Ligue-se a nós

REGIÕES

PORTO: 112 OCORRÊNCIAS DEVIDO AO MAU TEMPO

O distrito do Porto registou nas primeiras 15 horas desta quarta-feira 112 situações relacionadas com “meteorologia adversa”, disse fonte da Proteção Civil, referindo que esta foi a zona do norte do país com mais alertas associados ao mau tempo.

Online há

em

O distrito do Porto registou nas primeiras 15 horas desta quarta-feira 112 situações relacionadas com “meteorologia adversa”, disse fonte da Proteção Civil, referindo que esta foi a zona do norte do país com mais alertas associados ao mau tempo.

De um total de 563 ocorrências em Portugal, nas primeiras 15 horas de hoje, a Autoridade Nacional de Protecção Civil referiu que a Norte do país foi o distrito do Porto que registou o maior número, 112, sendo a maioria (59) inundações, mas também quedas de estruturas (27) e quedas de árvores (22).

Seguiram-se, em número de ocorrências no mesmo período e pelas mesmas razões, os distritos de Aveiro (34 ocorrências), Viana do Castelo (24), Braga (20) e Bragança (nove).

Entre os registos do Comando Distrital de Operação de Socorros (CDOS) do Porto conta-se a queda de uma estrutura nas instalações da Porto Editora na Maia, que provocou três feridos ligeiros.

Os 150 trabalhadores da Porto Editora na Maia foram para casa após o que fonte da empresa disse ter sido um “fenómeno climatérico extremo”, só retomando a atividade quando estiveram asseguradas condições de segurança.

Provocou ainda uma inundação na Escola Básica Adriano Correia de Oliveira, na rua 05 de Outubro, em Avintes, Vila Nova de Gaia, na sequência de “uma fissura no tecto de uma sala de aula”.

No extremo norte da cidade do Porto, mais concretamente na Estrada da Circunvalação, ocorreu a queda parcial da cobertura de um posto de abastecimento de combustível da Repsol, havendo a registar apenas danos materiais.

Ainda mais a norte, em Belinho, Esposende, no distrito de Braga, uma estufa derrubada foi derrubada por vento “muito forte”, provocando um ferido, e habitações destelhadas, disse fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Braga.

Já no distrito de Viana do Castelo, o mau tempo que se fez sentir hoje no distrito de Viana do Castelo, entre as 09:50 e as 11:30, provocou ocorrências relacionadas sobretudo com queda de árvores e destruição de cabos elétricos, informou a proteção civil.

Na área da Polícia Marítima, desde Caminha até à Figueira da Foz “não há nenhum relato de ocorrências graves”, disse à Lusa Rodrigues Campos, comandante do Porto do Douro e responsável em receber informações dos vários portos marítimos no Norte e parte do Centro.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) previa para hoje no continente céu geralmente muito nublado, períodos de chuva, por vezes forte, passando gradualmente a regime de aguaceiros a partir da tarde, e que poderão ser por vezes fortes, de granizo e acompanhados de trovoada.

Está também prevista queda de neve nos pontos mais altos da Serra da Estrela, descendo gradualmente a cota para 1000/1200 metros.

A previsão aponta ainda para vento moderado a forte do quadrante sul, soprando temporariamente com rajadas até 90 quilómetros por hora, em especial no litoral, e sendo forte nas terras altas, com rajadas até 110 quilómetros por hora, rodando para o quadrante oeste a partir da tarde e pequena descida da temperatura máxima.

As temperaturas mínimas vão variar entre os 04 graus (na Guarda) e os 12 (em faro, Santarém e Lisboa) e as máximas entre os 10 graus Celsius (na Guarda) e os 17 (em Faro e Santarém).

Por causa da agitação marítima, o IPMA colocou hoje toda a costa portuguesa sob aviso amarelo até sexta-feira.

O IPMA prevê ondas de oeste com 04 a 05 metros, passando gradualmente a ondas de noroeste.

LUSA

REGIÕES

LISBOA-SEIXAL: POLÍCIA DESMANTELA “ESQUEMA” DE TRÁFICO DE DROGA

A PSP anunciou hoje o desmantelamento de uma célula de tráfico de droga que abastecia os concelhos de Lisboa e do Seixal, no distrito de Setúbal, tendo sido detidas duas pessoas e apreendidas várias armas.

