RÁDIO REGIONAL
CIÊNCIA & TECNOLOGIA

ALDEAMENTO NA LUA

ALDEAMENTO NA LUAnbsp| RÁDIO REGIONAL

50 anos depois do homem pisar a Lua pela primeira vez, voltamos novamente o nosso interesse para o satélite natural. Desta vez, porém, a intenção não é fazer uma breve visita, mas sim fazer lá  um aldeamento … não tardará que tenhamos por lá uma “casa de férias” !!!

Morar e viver na Lua pode parecer ficção científica, mas a Agência Espacial Europeia (ESA) quer transformar essa ideia ambiciosa em realidade. Essa base na lua tem sido chamada de “aldeia lunar”.

“Queremos combinar as capacidades espaciais de diferentes nações para procurar novas actividades como de ciência pura, negócios, turismo ou mineração. Queremos colocá-las no mesmo lugar”, explica Johann-Dietrich Woerner, director geral da ESA.

A ideia principal é usar os recursos da própria Lua, ao invés de gastar muito dinheiro com o transporte de materiais da Terra. Para construir a primeira estrutura, um domo seria inflado e uma espécie de impressora em 3D robótica poderia usar rochas de lá para construir uma parede ao redor dele. Depois, outras construções similares poderiam ser adicionadas à primeira.

Woerner defende que o início da construção não exigiria investimentos iniciais exorbitantes. “A ideia é que os participantes vejam as suas capacidades e os seus interesses e tragam apenas a sua parte para o projecto”, argumenta.

Onde montar acampamento?

Sem a protecção da atmosfera terrestre, essa aldeia deve ficar onde há menos incidência de radiação solar e cósmica, assim como micro-meteoros. Woerner acredita que os melhores pontos para as construções são os pólos.

“No Pólo Sul poderemos encontrar água, que é uma óptima fonte para a produção de oxigénio e nitrogénio. Na parte escura da Lua não há radiação, e um telescópio pode ser construído lá, com materiais de lá”, diz o director.

O responsável faz questão de enfatizar que a Lua será dos Estados Unidos, mas também da Rússia, do Japão e também de outros países com menores contribuições.

“Espero que tenhamos um esquema de exploração global na Lua”, diz.

Apesar de todo o entusiasmo apresentado pela ideia, ainda teremos que esperar 20 anos para ver o início desta construção, já que a tecnologia envolvida no projecto ainda precisa de ser desenvolvida. Conforme mais países demonstrarem interesse em voltar à Lua, porém, mais investimento deve ser dedicado a essa missão.

Vê aqui o vídeo promocional:

VEJA AINDA:

UNIVERSIDADE DE COIMBRA CRIOU SISTEMAS DE FRIO E CONGELAMENTO PARA REGIÕES SEM ELETRICIDADE

Lusa

NOS E ALTICE DIZEM QUE NÃO ESTÃO LIVRES DE SER ALVO DE ATAQUE COMO A VODAFONE

Lusa

APPLE TERMINA PRODUÇÃO DE IPOD AO FIM DE MAIS DE 20 ANOS

Lusa

GOVERNO ESPERA ‘RESOLVER’ OS PROBLEMAS DE ACESSO EM ZONAS SEM INTERNET

Lusa

FUNDAÇÃO PARA A CIÊNCIA E TECNOLOGIA COM MENOS 32 MILHÕES DE EUROS FACE A 2021

Lusa

ESTADOS UNIDOS JUNTAM-SE A 55 PAÍSES PARA PROTEGER INTERNET LIVRE E GRATUITA

Lusa