RÁDIO REGIONAL
INTERNACIONAL

UNICEF LANÇA CAMPANHA PARA COMBATER ANEMIA EM CABO VERDE

nbsp| RÁDIO REGIONAL

A Unicef Portugal anunciou hoje o lançamento de uma campanha de angariação de fundos para apoiar a distribuição de suplementos de ferro em Cabo Verde, onde 43% dos menores de cinco anos sofrem de anemia.

Sob o lema “Solidariedade de Ferro”, a campanha da secção portuguesa do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) visa recolher donativos que permitam continuar a distribuir suplementos de minerais e vitaminas para compensar “as carências de uma alimentação pouco variada e pobre em carne e peixe” das crianças cabo-verdianas.

“Junto da população cabo-verdiana, foi identificada uma percentagem muito elevada de crianças menores de cinco anos com anemia, 43 por cento. Este é um grave problema de saúde pública, que afeta de forma irreversível o desenvolvimento mental e físico das crianças”, adianta a organização.

A diretora executiva do Unicef Portugal, Beatriz Imperatori, apelou, por isso, ao “donativo dos portugueses” que permitirá “às famílias cabo-verdianas garantir que a refeição dos seus filhos contém os micronutrientes necessários para um crescimento saudável”.

Segundo Beatriz Imperatori, “com apenas 32,24 euros” é possível garantir uma nutrição equilibrada para 10 crianças durante seis meses.

Cabo Verde tem em curso, desde 2017, uma campanha de distribuição de suplementos de ferro e vitaminas, devido à elevada prevalência da anemia no país que, no início desta campanha, atingia 52% desta população.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) classifica como “um problema grave de saúde pública” qualquer prevalência de anemia acima dos 40%.

A campanha abrange os jardins de infância e serviços de saúde do arquipélago e é financiada pelo Unicef.

As autoridades cabo-verdianas preveem uma diminuição de 20% da prevalência da anemia em Cabo Verde.

CFF // VM

VEJA AINDA:

FIFA REÚNE-SE COM SELECIONADORES PARA DISCUTIR CALENDÁRIO E MUNDIAL DE DOIS EM DOIS ANOS

Lusa

PETRÓLEO: CONSUMO E PROCURA ULTRAPASSARÁ NÍVEIS DE PRÉ-PANDEMIA EM 2022

Lusa

POLUIÇÃO ATMOSFÉRICA PROVOCA 1,1 MILHÕES DE MORTES EM ÁFRICA EM 2019, SEGUNDO UM ESTUDO

Lusa

EUA: HOMEM EXECUTADO POR CRIME QUE COMETEU HÁ QUASE TRÊS DÉCADAS

Lusa

COVID-19: VÍRUS NÃO ESTÁ CONTROLADO NEM PANDEMIA VENCIDA, ALERTA OMS

Lusa

PAPA MANIFESTA ‘PROFUNDA TRISTEZA’ PELOS ABUSOS SEXUAIS DE MENORES PELA IGREJA CATÓLICA FRANCESA

Lusa