Ligue-se a nós

REGIÕES

VINHAIS: A CAPITAL DO FUMEIRO ESTÁ DE VOLTA DE 08 A 11 DE FEVEREIRO

A Autarquia de Vinhais apresentou hoje a 44ª edição da Feira do Fumeiro a realizar entre 08 e 11 de Fevereiro a decorrer na “Sintra Transmontana”. Há mais de quatro décadas, desde 1981, que Vinhais se assume como a verdadeira Capital do Fumeiro cujo evento promete uma experiência a única de degustação do típico fumeiro transmontano além de um vasto programa de atividades.

Online há

em

A Autarquia de Vinhais apresentou hoje a 44ª edição da Feira do Fumeiro a realizar entre 08 e 11 de Fevereiro a decorrer na “Sintra Transmontana”. Há mais de quatro décadas, desde 1981, que Vinhais se assume como a verdadeira Capital do Fumeiro cujo evento promete uma experiência a única de degustação do típico fumeiro transmontano além de um vasto programa de atividades.

A Feira do Fumeiro gera volume de vendas superiores a 6 milhões de euros e representam uma importante fonte de receita dos produtores locais, nomeadamente os criadores certificados de Suínos de Raça Bísara. O evento vai custar 450 mil euros, superior ao orçamento do ano passado.

Luís Fernandes, Presidente da Autarquia, reformou o esforço e apoio aos produtores de Suínos de Raça Bísara.

Na Feira do Fumeiro estarão presentes 80 produtores da região, motivo de satisfação do autarca de Vinhais. “Temos alguns novos produtores do concelho, o que é positivo”.

Além da Exposição e Venda do Fumeiro Transmontano, o evento conta ainda com atuação ao vivo dos Calema, Quatro e Meia, DJ Fernando Alvim, DJ FGarcia, DJ Sara Santini e DJ Meneses com espetáculo de Fogo de Artifício.

Publicidade

Em 2024 o evento vai decorrer no Pavilhão Multiusos de Vinhais com entrada gratuita. No total mais de 25 mil metros quadrados (dos quais 6700 metros de área coberta) para receber 457 expositores, espaços gourmet, tasquinhas/bares, artesanato, stands de máquinas agrícolas e espetáculos culturais.

A Feira do Fumeiro de Vinhais é uma organização da Câmara Municipal de Vinhais e da Associação Nacional de Criadores de Suínos de Raça Bísara.

Feira do Fumeiro de Vinhais

 


PORQUE O FUMEIRO DE VINAIS É ÚNICO ?

Vinhais é a capital do fumeiro e a justificação é simples: Vinhais tem o melhor fumeiro. E o que faz deste produto o melhor? São vários os fatores que contribuem para a qualidade deste produto, entre os quais o clima, a matéria- prima e o tempero.

O clima de Vinhais é frio e seco na altura das matanças o que ajuda a uma boa cura das carnes e do fumeiro. A matéria-prima é a carne do porco bísaro, criados num sistema tradicional, à base de produtos e subprodutos da agricultura local, dando origem a uma carne de sabor inconfundível e uma textura única graças à gordura intramuscular que a torna marmoreada, macia e suculenta. O tempero também é diferente dos temperos de outras regiões, feito em vinha de alhos, com água, vinho, alho, sal e louro.

Publicidade

Feira do Fumeiro de Vinhais


PORQUE A ALHEIRA DE VINHAIS É O MELHOR ENCHIDO DO MUNDO ?

A Alheira de Vinhais ficou em primeiro lugar na categoria “Best Sausages in the World” (Melhores Salsichas do Mundo) pelo TasteAtlas. Este é um reconhecimento da qualidade e autenticidade deste produto.

O TasteAtlas é conhecido por destacar especialidades gastronómicas locais e autênticas em todo o mundo, e uma classificação tão alta é um testemunho do apreço global pela Alheira de Vinhais. Ganhar este título, por três vezes, reforça a consistência e excelência deste enchido.

