Ligue-se a nós

REGIÕES

VILA REAL: DIOCESE ESPERA MIL JOVENS NA REGIÃO ANTES DA JMJ

Cerca de mil jovens da Alemanha, França, Colômbia e México já se inscreveram para rumarem até Vila Real nos Dias nas Dioceses, que antecedem a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), disse hoje fonte da diocese transmontana.

Online há

em

Cerca de mil jovens da Alemanha, França, Colômbia e México já se inscreveram para rumarem até Vila Real nos Dias nas Dioceses, que antecedem a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), disse hoje fonte da diocese transmontana.

Os Dias na Diocese ou Pré-Jornadas decorrem na semana de 26 a 31 de julho e antecedem a JMJ, que se realiza, em Lisboa, de 01 a 06 de agosto.

O Coordenador do Comité Organizador Diocesano (COD) de Vila Real, João Curralejo, disse hoje à agência Lusa que, a menos de seis meses para a Jornada, concretizaram a inscrição cerca de mil jovens para passarem os Dias na Diocese em Vila Real, cuja área coincide com o distrito.

O sacerdote adiantou ainda que, até ao momento, já manifestaram interesse em se inscrever, em Vila Real, cerca de dois mil jovens de países como Itália, Grécia, República do Congo, Canadá, Estados Unidos da América, França, Angola, Venezuela, Peru, Honduras e Polónia.

Segundo o responsável, a diocese poderá vir a receber um “máximo de oito mil pessoas”, um número determinado após um levantamento feito localmente.

João Curralejo disse que o “plano A” é que os jovens fiquem todos instalados em famílias de acolhimento, sempre aos pares e espalhados pelos 14 municípios do distrito.

O “plano B” inclui o recurso a outras estruturas paroquiais, sedes dos escuteiros ou, entre outros, pavilhões das câmaras.

A nível local está a ser feita a sensibilização e a inscrição de famílias de acolhimento e de voluntários, que irão acompanhar os jovens durante os dias que permanecerão em Vila Real.

Lá para a Pascoa já poderá ser feita a distribuição dos inscritos pelas respetivas famílias de acolhimento, para que iniciem o processo de conhecimento mútuo.

“Os Dias nas Dioceses são para os estrangeiros, mas também para os jovens de cá que se inscrevam na Jornada”, afirmou João Curralejo, que adiantou que a ideia das Pré-Jornadas é que os participantes comecem a preparar-se e a conhecer o ambiente de grupo para participarem, depois, nas JMJ.

O coordenador referiu que a “experiência dos Dias nas Dioceses é o encontro com a realidade e pessoas locais” e explicou que está a ser preparado o programa para acolher os jovens e adultos que escolherem Vila Real.

Naquela semana, um dia é de chegada e outro de partida e serão quatro dias na diocese, sendo que um deles será passado na paróquia onde estiverem alojados, outro no arciprestado e um dia diocesano, ou seja, na cidade de Vila Real, e no último dia, domingo, irão à missa da paróquia e ficam a tarde com a família que os alojou.

No dia diocesano haverá uma celebração com o bispo de Vila Real, António Azevedo, e, depois, poderão usufruir da oferta cultural da cidade, como museus, concertos ou teatros, que irão ser preparados.

As JMJ nasceram por iniciativa do Papa João Paulo II e a primeira edição aconteceu em 1986, em Roma.

O Papa Francisco foi a primeira pessoa a inscrever-se na JMJLisboa2023, no dia 23 de outubro de 2022, no Vaticano, após a celebração do Angelus. Este gesto marcou a abertura mundial das inscrições para o encontro mundial de jovens com o Papa, que encerrará a Jornada.

REGIÕES

PORTO: OBRAS DO METRO CORTAM TRÂNSITO NA RUA DAS DEVESAS ATÉ 2027

A Rua Barão do Corvo, nas Devesas, em Gaia, estará cortada ao trânsito a partir de segunda-feira e até janeiro de 2027 devido às obras da Linha Rubi do Metro do Porto, informou o município.

Online há

em

A Rua Barão do Corvo, nas Devesas, em Gaia, estará cortada ao trânsito a partir de segunda-feira e até janeiro de 2027 devido às obras da Linha Rubi do Metro do Porto, informou o município.

