Ligue-se a nós

DESPORTO

SL BENFICA X FC FAMALICÃO: ANÁLISE DE JOSÉ AUGUSTO SANTOS

Benfica vence de forma justa, por números que podem demonstrar desequilíbrio e fragilidade do Famalicão, que só aconteceu nos últimos 5 minutos. A eficácia fez a diferença num magnifico jogo de futebol, com o Fama a dar excelente réplica e a colocar em causa a vitória encarnada, até sofrer o segundo golo.

Online há

em

Benfica vence de forma justa, por números que podem demonstrar desequilíbrio e fragilidade do Famalicão, que só aconteceu nos últimos 5 minutos. A eficácia fez a diferença num magnifico jogo de futebol, com o Fama a dar excelente réplica e a colocar em causa a vitória encarnada, até sofrer o segundo golo.

Roger Schmidt sem os dois campeões do mundo, Otamendi por motivos disciplinares e Angel Di Maria por opção e com direito a controversa folga para gestão do esforço, colocou o promissor central Tomás Araújo e deu oportunidade a Tiago Gouveia no corredor esquerdo do seu ataque fazendo derivar João Mário para a ala direita, deu a titularidade a Arthur Cabral e a realidade é que o Benfica entrou rápido, dinâmico e ofensivo.

O Famalicão que apesar de estar numa fase de melhoria e assimilação e evolução de processos, que não tem sido acompanhada de bons resultados, nos últimos 7 jogos só venceu o Camanha para a Taça de Portugal, abordou o jogo no Estádio da Luz com uma estratégia arrojada, procurou jogar de igual para igual com um bloco alto, ficando muitas vezes no seu setor defensivo em igualdade numérica. Em posse de bola entrou a jogar em velocidade e de forma ofensiva.

Excelente a primeira parte com ligeira supremacia do Benfica que conseguiu marcar o seu golo pelo homem do momento, Arthur Cabral, assistido por Rafa depois de excelente simulação e passe de João Neves.

Na segunda parte o Famalicão entrou mais rápido, móvel e começou a incluir mais jogadores no momento ofensivo. Foi criando algumas boas oportunidades para empatar, colocou sempre em causa a vantagem benfiquista, mas faltou eficácia para chegar ao empate. João Pedro Sousa refrescou os corredores laterais com as entradas de Afonso Rodrigues e Alex Dobre e quando arriscou com a entrada de Pablo para o lugar do criativo Gustavo Sá e transformou o 1-4-3-3 em 1-4-4-2, o Benfica que até às entradas de Musa e Gonçalo Guedes não conseguiu aproveitar o bloco alto do Fama para impor a velocidade e criatividade das suas unidades ofensivas, conseguiu marcar o 2º golo, depois de boa jogada dos recém-entrados Guedes e Musa e bem finalizada pelo homem do jogo, Rafa. O terceiro golo por intermédio de Musa é na sequência do aproveitamento dos espaços que o Famalicão deu na tentativa de marcar um golo que o fizesse reentrar na discussão do resultado, com Rafa mais uma vez a participar na jogada, desta vez a assistir o ponta-de-lança croata.

Publicidade

O Benfica sem Otamendi, Di Maria, e a perder Aursnes, um jogador fundamental, no decorrer do jogo, vence e dá razão a Roger Schmidt na arriscada opção de dar férias a Di Maria.

Provavelmente seria diferente se não tivesse ganho e a pergunta que se impõe é. Se o jogo fosse com Sporting ou Porto tomaria a mesma opção? De certeza que não! Na minha opinião o descanso ao astro argentino até poderia ser dado, mas teria, sempre, de ficar no banco de suplentes para qualquer eventualidade…

Num jogo onde o SL Benfica utilizou 8 jogadores da sua formação, facto digno de registo, Rafa foi de longe o melhor em campo, decisivo nos 3 golos, determinante ao marcar o segundo, na fase de assédio e desperdício de algumas oportunidades por parte do Famalicão. Arthur Cabral marcou o primeiro golo e demonstra estar mais identificado com os colegas e com a forma como o Benfica ataca. João Neves e Trubin também se exibiram num patamar acima dos colegas.

Zaydou Youssouf, merecia ter marcado no grande remate ao poste, esteve em excelente nível e foi um dos principais responsáveis pelo domínio que o Fama exerceu nomeadamente na segunda parte, Topic e Francisco Moura também se exibiram a bom nível e o ponta de lança Jhonder Cádiz que atravessa um excelente momento de forma foi uma dor de cabeça para António Silva e Tomás Araújo e

O árbitro André Narciso contribuiu para a dinâmica do jogo ao apitar pouco e não teve influência no resultado. A continuar assim poderá atingir o nível dos melhores em Portugal…

Publicidade

José Augusto Santos, Comentador Desportivo e Treinador de Futebol Nível IV UEFA Pro.

