RÁDIO REGIONAL | PORTUGAL
REGIÕES

VILA REAL: MAU TEMPO PROVOCA INUNDAÇÕES, INCÊNDIOS E QUEDA DE ÁRVORES

Os bombeiros do distrito de Vila Real foram acionados ao final de tarde de hoje para “várias ocorrências” relacionadas com quedas de árvores, inundações e incêndios, numa altura em que se verificava chuva intensa, vento e trovoada.

Álvaro Ribeiro, comandante operacional distrital (CODIS) de Vila Real, disse à agência Lusa que se verificaram “várias ocorrências”, em diferentes zonas do distrito, relacionadas com quedas de árvores e inundações, em casas particulares e também na zona industrial de Vila Real, e ainda incêndios.

Os alertas surgiram pelas 18:30 quando, se começou a verificar vento forte, acompanhado de chuva intensa e também trovoada.

De acordo com a página na Internet da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), há o registo de queda de árvores em Covelinhas (Peso da Régua), São Salvador (Ribeira de Pena) ou Vidago (Chaves), e inundações em Vila Real e Peso da Régua.

Verificaram-se ainda quedas de estruturas e os operacionais foram também mobilizados para limpezas de via e sinalização de perigo.

Registaram-se incêndios rurais em São Lourenço de Ribapinhão (Sabrosa), Freixeda (Vila Pouca de Aguiar) Vidago (Chaves), Oura (Chaves) e Sobradelo (Boticas), que mobilizavam, pelas 21:00, 89 operacionais e 21 viaturas .

O incêndio em Boticas é aquele que apresenta, segundo o CODIS, “maior preocupação” por estar a queimar um povoamento de pinhal, tendo sido mobilizados para o local 33 operacionais e oito viaturas.

Sem conseguir concretizar a origem dos incêndios, Álvaro Ribeiro referiu que os locais onde estes deflagraram “têm registado condições adversas, designadamente trovoada violenta e vento”.

VEJA AINDA:

LISBOA: GNR DESMANTELA ESQUEMA DE BURLA COM ‘EMPRÉSTIMOS ONLINE’

Lusa

TAVIRA: PESCADORES CRITICAM INTERDIÇÃO À CAPTURA DE CANILHA

Lusa

ELEMENTOS DA PSP E GNR EM PROTESTO FAZEM MINUTO DE SILÊNCIO PELOS POLÍCIAS MORTOS EM SERVIÇO

Lusa

MATOSINHOS: AUTARQUIA VAI EXIGIR PARTE DOS TERRENOS DA REFINARIA DA GALP

Lusa

LEIRIA: DIRIGENTE DE IPSS ACUSADO DE FALSAS DECLARAÇÕES EM PROCESSO DE VACINAÇÃO

Lusa

GUARDA: AUTARQUIA ESPERA NOVO CONCURSO PARA REABRIR O ANTIGO HOTEL TURISMO

Lusa