Ligue-se a nós

DESPORTO

SPORTING: HJULMAND É O SEGUNDO JOGADOR MAIS CARO DE SEMPRE EM ALVALADE

O futebolista dinamarquês Morten Hjulmand tornou-se hoje a segunda contratação mais cara da história do Sporting, sendo apenas superado em dois milhões de euros (ME) por outro nórdico, o avançado Viktor Gyökeres, também contratado esta época.

Online há

em

O futebolista dinamarquês Morten Hjulmand tornou-se hoje a segunda contratação mais cara da história do Sporting, sendo apenas superado em dois milhões de euros (ME) por outro nórdico, o avançado Viktor Gyökeres, também contratado esta época.

O médio, de 24 anos, foi ‘adquirido’ aos italianos do Lecce por 18 ME fixos (mais três milhões de euros por objetivos), precisamente um mês depois de os ‘leões’ terem anunciado a chegada do ponta-de-lança sueco, proveniente do Coventry, por 20 ME, que logo subiu ao topo da lista dos reforços mais caros do emblema lisboeta.

Com as chegadas de Gyökeres e Hjulmand na mesma temporada, o avançado Paulinho foi ‘relegado’ para o último lugar do pódio das contratações mais dispendiosas, face aos 16 ME fixos que o Sporting pagou ao Sporting de Braga por 70% do passe, em janeiro de 2021.

Nesta lista, segue-se Pedro Gonçalves, médio ofensivo que começou por custar 6,5 ME por 50% passe em 2020/21 e por quem os ‘leões’ pagaram mais sete milhões ao Famalicão recentemente, por mais 40%, o que elevou o negócio a um total de 13,5 ME.

Manuel Ugarte, transferido no mês passado para o Paris Saint-Germain, por 60 ME, é o quinto do ranking ‘leonino’, numa transação idêntica à de Pedro Gonçalves. O Sporting pagou 6,5 ME ao Famalicão por 50% do passe em 2021/22 e, desde então, adquiriu faseadamente mais parcelas aos minhotos, a última das quais no final de junho último, por dois milhões, numa transferência total de 12,5 ME por 80% dos direitos económicos.

Seguem-se o avançado neerlandês Bas Dost, adquirido aos alemães do Wolfsburgo por 11,85 ME, em 2016/17, o lateral português Rúben Vinagre, contratado ao Wolverhampton em 2021/22 por 10 ME, por 50% do passe, e o médio internacional luso Bruno Fernandes, por quem os ‘verdes e brancos’ pagaram 9,7 ME à Sampdoria em 2017/18.

O top 10 conclui-se com o argentino Marcos Acuña (9,59 ME), proveniente do Racing em 2017/18, e com o defesa neerlandês Jeremiah St. Juste (9,5 ME), reforço contratado ao Mainz na época passada.

DESPORTO

PRÉ-ÉPOCA: SPORTING EMPATA EM JOGO DE TREINO FRENTE AO UNION SAINT-GILLOISE

O Sporting empatou hoje 2-2 com os belgas do Union Saint-Gilloise, no primeiro jogo de preparação para a época 2024/25 do campeão português de futebol aberto ao público, no Estádio Algarve, em Faro.

Online há

em

O Sporting empatou hoje 2-2 com os belgas do Union Saint-Gilloise, no primeiro jogo de preparação para a época 2024/25 do campeão português de futebol aberto ao público, no Estádio Algarve, em Faro.

Rafael Nel, aos 45+1 minutos, deu vantagem aos comandados de Rúben Amorim, que voltariam a marcar, já na segunda parte, por Pedro Gonçalves, aos 54, antes de Sadiki e do canadiano Promise David, aos 73 e 88, empatarem para o vencedor da Taça da Bélgica e vice-campeão em 2023/24.

