Connect with us

REGIÕES

ABUSADOR CONDENADO A 30 ANOS DE PRISÃO

Um homem residente em Arouca foi condenado por ter abusado sexualmente da sua própria irmã, deficiente mental, durante quase três décadas.

Notícia publicada há

em

O Tribunal de Santa Maria da Feira condenou a sete anos de prisão um homem residente em Arouca por ter abusado sexualmente da sua irmã, deficiente mental, durante quase três décadas, informou hoje a Procuradoria-Geral Distrital (PGD) do Porto.

De acordo com uma nota publicada na página oficial da PGD do Porto, na Internet, o indivíduo foi condenado pela prática de um crime de abuso sexual de pessoa incapaz de resistência.

O acórdão, datado de 22 de Setembro de 2017, deu como provado que o arguido, ao longo de 27 anos, manteve relacionamento sexual com a sua irmã, “aproveitando-se da deficiência mental que a afectava e que a impedia de compreender a natureza e alcance de tal relacionamento”.

Os abusos “foram iniciados pelo arguido quando a vítima tinha 12 anos, sendo concretizados na casa onde esta residia com os pais, em Arouca”, refere a mesma nota.

Partilhe já com os amigos:

OUVIR A RÁDIO REGIONAL AQUI
COMENTÁRIOS AQUI

DEIXAR O MEU COMENTÁRIO

O seu endereço de email não será publicado.

AS MAIS LIDAS