Online há

em

A PSP anunciou hoje o desmantelamento de uma célula de tráfico de droga que abastecia os concelhos de Lisboa e do Seixal, no distrito de Setúbal, tendo sido detidas duas pessoas e apreendidas várias armas.

Em comunicado, o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP (Cometlis) refere que efetuou na quinta-feira buscas domiciliárias nas freguesias do Lumiar (Lisboa) e de Fernão Ferro (Seixal), tendo detido dois homens, de 37 e 51 anos, suspeitos de tráfico de droga.

Na sequência desta operação, as autoridades apreenderam 8.931 doses de cocaína, 82.204 de haxixe, assim como 366.280 euros, três armas de fogo, 37 munições, três automóveis e dois motociclos de alta cilindrada, entre outros objetos.

Os detidos foram presentes ao Tribunal Judicial de Lisboa para primeiro interrogatório, aguardando medida de coação.

“A PSP tem vindo, de forma incisiva, a combater o tráfico na capital e a quem a ele se dedica, estratégia que se materializa na prossecução de dezenas de operações de investigação criminal nesta área”, sublinha a nota do Cometlis.

LER MAIS

REGIÕES

PORTO: DUAS FAMÍLIAS DESPEJADAS DE CASAS MUNICIPAIS DEVIDO AO TRÁFICO DE DROGA

A Câmara do Porto despejou, na quinta-feira, duas famílias de casas municipais nos bairros de Pinheiro Torres e de Lordelo, que utilizavam a habitação para o tráfico de droga, foi revelado esta sexta-feira.

Online há

em

A Câmara do Porto despejou, na quinta-feira, duas famílias de casas municipais nos bairros de Pinheiro Torres e de Lordelo, que utilizavam a habitação para o tráfico de droga, foi revelado esta sexta-feira.

Fonte da autarquia esclareceu esta sexta-feira à Lusa que as duas famílias foram notificadas a 10 de maio pela empresa municipal responsável pela gestão do parque habitacional, Domus Social, de que teriam de sair das habitações.

A “ordem de despejo” foi acionada depois de um dos elementos das respetivas famílias ter sido condenado em tribunal.

“Num dos casos ficou ainda provado que a arguida pertencia a um grupo organizado, cabendo-lhe especificamente a função de armazenar a droga na habitação municipal e de fornecer outros traficantes com estupefacientes ali guardados”, refere.

Segundo o município, a família terá recorrido da ordem de despejo, mas o tribunal deu razão à Câmara do Porto.

“O município do Porto não permitirá a utilização das casas de habitação social para tráfico de droga e/ou quaisquer outros fins ilícitos”, salienta.

No final de março, a Câmara do Porto despejou outras quatro famílias, três no Agrupamento da Pasteleira e uma no bairro Dr. Pinheiro Torres, que também eram usadas para tráfico de droga.

“A resolução deste tipo de situações, para além de proteger e zelar pelo património municipal, visa, acima de tudo, garantir a segurança e qualidade de vida dos restantes moradores do parque de habitação pública e dos munícipes em geral”, acrescenta.

LER MAIS
Subscrever Canal WhatsApp
RÁDIO ONLINE
ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL

LINHA CANCRO
DESPORTO DIRETO
A RÁDIO QUE MARCA GOLOS
FAMALICÃO X BENFICA


RÁDIO REGIONAL NACIONAL: SD | HD



RÁDIO REGIONAL VILA REAL


RÁDIO REGIONAL CHAVES


RÁDIO REGIONAL BRAGANÇA


RÁDIO REGIONAL MIRANDELA


MUSICBOX

WEBRADIO 100% PORTUGAL


WEBRADIO 100% POPULAR


WEBRADIO 100% LOVE SONGS


WEBRADIO 100% BRASIL


WEBRADIO 100% OLDIES


WEBRADIO 100% ROCK


WEBRADIO 100% DANCE


WEBRADIO 100% INSPIRATION

KEYWORDS

FABIO NEURAL @ ENCODING


NARCÓTICOS ANÓNIMOS
PAGAMENTO PONTUAL


MAIS LIDAS