Ligue-se a nós

DESPORTO

PORTO X PORTIMONENSE: ANÁLISE DE JOSÉ AUGUSTO SANTOS

FC Porto faz uma exibição melhor do que o resultado apesar da conquista dos tês pontos. O mote foi dado nos primeiros 10 minutos com o Porto a entrar dinâmico, com qualidade no passe e na movimentação e com Evanilson em destaque ao conseguir marcar na sua terceira oportunidade depois de atirar por cima e ao lado.

Online há

em

FC Porto faz uma exibição melhor do que o resultado apesar da conquista dos tês pontos. O mote foi dado nos primeiros 10 minutos com o Porto a entrar dinâmico, com qualidade no passe e na movimentação e com Evanilson em destaque ao conseguir marcar na sua terceira oportunidade depois de atirar por cima e ao lado.

As dificuldades de eficácia do FC Porto manifestadas em todos os jogos desta época voltaram a ser bem evidenciadas neste jogo e só beneficiando de um ressalto em Filipe Relvas que enganou o guarda-redes Vinícius o FC Porto conseguiu marcar.

Uma excelente entrada no jogo com uma boa movimentação dos jogadores mais adiantados e com a largura a ser dada por Wendell e João Mário foi criando oportunidades até conseguir marcar, mas não deu sequência depois de estar em vantagem. Baixou o ritmo e a intensidade na reação à perda da bola, controlou e geriu o 1-0 até ao intervalo, com um Portimonense bem organizado na sua estrutura de 5 defesas, mas sem argumentos nas transições ou ataques rápidos não conseguindo criar qualquer oportunidade na primeira parte.

A segunda parte foi uma repetição da primeira com o Porto a tentar marcar o segundo golo, mas a revelar os mesmos problemas no último passe e na finalização deixando sempre em aberto a possibilidade de o Portimonense poder empatar.

Paulo Sérgio foi trocando jogadores com o objetivo de a melhorar a qualidade ofensiva da equipa, mas em ataques rápidos ou contra-ataques só por uma vez a equipa algarvia poderia ter marcado num lance em que Hélio Varela revelou algum egoísmo, tinha Carrillo completamente solto e optou pelo remate proporcionando a Diogo Costa uma excelente defesa.

Nem depois da justa expulsão de David Carmo por duplo amarelo o Portimonense teve argumentos para ultrapassar um quarteto defensivo completamente remendado com Jorge Sánchez como defesa direito, Zé Pedro e Wendell como centrais e João Mário como lateral esquerdo e um meio-campo fragilizado com o recuo de Ivan Jaime, “obrigado” a jogar ao lado de Eustáquio no corredor central do meio-campo, revelando pouca criatividade e qualidade na circulação da bola e na procura de espaços. Nunca conseguiu testar o quarteto defensivo portista e nas bolas paradas também não soube explorar a diferença de estatura com vantagem para os seus jogadores. Arriscou até a sofrer o segundo golo, não fosse o ligeiro adiantamento, de Toni Martinez quando finalizou bem um excelente contra-ataque, confirmando que é, juntamente com Musa, o jogador mais eficaz, a partir do banco, a atuar no nosso campeonato, apesar do golo ter sido anulado.

O Portimonense não esteve bem em termos ofensivos e mesmo na sua organização defensiva revelou dificuldades que um FC Porto perdulário não conseguiu aproveitar. Os 3 centrais, Carlinhos e em especial o guarda-redes Vinícius foram os melhores na equipa algarvia, que no ataque teve o seu maior problema.

O FC Porto deu sinais de melhoria na qualidade do seu jogo ofensivo. Excelente a forte dinâmica na entrada da primeira e da segunda parte, com a criação de oportunidades e equilibrado na sua transição defensiva, só consentiu uma oportunidade para o Portimonense, Terá, Sérgio Conceição de resolver as dificuldades da equipa no último passe e eficácia na finalização que são evidentes desde o primeiro jogo da época.

