoto em fertilizantes e estrume aplicado na UE é perdido para o ambiente circundante.

Isto exige medidas reforçadas na maioria dos Estados-Membros, a nível nacional e regional, considerando que a Bélgica, República Checa, Dinamarca, Alemanha, Finlândia, Hungria, Letónia, Luxemburgo, Malta, Países Baixos, Polónia e Espanha enfrentam os maiores desafios no combate à poluição por nutrientes provenientes da agricultura.

Por outro lado, a Bulgária, Chipre, Estónia, França, Itália, Portugal e Roménia também têm pontos críticos onde a poluição deve ser urgentemente diminuída.

Os nitratos provenientes de estrume animal e fertilizantes minerais têm sido uma importante fonte de poluição da água durante décadas.

VEJA AINDA:

UM EM CADA CINCO CIDADÃOS DA UE EM RISCO DE POBREZA OU EXCLUSÃO SOCIAL

Lusa

POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA PROVOCA 1,1 MILHÕES DE MORTES EM ÁFRICA EM 2019, SEGUNDO UM ESTUDO

Lusa

PARLAMENTO EUROPEU QUER INCLUIR A VIOLÊNCIA DE GÉNERO À LISTA DE CRIMES

Lusa

CERCA DE 14% DOS CORAIS DO MUNDO DESAPARECERAM ENTRE 2009 E 2018 – RELATÓRIO

Lusa

GASES DE REFRIGERAÇÃO SÃO 23 MIL VEZES PIORES DO QUE CO2, RECICLAGEM É PRECISA, DIZ INVESTIGADORA

Lusa

PORTUGAL LIDERA VACINAÇÕES MAS COM TAXA DE INFEÇÕES ‘PREOCUPANTE’

Lusa