RÁDIO REGIONAL
REGIÕES

BAIÃO: BOMBEIROS EVITARAM QUE CHAMAS CHEGASSEM A HABITAÇÕES EM ANCEDE

nbsp| RÁDIO REGIONAL

O presidente da Câmara de Baião, no distrito do Porto, disse à Lusa que os dois incêndios que lavravam, ao final da tarde, em Ancede, se juntaram, mas os bombeiros evitaram que as chamas atingissem habitações.

Segundo o autarca, é aguardado no local um reforço de 50 operacionais e 14 viaturas, juntando-se aos 42 bombeiros, 11 viaturas e uma máquina de rasto, atualmente no terreno.

Aquele incêndio, disse, evoluiu em duas frentes, em zona e mato, nos lugares de Cimo de Vila e Sequeiros. Nos últimos dias, disse, têm-se verificado várias ignições em Ancede.

Quanto ao grande incêndio que lavra desde a madrugada no Marão, nos concelhos de Baião, onde começou, e no município vizinho de Amarante, Paulo Pereira referiu que se mantêm as três frentes, mas as maiores dificuldades, às 21:15, encontravam-se no lado de Baião, em Mafómedes, devido aos declives do relevo.

Ao final da tarde, por prevenção, naquela zona, oito idosos tiveram de ser retirados das suas casas, no lugar de Sacões, freguesia de Teixeira, mas já puderam regressar às suas habitações.

A frente de Amarante, acrescentou, está mais controlada, contando com um elevado efetivo no combate.

A proteção civil de Amarante informou que às 20:30, naquele concelho, o combate decorria na freguesia de Carneiro, em terrenos com mato, mas longe de zonas habitadas.

Ao longo do dia, um meio aéreo esteve envolvido no combate e os ventos foram alternando de direção, dificultando as operações, acrescentou.

À 21:15 estavam mobilizados 113 bombeiros e 37 viaturas, de várias corporações do Norte do país.

VEJA AINDA:

ALTO MINHO: FALTA DE CHUVA ATÉ FINAL DE AGOSTO AMEAÇA ABASTECIMENTO DE ÁGUA

Lusa

VIMIOSO: AUTARQUIA INDIGNADA COM A E-REDES DEVIDO AOS CORTES DE ENERGIA

Lusa

SECRETÁRIA DE ESTADO DIZ QUE UNIDADES MÓVEIS DE ATENDIMENTO DA PSP SÃO PARA MANTER

Lusa

PORTO: PSP CONFIRMA AUMENTO DA CRIMINALIDADE GRAVE EM 2021

Lusa

AVEIRO: ASAE APREENDEU 3.665 CAPACETES POR FALTA DE SEGURANÇA

Lusa

COIMBRA: CIENTISTAS ESTUDAM FORMAS SEGURAS DE RESGATE EM RISCO DE INCÊNDIOS

Lusa