Publicidade
DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

DESPORTO

SC BRAGA: JOÃO MARQUES É NOVO REFORÇO POR 3,5 MILHÕES

João Marques, do Estoril Praia, vai ser jogador do Sporting de Braga a partir da próxima temporada por 3,5 milhões de euros, revelou hoje o clube minhoto, quarto classificado da I Liga de futebol.

Online há

em

João Marques, do Estoril Praia, vai ser jogador do Sporting de Braga a partir da próxima temporada por 3,5 milhões de euros, revelou hoje o clube minhoto, quarto classificado da I Liga de futebol.

A esse valor, por 100 por cento do passe, poderá acrescer um milhão de euros mediante objetivos individuais, sendo que os estorilistas reservam ainda 10 por cento da mais-valia de uma futura transferência do jogador.

João Marques, que cumpre 22 anos dentro de poucos dias, permanecerá no Estoril Praia até ao final da presente época, integrando o plantel dos ‘arsenalistas’ no arranque da próxima temporada (2024/25).

Internacional sub-21 por Portugal, o médio ofensivo assina um contrato válido por cinco épocas (até 2029), tendo sido fixada uma cláusula de rescisão de 30 milhões de euros.

Formado no Sporting, Barreirense, Vitória de Setúbal e Estoril Praia, João Marques soma 28 jogos esta época, seis golos e cinco assistências.

Publicidade
LER MAIS

DESPORTO

SL BENFICA: PETAR MUSA DEIXA PORTUGAL E SEGUE PARA O FC DALLAS (EUA)

O avançado internacional croata Petar Musa está de saída do Benfica, depois de época e meia ao serviço das ‘águias’, para reforçar a equipa de futebol dos norte-americanos do FC Dallas, informaram hoje os dois clubes.

Online há

em

O avançado internacional croata Petar Musa está de saída do Benfica, depois de época e meia ao serviço das ‘águias’, para reforçar a equipa de futebol dos norte-americanos do FC Dallas, informaram hoje os dois clubes.

“O Sport Lisboa e Benfica informa que chegou a acordo com o FC Dallas, dos Estados Unidos, para a transferência a título definitivo do futebolista Musa”, referem os ‘encarnados’ no seu site oficial.

Apesar de nenhum dos clubes revelar os valores envolvidos no negócio, a comunicação social portuguesa e internacional adianta que a saída de Petar Musa, de 25 anos, deverá render ao Benfica uma verba na ordem dos 10 milhões de euros (ME), mais três em variáveis, sendo que o emblema da Liga norte-americana (MLS) refere que se trata de “uma transferência recorde”.

Através da sua página oficial na Internet, o FC Dallas informou ainda que o ponta de lança croata assinou contrato até 2027, com a possiblidade de prolongar o vínculo por mais um ano.

O futebolista croata, que pelo Benfica venceu a I Liga (2022/23) e a Supertaça (2023), chegou à Luz na última época, proveniente do Boavista, num negócio que terá custado 6,5 ME, segundo o relatório e contas dos ‘encarnados’.

Publicidade

Sem nunca se afirmar verdadeiramente como primeira opção, Musa participou em 41 jogos na época de estreia pelas ‘águias’, apenas cinco dos quais a titular, e marcou 12 golos e fez quatro assistências.

Já esta temporada, igualmente muitas vezes a sair do banco, o avançado participou em 25 jogos (nove como titular), marcou seis golos e fez duas assistências.

Com a contratação, neste mercado de janeiro, do avançado brasileiro Marcos Leonardo (ex-Santos), num plantel que conta ainda com Arthur Cabral e Casper Tengstedt, o croata perdeu ainda mais espaço.

Além de Marcos Leonardo, o Benfica reforçou o plantel com o lateral espanhol Álvaro Carreras e os extremos argentinos Benjamín Rollheiser e Gianluca Prestianni.

Além de Musa, saíram os defesas João Victor, contratado pelo Vasco da Gama, e David Jurásek, cedido ao Hoffenheim, o médio Chiquinho saiu para o Olympiacos e o extremo Gonçalo Guedes, que estava cedido pelo Wolverhampton, rumou ao Villarreal.

Publicidade
LER MAIS

MAIS LIDAS