O TasteAtlas é um site dedicado à culinária mundial, funciona como um guia online que mapeia e descreve pratos tradicionais, especialidades regionais, ingredientes e restaurantes ao redor do mundo. O objetivo é oferecer uma visão detalhada das iguarias culinárias em diferentes regiões, destacando pratos autênticos e os locais onde podem ser apreciadas.

Esta distinção aumenta o prestígio do fumeiro de Vinhais e promove o turismo gastronómico.

Publicidade
Publicidade
DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

REGIÕES

VILA REAL: IDOSA MORRE EM INCÊNDIO NUMA HABITAÇÃO EM VILARINHO

Uma idosa morreu hoje na sequência de um incêndio que deflagrou numa habitação em Vilarinho, no concelho de Vila Real, disse o comandante dos bombeiros da Cruz Branca.

Online há

em

Uma idosa morreu hoje na sequência de um incêndio que deflagrou numa habitação em Vilarinho, no concelho de Vila Real, disse o comandante dos bombeiros da Cruz Branca.

Orlando Matos afirmou à agência Lusa que a irmã da vítima ficou em estado de choque, foi considerada ferida ligeira e transportada para observação ao Hospital de Vila Real.

O comandante referiu que a vítima mortal tem uma idade compreendida entre os 70 e os 80 anos e que o óbito foi declarado no local pela equipa da Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER), do INEM.

O alerta para o incêndio foi dado pela irmã da idosa pelas 01:30 e, segundo Orlando Matos, quando os meios chegaram ao local a habitação estava tomada pelas chamas.

O fogo, acrescentou, terá tido início no quarto da vítima, onde esta foi encontrada pelos bombeiros, e as causas que estiveram na sua origem vão ser investigadas pela Polícia Judiciária (PJ), que esteve no local durante a madrugada.

Publicidade

Para o combate ao incêndio foram mobilizados 16 bombeiros da Cruz Branca, com cinco viaturas, e ainda militares da GNR.

A aldeia de Vilarinho pertence à União de Freguesias de Pena, Quintã e Vila Cova, no concelho de Vila Real.

LER MAIS

REGIÕES

MIRANDELA: ACIDENTE DE TRABALHO MATA HOMEM “SOTERRADO” EM BETÃO

Um homem de 49 anos morreu soterrado esta tarde num acidente de trabalho numa empresa de pré-fabricados de betão, em Vila Nova das Patas, concelho de Mirandela, disse à Lusa fonte dos bombeiros locais.

Online há

em

Um homem de 49 anos morreu soterrado esta tarde num acidente de trabalho numa empresa de pré-fabricados de betão, em Vila Nova das Patas, concelho de Mirandela, disse à Lusa fonte dos bombeiros locais.

“Foi um acidente de trabalho às 15:12. Era um trabalhador da fábrica Pavimir. Supostamente terá caído numa máquina de receção de betão, tendo ficado submerso. Aliás, o alerta foi para um soterrado, o trabalhador ficou submerso com o betão”, indicou o comandante dos Bombeiros Voluntários de Mirandela, Luís Soares.

O comandante adiantou ainda que foram os colegas a encontrar o homem, que estranharam a ausência prolongada da vítima. À chegada do socorro, o trabalhador foi retirado da máquina pelos bombeiros, já em paragem cardiorrespiratória.

O óbito foi declarado ainda na empresa pela equipa médica do helicóptero do INEM de Macedo de Cavaleiros, chamada também para a ocorrência.

Luís Soares explicou ainda que se trata de uma estrutura recetora de betão, com alguma dimensão.

Publicidade

Foi ativado apoio psicológico para colegas e familiares.

A Guarda Nacional Republicana esteve local, tendo comunicado os factos ao tribunal e à Autoridade para as Condições de Trabalho.

LER MAIS

MAIS LIDAS