ONU REVELA MAIS DE 14 MIL VIOLAÇÕES GRAVES DOS DIREITOS DAS CRIANÇAS NO AFEGANISTÃO

As Nações Unidas denunciaram que a deterioração da segurança no Afeganistão, nos últimos quatro anos, levou a mais de 14.000 “violações graves” contra crianças, entre as quais cerca de 3.500 mortos e mais de 9.000 feridos.

As Nações Unidas denunciaram que a deterioração da segurança no Afeganistão, nos últimos quatro anos, levou a mais de 14.000 “violações graves” contra crianças, entre as quais cerca de 3.500 mortos e mais de 9.000 feridos.

Num relatório divulgado na quinta-feira, o secretário-geral da Organização das Nações Unidas, António Guterres, condenou “o nível alarmante” de violações graves contra crianças no Afeganistão e disse estar “profundamente perturbado com a escala, gravidade e recorrência das violações graves sofridas pelas crianças no Afeganistão”.

António Guterres acrescentou ainda que está “extremamente preocupado”, especialmente com o aumento significativo de baixas infantis resultantes de operações aéreas realizadas por forças governamentais e pró-governo.

De acordo com o relatório, o número de crianças mortas em ataques aéreos aumentou cada ano desde 2015, para um total de 1.049 no período entre 2015 e 2018.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.