RÁDIO REGIONAL | PORTUGAL
INTERNACIONAL

FOGOS NA SIBÉRIA PROVOCAM NÍVEIS DE EMISSÕES DE CO2 SEM PRECEDENTES

Os mais recentes incêndios que atingiram a região russa da Sibéria provocaram emissões de dióxido de carbono (CO2) sem precedentes, lançando gases de efeito estufa que aumentaram o aquecimento global, indicou hoje o serviço europeu Copernicus.

As conclusões têm como base observações por satélite efetuadas pelos cientistas do organismo europeu (Centro Europeu de Previsões Meteorológicas – Copernicus) que avaliaram as emissões provocadas pelos fogos no círculo Ártico em 244 megatoneladas entre janeiro e agosto.

Em 2019, os incêndios na Sibéria provocaram 181 megatoneladas de CO2.

Os estudos indicam que os valores máximos foram registados entre os passados meses de junho e agosto, na região russa.

A Sibéria está a ser atingida por incêndios de grande dimensão provocados pelo aumento das temperaturas, com o registo de mais cinco graus centígrados em relação aos valor habitual durante os meses de verão.

VEJA AINDA:

AGÊNCIA INTERNACIONAL DE ENERGIA ALERTA SOBRE AQUECIMENTO GLOBAL EM 2023

Lusa

FLORESTA AMAZÓNICA ESTÁ A TORNAR-SE UMA FONTE DE CO2 – ESTUDO

Lusa

APENAS 25 CIDADES PRODUZEM METADE DAS EMISSÕES DE CO2 DAS MAIORES CIDADES DO MUNDO

Lusa

ZERO PEDE QUE CARROS NOVOS VENDIDOS EM PORTUGAL SEJAM 100% ELÉTRICOS A PARTIR DE 2035

Lusa

RUÍDO DOS BARCOS AFETA ‘ACASALAMENTO’ DOS PEIXES – ESTUDO

Lusa

ASSOCIAÇÃO ELECTRÃO PROCURA PESSOAS QUE QUEREM SALVAR O PLANETA

Lusa