POLÍCIA MARÍTIMA EM MISSÃO NA ILHA GREGA DE LESBOS RESGATA 79 MIGRANTES

A equipa da Polícia Marítima que está em missão na ilha grega de Lesbos resgatou hoje 79 migrantes, entre os quais 31 crianças, em duas operações distintas, anunciou a autoridade policial em comunicado.

A equipa da Polícia Marítima que está em missão na ilha grega de Lesbos resgatou hoje 79 migrantes, entre os quais 31 crianças, em duas operações distintas, anunciou a autoridade policial em comunicado.

De acordo com a informação divulgada, a primeira operação de resgate aconteceu por volta das 05:00, depois de ter sido detetada uma embarcação onde seguiam a bordo 42 pessoas, entre elas 16 crianças, 13 mulheres e 13 homens.

Neste caso, “as condições de vento e do mar não se verificaram favoráveis para a polícia marítima efetuar o transbordo dos migrantes para a embarcação “TUBARÃO”, tendo sido decidido que se procederia ao acompanhamento do bote, de forma a guiá-lo para zona segura na praia de Lepetymnos, em Lesbos”, lê-se no comunicado.

De acordo com a polícia marítima, os migrantes desembarcaram em segurança e foram, posteriormente, entregues às autoridades gregas.

Duas horas e meia depois deste resgate, a viatura de vigilância costeira detetou dois botes em águas territoriais turcas, um deles intercetado pela guarda costeira turca, o outro intercetado pela polícia portuguesa, depois de ter entrado em águas gregas, já cerca das 08:00.

As condições meteorológicas continuavam a não ser as mais favoráveis, mas aqui a opção pelo transbordo dos 37 migrantes que seguiam a bordo porque a embarcação “não apresentava segurança”.

O grupo de 37 pessoas era constituído por 15 crianças, 11 mulheres e 11 homens, e foram encaminhados para o porto de Skala Skamineas, onde também foram entregues às autoridades gregas.

A polícia marítima aproveita para sublinhar que já resgatou 276 migrantes deste o início desta semana.

Desde que começou a participar na missão POSEIDON, em 2014, já salvou 6.150 pessoas.

A missão POSEIDON é da responsabilidade da agência europeia FRONTEX em apoio à guarda costeira grega, com o objetivo de controlar e vigiar as fronteiras marítimas gregas e as fronteiras externas da União Europeia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.