RÁDIO REGIONAL
REGIÕES

AVEIRO: UMA POLÉMICA ‘CORONA PARTY’ COM FALSO PEDIDO DE URGÊNCIA 112

nbsp| RÁDIO REGIONAL

O mundo assiste a uma pandemia declarada pela Organização Mundial de Saúde que já vitimou milhares de pessoas em vários países. A Europa, especialmente a Itália (que já registou mil mortos à data de hoje), têm sido decretadas medidas de quarentena que visam reduzir o contágio entre a população. Já em Portugal a Direcção Geral da Saúde (DGS) decretou que toda a população deve cumprir medidas de insolamento social que reduza o contacto humano e grandes concentrações de pessoas.

Como medidas de contenção do COVID-19 foram cancelados voos, suspensos jogos de futebol, encerradas escolas e universidades e até interdição de praias. Também no Porto os bares decidiram encerrar. Autoridades e comunicação social estão a informar a população dos cuidados a ter por forma a impedir a propagação desta pandemia.

Quando a humanidade assiste a uma realidade trágica, em Vila Maior (Aveiro) um bar desafiou a pandemia, e organizou no passado dia 7 de Março (Sábado) uma “CORONA PARTY”, onde como adereço obrigatório seria o uso de máscara, com outros tantos adereços carnavalescos imitando médicos e enfermeiros. A “triagem” ou o “consultório” era o balcão do bar onde o álcool reinava. Se tudo isto já parece suficientemente estranho, sabe a Rádio Regional que ainda foi feita uma chamada de emergência e como resposta o CODU mobilizou uma ambulância para esta “CORONA PARTY”.

A Rádio Regional sabe que os enfermeiros destacados para esta “emergência” ficaram revoltados quando se depararam não com uma emergência mas com uma festa, ironicamente a festejar uma “CORONA PARTY”.

Nas redes sociais esta “CORONA PARTY” está a ser motivo de muita contestação. Apesar do Bar ter apagado algumas fotografias, a Rádio Regional registou aquela em que a ambulância chegou ao dito bar, como se pode ver na fotografia:

nbsp| RÁDIO REGIONAL

Portugal está em isolamento social decretado pelas autoridades de saúde; em especial a região Norte que é a mais afectada.

A Rádio Regional contactou as autoridades, que desconheciam a situação, mas garantindo que “vão investigar e que, confirmando-se um falso pedido de ajuda que os responsáveis incorrem em responsabilidade penal“, disse fonte da GNR.

O bar em questão entretanto veio dizer nas redes sociais que se tratou de uma festa “sensibilizadora”, mas fonte da Rádio Regional garante que as “máscaras” eram um mero adereço de fantasia, não se tratando de máscaras efectivamente protectoras, e que todos os participantes as retiraram ao fim de pouco tempo; como aliás se pode ver nas fotografias:

nbsp| RÁDIO REGIONAL

nbsp| RÁDIO REGIONAL

Segundo a DGS, há 78 casos confirmados e ainda 667 contactos em vigilância pelas autoridades de saúde.

Face ao aumento de casos, o Governo ordenou a suspensão temporária de visitas em hospitais, lares e estabelecimentos prisionais. Foram também encerrados alguns estabelecimentos de ensino, sobretudo no Norte do país, assim como ginásios, bibliotecas, piscinas e cinemas.

A epidemia de Covid-19 foi detectada em dezembro, na China, e já provocou mais de 4.615 mortos. Cerca de 117 mil pessoas foram infectadas em mais de uma centena de países, e mais de 67 mil recuperaram.

Os responsáveis por esta “CORONA PARTY” recusaram todos os pedidos de contacto da Rádio Regional e não prestaram quaisquer esclarecimentos.

VEJA AQUI ALGUMAS FOTOGRAFIAS DA POLÉMICA “CORONA PARTY” (por questões legais de privacidade ocultamos o rosto dos participantes):

nbsp| RÁDIO REGIONAL

nbsp| RÁDIO REGIONAL

nbsp| RÁDIO REGIONAL

 

VEJA AINDA:

VILA NOVA DE FOZ CÔA: ARQUEÓLOGOS DESCOBREM NOVAS GRAVURAS COM 12 MIL ANOS

Lusa

PORTO: HOSPITAL DE SÃO JOÃO DUPLICA COLHEITA DE ÓRGÃOS PARA TRANSPLANTE

Lusa

VIANA DO CASTELO: EM CINCO MESES ARDEU TANTO QUANTO TODO O ANO DE 2021

Lusa

PORTO: METRO ALARGA LINHA DO AEROPORTO E REFORÇA FREQUÊNCIAS

Lusa

VISEU: PADRE ACUSADO POR TENTATIVA DE COAÇÃO SEXUAL E ALICIAMENTO DE MENOR

Lusa

ARMAMAR: MULHER GRAVEMENTE FERIDA EM CONTEXTO DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Lusa