Os ‘leões’ sofreram hoje os primeiros golos da pré-temporada futebolística, no quarto jogo, depois da igualdade 0-0 com o Estoril Praia, da I Liga, e os triunfos, respetivamente, por 3-0 e 2-0 diante de Torreense e Portimonense, este último durante o dia de hoje.

O Sporting tem como primeiro jogo oficial da temporada o embate da Supertaça Cândido Oliveira, em 03 de agosto, em Aveiro, frente ao FC Porto, que bateu os ‘verde e brancos’ na final da última edição da Taça de Portugal.

A preparação da formação ‘leonina’ prossegue com jogos na terça-feira diante do Farense, à porta fechada, em Lagos, e do Sevilha, novamente no Estádio Algarve, antes de defrontar o Athletic Bilbau, no dia 27, no jogo do Troféu Cinco Violinos, que serve para apresentar o plantel aos adeptos, no Estádio José Alvalade, em Lisboa.

LER MAIS

DESPORTO

FC PORTO: ANDRÉ VILLAS-BOAS QUER MAIS MULHERES NO DESPORTO

O presidente do FC Porto disse hoje que quer mais igualdade de género no clube, apelando ao reforço do número de mulheres na prática desportiva, nas bancadas e também no dirigismo ‘azul e branco’.

Online há

em

O presidente do FC Porto disse hoje que quer mais igualdade de género no clube, apelando ao reforço do número de mulheres na prática desportiva, nas bancadas e também no dirigismo ‘azul e branco’.

André Villas-Boas apresentou essa intenção na inauguração da Casa do FC Porto de Arouca e no contexto do agradecimento à presidente dessa estrutura, a professora Cristina Saavedra, que, apesar de só hoje receber a visita formal de um líder portista, já há dois anos gere a referida coletividade e aí vem dinamizando a cultura ‘azul e branca’.

“No nosso seio temos milhares de mulheres, mas estamos muito longe da paridade desejável e não esgoto a minha análise apenas no campo numérico: temos de ter mais mulheres na primeira linha do clube e queremos ver mais jovens meninas e mulheres a praticar desporto connosco, a transformarem-se em atletas campeãs, a assumirem mais cargos de destaque no clube e nas empresas do grupo FC Porto, e a darem o seu contributo qualificado e informado para o associativismo”, declarou Villas-Boas.

O líder dos portistas espera que essa ambição se reflita também num maior número de sócias para o clube e deu como exemplo o caso da própria Casa do FC Porto de Arouca.

“Entre os 298 sócios da casa, apenas 18 são sócios do clube. Temos de concluir que, apesar de aqui haver de facto portismo, não há verdadeiras vantagens nem motivações para alguém ser sócio da casa e também sócio de pleno direito do clube”.

Assumindo que “é responsabilidade da direção do FC Porto e das casas portistas” alterar essa realidade e garantir o crescimento da comunidade ‘azul e branca’, Villas-Boas realça, contudo, que todos estão “alinhados na necessidade de mudanças efetivas” e que isso se tem “traduzido numa afluência histórica aos lugares anuais [no estádio] e em novos sócios do clube”.

Cristina Saavedra, que dirige a representação dos ‘dragões’ arouquense, revelou que o anterior presidente do clube “não teve oportunidade” de inaugurar a estrutura nos dois anos que essa já leva de funcionamento, mas afirma que isso não impediu a casa de “ir crescendo aos poucos” em número de sócios e simpatizantes.

Sem revelar qual o investimento envolvido na criação dessa coletividade mas realçando que esse foi assegurado “pela generosidade de 130 sócios fundadores”, a mesma responsável propõe-se agora dinamizar a casa portista de Arouca de forma a proporcionar “um bom espaço de convívio” aos seus 298 sócios.

Quanto aos jogos em que o FC Porto defrontar o Arouca, Cristina Saavedra garante: “Quem quer que esteja em campo, eu sou sempre do FC Porto. Mas se o Arouca lhe ganhar, nesse caso não choro”.

LER MAIS

MAIS LIDAS