Em causa está uma interrupção do trânsito automóvel na Rua Barão do Corvo, entre a Rua Visconde das Devesas e a Rua José Mariani (aproximadamente a 100 metros para nascente desse arruamento), bem como na Rua Felizardo Lima, junto à Rua Barão do Corvo.

Segundo informação disponível do ‘site’ da autarquia, a interrupção de trânsito deverá entrar em vigor na segunda-feira e durar até 16 de janeiro de 2027.

A Linha Rubi ligará Santo Ovídio à Casa da Música através de uma nova ponte sobre o Douro, e contará com uma estação nas Devesas, que fará ‘interface’ com o comboio e autocarros, tendo de estar pronta até final de 2026.

Já desde esta semana estão em vigor mudanças de sentido de trânsito nas ruas Mouzinho de Albuquerque, entre o cruzamento com a Rua Alexandre Braga e a Rua Visconde das Devesas, de sentido sul/norte para sentido norte/sul, e na Rua Heliodoro Salgado, entre a Rua Conselheiro Veloso da Cruz e a Rua Professor Manuel Pires Veloso, de sentido sul/norte para sentido norte/sul.

Também vários arruamentos de sentido único foram adaptadas a dois sentidos, casos das ruas José Mariani, entre o cruzamento da Rua Carlos Guedes de Amorim e a Rua Visconde das Devesas/Rua José Fontana, Rua Barão do Corvo, para nascente da Rua José Mariani, até à zona de obra, para acesso a habitações/lojas, e Rua Felizardo Lima, para norte no cruzamento com a Travessa Visconde das Devesas.

Já na Rua Professor Manuel Pires Veloso dá-se uma mudança de dois sentidos para um único (norte-sul).

Quanto a desvios pedonais, será sempre garantido acesso pedonal pela Rua Barão do Corvo, de acordo com a fase de execução dos trabalhos, de demolição e escavação da Estação das Devesas, bem como o atravessamento da Rua Felizardo Lima através de passadeira, encaminhando para a Travessa Visconde das Devesas.

Será ainda proibido o estacionamento na Rua Heliodoro Salgado.

O valor global de investimento da Linha Rubi (Casa da Música – Santo Ovídio, incluindo nova ponte sobre o rio Douro) é de 435 milhões, um investimento financiado pelo Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

A Linha Rubi, com 6,4 quilómetros e oito estações, inclui uma nova travessia sobre o Douro, a ponte D. Antónia Ferreira, a Ferreirinha, que será exclusivamente reservada ao metro e à circulação pedonal e de bicicletas.

Em Gaia, as estações previstas para a Linha Rubi são Santo Ovídio, Soares dos Reis, Devesas, Rotunda, Candal e Arrábida, e no Porto Campo Alegre e Casa da Música.

A empreitada tem de estar concluída até ao final de 2026.

LER MAIS

REGIÕES

CARRAZEDA DE ANSIÃES: HOMEM CONSTITUÍDO ARGUIDO POR PROVOCAR INCÊNDIO

A Guarda Nacional Republicana (GNR) constituiu arguido um homem de 41 anos em Marzagão, Carrazeda de Ansiães, por ter ateado um incêndio de forma negligente enquanto manuseava uma motorroçadora, informou hoje a autoridade.

Online há

em

A Guarda Nacional Republicana (GNR) constituiu arguido um homem de 41 anos em Marzagão, Carrazeda de Ansiães, por ter ateado um incêndio de forma negligente enquanto manuseava uma motorroçadora, informou hoje a autoridade.

O caso remonta a 16 deste mês, no distrito de Bragança. A investigação conduzida pela GNR permitiu perceber que a ignição aconteceu durante a realização de atividades agrícolas com uma motorroçadora, de forma negligente, num terreno junto a uma mancha florestal.

A GNR conseguiu identificar o responsável pelos trabalhos que estavam em curso, onde não foram mantidos os cuidados necessários de vigilância. Os factos foram remetidos para o tribunal de Vila Flor.

A Guarda relembrou que a Linha SOS Ambiente e Território – 808 200 520 – funciona em permanência, para a denúncia de infrações ou esclarecimento de dúvidas.

LER MAIS

MAIS LIDAS