RÁDIO REGIONAL
NACIONAL

RECORDES DE TEMPERATURA MÁXIMA BATIDOS EM 13 ESTAÇÕES NA QUARTA-FEIRA

nbsp| RÁDIO REGIONAL

Na quarta-feira foram batidos recordes de temperatura máxima em 13 estações meteorológicas do país, com o valor mais elevado registado na Lousã, com 46,3°C, segundo os dados do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

A informação disponibilizada pelo IPMA dá conta de 13 extremos de temperatura atingidos nas estações da Lousã, Ancião, Mirandela, Monção, Coimbra/Bencanta, Proença-a-Nova, Chaves, Moimenta da Beira, Bragança, Macedo Cavaleiros, Figueira da Foz, Carrazeda de Ansiães e Porto/PR.

De acordo com a observação nas estações da rede IPMA (consideradas 96 estações no continente), na quarta-feira, as temperaturas mais elevadas foram registadas na Lousã (46,3°C) e em Santarém (46,2°C – o valor mais elevado nesta estação até hoje foi 46,3°C, registado em agosto de 2018).

O dia 13 de julho foi o 5.º mais quente, tendo sido ultrapassados os anteriores maiores valores da temperatura máxima para este mês em 35 estações.

Em cinco estações foram registadas temperaturas máximas iguais ou superiores a 45°C e em cerca de metade do país foram registadas temperaturas máximas iguais ou acima dos 40°C.

Segundo o IPMA, ocorreram valores de temperatura máxima do ar iguais ou superiores a 35°C em cerca de 90% do território e iguais ou superiores a 30°C em praticamente todo o território (exceto Cabo Carvoeiro, Sagres e Fóia).

Até hoje, o valor mais elevado da temperatura foi registado na Amareleja, com 47,3°C, a 01 de agosto de 2003.

Quanto à temperatura mínima do ar, no dia 13 foram registados valores iguais ou superiores a 25°C em 10 estações e iguais ou superiores a 20°C (noites tropicais) em cerca 75% das estações.

Segundo o IPMA, este mês, o valor mais alto da temperatura mínima foi 28,7°C, registado em Portalegre no dia 09.

O IPMA prevê uma descida gradual dos valores da temperatura a partir de hoje, ainda com a ocorrência de noites tropicais e dias quentes, muito quentes e excessivamente quentes até dia 17.

VEJA AINDA:

INCÊNDIOS: PARQUE NATURAL DA ESTRELA VAI LEVAR DÉCADAS A RECUPERAR – QUERCUS

Lusa

VILA REAL: JUDICIÁRIA DETEVE TRÊS SUSPEITOS DE ATEAR 16 INCÊNDIOS – MONTALEGRE

Lusa

VILA REAL: CHUVA E TROVOADA PROVOCA QUEDA DE ÁRVORES E INCÊNDIOS

Lusa

COVILHÃ: HELICÓPTERO DE COMBATE A INCÊNDIOS SOFRE ACIDENTE SEM VÍTIMAS

Lusa

PORTO: BOMBEIROS VOLUNTÁRIOS ‘À DERIVA’ SEM ÓRGÃOS SOCIAIS

Lusa

COIMBRA: CIENTISTAS ESTUDAM FORMAS SEGURAS DE RESGATE EM RISCO DE INCÊNDIOS

Lusa