INTERNACIONAL

TAILÂNDIA JÁ RESGATOU 8 DOS 13 JOVENS

Oito pessoas já foram resgatadas. Mantém-se no interior da gruta quatro menores e o treinador de 25 anos. As operações de resgate foram suspensas até amanhã, terça-feira, 10 de julho.

Citado pela AP, um oficial da marinha tailandesa confirmou que são oito o total de crianças resgatadas com vida da gruta.

As autoridades tailandesas têm recusado prestar informações aos jornalistas, mas várias testemunhas indicam que pelo menos quatro ambulâncias saíram hoje do perímetro de segurança em torno da zona de entrada na gruta.

Os rapazes saíram da gruta, numa operação urgente e perigosa, tiveram de mergulhar e atravessar diversas passagens apertadas e tortuosas da caverna.

Os jovens estão ainda a ser submetidos a diversos exames médicos no hospital e ainda não estão autorizados a entrar em contacto direto com a família. Devido ao perigo de infeções, só puderam ver os familiares através de uma divisória de vidro.

Cinco (quatro rapazes e o treinador) elementos da equipa de futebol Wild Boars permanecem encurralados na gruta Tham Luang, situada na província de Chiang Rai, no norte da Tailândia, junto à fronteira com Myanmar (antiga Birmânia) e o Laos.

Os rapazes e o treinador foram explorar a gruta depois de um jogo de futebol no dia 23 de junho.

Na altura, as inundações resultantes das monções bloquearam-lhes a saída e impediram que as equipas de resgate os encontrassem durante nove dias, uma vez que o acesso ao local só é possível via mergulho através de túneis escuros e estreitos, cheios de água turva e correntes fortes.

LUSA

VEJA AINDA:

COVID-19: FARMACÊUTICOS COMEÇAM A SER VACINADOS NA SEGUNDA-FEIRA

Lusa

GOLO APÓS TOQUE ACIDENTAL DA BOLA NA MÃO DEIXA DE SER CONSIDERADA INFRAÇÃO

Lusa

COVID-19 JÁ MATOU MAIS DE 2,57 MILHÕES DE PESSOAS NO MUNDO

Lusa

SINDICATO ALERTA PARA POSSIBILIDADE DE 1800 ENFERMEIROS SEREM DESPEDIDOS

Lusa

AÇORES: GOVERNO REGIONAL MANTÉM CERCA SANITÁRIA A RABO DE PEIXE

Lusa

COVID-19: RÚSSIA PRONTA A FORNECER VACINA A 50 MILHÕES DE EUROPEUS A PARTIR DE JUNHO

Lusa