Bom jogo de Zé Pedro, sempre bem posicionado na sua articulação coletiva com os colegas, ganhou praticamente todos os duelos e em posse de bola teve muita qualidade na saída a jogar. Wendell também esteve bem, a subir de jogo para jogo e Pêpê, apesar de ter de melhorar o remate e as assistências. A longa passagem pela posição de defesa direito retirou-lhe confiança na finalização e definição no último passe, que terá de recuperar para tirar partido da forma desconcertante e rápida como se desembaraça dos seus marcadores diretos. O melhor foi Evanilson que com a sua boa movimentação e qualidade técnica e decisivo ao marcar o golo que deu a vitória ao FC Porto.

Nuno Almeida esteve bem apesar dos protestos e contestação dos elementos dos 2 bancos.


José Augusto Santos, Comentador Desportivo e Treinador de Futebol Nível IV UEFA Pro.

Publicidade

HELPO, EU CONSIGNO EU CONSIGO, IRS 2024
ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

DESPORTO

FÓRMULA 1: MAX VERSTAPPEN VENCE GP DE ESPANHA E CONSOLIDA LIDERANÇA

O piloto neerlandês Max Verstappen (Red Bull) venceu hoje o Grande Prémio de Espanha de Fórmula 1, 10.ª ronda do Mundial, e ampliou a liderança do Campeonato do Mundo.

Online há

em

O piloto neerlandês Max Verstappen (Red Bull) venceu hoje o Grande Prémio de Espanha de Fórmula 1, 10.ª ronda do Mundial, e ampliou a liderança do Campeonato do Mundo.

Verstappen, que partiu do segundo lugar da grelha, deixou o britânico Lando Norris (McLaren) na segunda posição, a 2,219 segundos, com Lewis Hamilton (Mercedes) em terceiro, a 17,790.

Com estes resultados, o neerlandês da Red Bull mantém a liderança do Mundial de pilotos, com 219 pontos, 71 de vantagem sobre o segundo classificado, que agora é Lando Norris.

LER MAIS

DESPORTO

EURO 2024: PORTUGAL VENCE TURQUIA E SEGUE PARA OS “OITAVOS”

Portugal garantiu hoje o apuramento para os oitavos de final do Campeonato da Europa de futebol de 2024 e assegurou a vitória no Grupo F, ao bater a Turquia por 3-0, no segundo jogo na prova, em Dortmund.

Online há

em

Portugal garantiu hoje o apuramento para os oitavos de final do Campeonato da Europa de futebol de 2024 e assegurou a vitória no Grupo F, ao bater a Turquia por 3-0, no segundo jogo na prova, em Dortmund.

Bernardo Silva, aos 21 minutos, Samet Akaydin, aos 28, na própria baliza, e Bruno Fernandes, aos 56, selaram o triunfo da seleção lusa, que na primeira jornada tinha batido a República Checa por 2-1.

Após duas jornadas, Portugal soma seis pontos e já ganhou o Grupo F, pois tem mais três pontos e vantagem no confronto direto face à Turquia, segunda, enquanto República Checa e Geórgia, que hoje empataram 1-1, partilham o terceiro posto, com um ponto.

LER MAIS
Subscrever Canal WhatsApp
RÁDIO ONLINE
ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL

LINHA CANCRO
DESPORTO DIRETO

RÁDIO REGIONAL NACIONAL: SD | HD



RÁDIO REGIONAL VILA REAL


RÁDIO REGIONAL CHAVES


RÁDIO REGIONAL BRAGANÇA


RÁDIO REGIONAL MIRANDELA


MUSICBOX

WEBRADIO 100% PORTUGAL


WEBRADIO 100% POPULAR


WEBRADIO 100% LOVE SONGS


WEBRADIO 100% BRASIL


WEBRADIO 100% OLDIES


WEBRADIO 100% ROCK


WEBRADIO 100% DANCE


WEBRADIO 100% INSPIRATION

KEYWORDS

FABIO NEURAL @ ENCODING


NARCÓTICOS ANÓNIMOS
PAGAMENTO PONTUAL


MAIS LIDAS