Ligue-se a nós

REGIÕES

SEIXAL: MAIS DE 60 AUTOMOBILISTAS PROTESTARAM CONTRA A FESTA DO AVANTE

Mais de 60 automobilistas protestaram hoje contra a realização da Festa do Avante!, numa marcha lenta em automóvel, na freguesia da Amora, concelho do Seixal, onde decorrerá o evento entre sexta-feira e domingo.

Online há

em

Mais de 60 automobilistas protestaram hoje contra a realização da Festa do Avante!, numa marcha lenta em automóvel, na freguesia da Amora, concelho do Seixal, onde decorrerá o evento entre sexta-feira e domingo.

A iniciativa foi organizada pelo movimento “Seixal Sim Covid Não”, constituído por moradores do concelho que se opõem à realização da festa.

Com os quatro piscas ligados, os automóveis saíram do parque de estacionamento do Complexo Desportivo Carla Sacramento às 18:20, tendo a ação de protesto terminado cerca de uma hora depois, junto a uma das entradas da Festa do Avante!.

Face ao barulho das buzinas dos carros, vários moradores dirigiram-se às varandas para apoiar a iniciativa, enquanto outros bateram palmas a partir do passeio.

Em declarações aos jornalistas, Joel Lira, um dos organizadores da marcha, salientou que se trata de “um grito de prevenção” em nome dos que não se sentem seguros com a realização desta edição do certame, que juntará milhares de pessoas.

“Em nome das pessoas que estão preocupadas, e eu estou preocupado, resolvemos por bem fazer esta manifestação automóvel de marcha lenta para que as pessoas possam ver que não estão sozinhas nesta dor”, afirmou.

Joel Lira fez também questão de sublinhar que os organizadores da marcha não estão “filiados em nenhum partido”, acrescentando que o objetivo é “defender a Amora com unhas e dentes”.

O morador adiantou ainda que, tal como outros munícipes, permanecerá em casa durante duas semanas como forma de prevenção.

Ainda assim, disse, “oxalá que corra tudo bem, oxalá que amanhã não venham dizer que foi na Amora que aconteceu este problema”.

Questionado sobre se o trabalho deste movimento se esgota na Festa do Avante!, Joel Lira respondeu que “agora é que começou”, optando, porém, por não adiantar mais pormenores.

Uma providência cautelar interposta por um empresário para impedir a Festa do Avante! foi hoje indeferida pelo tribunal, admitindo Carlos Valente avançar com outras ações judiciais, caso ocorra um surto significativo de covid-19 relacionado com o evento, organizado pelo PCP.

Mais de 40 comerciantes da zona envolvente à Quinta da Atalaia, na freguesia de Amora, afirmaram no domingo que vão encerrar os seus estabelecimentos durante a Festa do Avante! por “precaução” e para “mitigar o risco de contágio” pelo novo coronavírus.

Devido à pandemia da covid-19, a 44.ª edição da Festa do Avante! conta este ano com um terço da lotação (33 mil pessoas).

No entanto, na segunda-feira, a Direção-Geral da Saúde (DGS) divulgou um parecer onde determinou uma lotação máxima de 16.563 pessoas em simultâneo no recinto da festa.

No mesmo dia, o PCP divulgou um Plano de Contingência, onde definiu que este ano o evento só vai ter lugares sentados nos diversos espetáculos, o uso de máscara será obrigatório nos “espaços assinalados” e “nos recintos dos espetáculos não será permitido o consumo de bebidas alcoólicas”.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 863.679 mortos e infetou mais de 26 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.829 pessoas das 59.051 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

REGIÕES

AÇORES: ÁGUA DO MAR PODERÁ ULTRAPASSAR OS 26 GRAUS – IPMA

A temperatura da água do mar deverá estar excecionalmente quente durante a próxima semana no arquipélago dos Açores, segundo previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), que apontam para valores acima dos 26 graus.

Online há

em

A temperatura da água do mar deverá estar excecionalmente quente durante a próxima semana no arquipélago dos Açores, segundo previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), que apontam para valores acima dos 26 graus.

“Prevê-se que a partir da próxima semana se verifique um aumento da temperatura da água do mar na região dos Açores, que poderá atingir valores superiores a 26ºC, em particular nas ilhas dos Grupos Ocidental [Corvo e Flores] e Central [Pico, Faial, São Jorge e Terceira]”, pode ler-se num comunicado do IPMA.

“A situação de anomalia positiva da temperatura da superfície do oceano, que se tem verificado nos últimos meses nesta região, resulta da posição e intensidade do Anticiclone dos Açores”, explica o IPMA no comunicado, dando como exemplo a anomalia que em junho “variou entre 0,8 e 1,6°C nos grupos Oriental [Santa Maria e S. Miguel] e Central e entre 1,6 e 2,4°C no Ocidental”.

O Anticiclone dos Açores deverá localizar-se a sudoeste do arquipélago, apresentando um vasto campo de ação, ao qual estarão associados ventos muito fracos à superfície.

Estas condições de vento fraco irão, por um lado, limitar a mistura de água nas camadas mais superficiais do oceano e, por outro, reduzir o transporte de poeiras do deserto do Sahara sobre a região subtropical do Atlântico, deixando a atmosfera mais limpa, permitindo que a radiação solar incidente sobre o oceano seja mais eficiente, refere o comunicado.

Devido à conjugação destes fatores, o IPMA prevê “um aquecimento anormalmente elevado da temperatura da água do mar no arquipélago dos Açores”.

Durante a próxima semana, acrescenta, preveem-se também valores da temperatura do ar acima dos 28°C, com a ocorrência de noites tropicais (temperatura mínima superior a 20°C), juntamente com valores elevados da humidade relativa do ar.

O IPMA deverá assim, oportunamente, emitir avisos meteorológicos de tempo quente para o arquipélago dos Açores.

LER MAIS

REGIÕES

PORTO: SETE ANOS DE PRISÃO POR ESFAQUEAR UM HOMEM NA DISCOTECA

O homem que esfaqueou outro à porta de uma discoteca no Porto em fevereiro de 2023 foi hoje condenado a sete anos de prisão no Tribunal São João Novo, no Porto.

Online há

em

O homem que esfaqueou outro à porta de uma discoteca no Porto em fevereiro de 2023 foi hoje condenado a sete anos de prisão no Tribunal São João Novo, no Porto.

Durante a leitura do acórdão, a presidente do coletivo de juízes referiu que o arguido, em prisão preventiva, mostrou “frieza e falta de afetividade pelo ser humano”.

“Espero que retire alguma lição daqui para a frente”, atirou a magistrada.

Além disso, a juíza frisou que os problemas não se resolvem à facada.

Em fevereiro de 2023, o arguido de 26 anos, agora condenado, esfaqueou cinco vezes, duas das quais em órgãos vitais, um homem à porta de uma discoteca no Porto.

O arguido e o ofendido integravam um grupo de seis pessoas que se juntou com o propósito de comprar o acesso à área reservada da discoteca, dividindo entre todos a despesa, tendo estado na origem das agressões uma discordância quanto ao valor cobrado pelo ofendido.

“Uma discussão sobre cinco euros deixou o ofendido entre a vida e a morte, algo que é desprezível”, frisou a magistrada.

A juíza recordou que a vítima, jogador de futebol de 21 anos, teve de ser reanimado e operado de urgência após o esfaqueamento.

LER MAIS

MAIS LIDAS