RÁDIO REGIONAL
NACIONAL

CANDIDATOS À PRIMEIRA FASE DE ACESSO AO ENSINO SUPERIOR AUMENTOU 3,4%

nbsp| RÁDIO REGIONAL

O número de candidatos à primeira fase de acesso ao ensino superior aumentou 3,4% este ano, em relação a 2018, anunciou hoje o Gabinete do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

A primeira fase do Concurso Nacional de Acesso (CNA) ao ensino superior público no ano letivo de 2019-2020 registou 51.291 inscrições, o que representa um aumento de 1.666 candidatos face a 2018 (49.625 alunos), um valor registado pela Direção-Geral do Ensino Superior até às 00:00 de hoje, pode ler-se no comunicado.

“O aumento de candidatos nesta fase do acesso ao ensino superior público representa um sinal positivo na evolução registada ao longo dos últimos anos, designadamente em termos do alargamento da base social do ensino superior e da ambição de garantir que seis em cada dez jovens de 20 anos frequentem o ensino superior em 2030”, segundo a mesma nota.

“Os últimos dados oficiais mostram que, atualmente, cerca de 46% dos jovens de 20 anos frequentam o ensino superior, enquanto essa fração era apenas de 40% em 2015 e de cerca de 30% em 2005”, de acordo com o Gabinete do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.

Por outro lado, sublinha-se que os números validam também o objetivo de se atingir até ao final da próxima década a meta de 50% de graduados entre a população entre os 30 e os 34 anos.

Os resultados da primeira fase do CNA serão divulgados a 09 de setembro.

O CNA ao ensino superior inclui ainda mais duas fases: a segunda entre 09 e 20 de setembro, a terceira de 03 a 07 de outubro.

JMC // JMC

VEJA AINDA:

TERCEIRA FASE DE ACESSO AO ENSINO SUPERIOR COM 3.354 VAGAS

Lusa

PORTO: TÉCNICOS DE EDUCAÇÃO ESTÃO HOJE (SEXTA-FEIRA) EM GREVE

Lusa

ÉVORA: ESTUDANTES COM DIFICULDADES DE ALOJAMENTO – GOVERNO APONTA AO ‘PRR’

Lusa

MAIORIA DOS DOCENTES DUVIDA QUE TODOS OS ALUNOS CONSIGAM RECUPERAR APRENDIZAGENS

Lusa

PÓVOA DE VARZIM: PROFESSOR SUSPENSO DEVIDO A COMPORTAMENTO INCORRECTO (VÍDEO)

Lusa

CERCA DE 80% DOS SEIS MILHÕES DE ‘VOUCHERS’ PARA MANUAIS JÁ FORAM RESGATADOS

Lusa