RÁDIO REGIONAL
REGIÕES

BOTICAS DÁ O ‘ARRANQUE’ AO PROTESTO NACIONAL CONTRA O LÍTIO

nbsp| RÁDIO REGIONAL

A associação Unidos em Defesa de Covas do Barroso (UDCB) quer lançar, a partir de Boticas, uma rede nacional que una organizações representativas de populações que poderão vir a ser afetadas pela exploração de lítio em Portugal.

O objetivo é, segundo disse hoje à agência Lusa Jéssica Cruz, que integra a UDCB, “unir esforços”, “ter mais voz” na luta contra os projetos mineiros e reivindicar uma alteração “às leis obsoletas a nível do ambiente, social e de proteção dos direitos humanos”.

A rede vai ser lançada durante o colóquio “Exploração do lítio em Portugal — impactos da corrida ao petróleo branco”, que se realiza no sábado em Boticas, distrito de Vila Real, iniciativa promovida pela associação UDCB, uma das primeiras organizações criadas em reação à exploração do lítio em Portugal.

A UDCB opõe-se à mina de lítio a céu aberto prevista para a freguesia de Covas do Barroso, onde a empresa mineira Savannah Resources tem realizado prospeções.

Jéssica Cruz referiu que o objetivo do colóquio “é informar, sensibilizar e alertar”.

O evento ocorre numa altura em que o Governo anunciou que vai lançar, até ao final do ano, oito novos concursos para exploração de lítio em Portugal.

A UDCB diz que todo o “processo está a decorrer à revelia da população, de forma opaca e aparentemente sem grandes critérios de seleção”.

“Controlo e fiscalização das companhias no terreno também não parecem fazer parte dos planos do Governo”, referiu ainda a associação.

Por isso, o objetivo do encontro é “partilhar experiências e tentar encontrar respostas a curto e longo prazo que possam ir de encontro aos interesses da população”.

O colóquio conta ainda com a participação do presidente da Câmara de Boticas, Fernando Queiroga, de Maria do Carmo Mendes, a primeira peticionária e ativista pela preservação da Serra da Argemela, e de membros da Contraminacción, rede galega que luta contra a mineração a céu aberto.

Os temas em debate durante o encontro são: os porquês da corrida ao lítio, o plano nacional e exploração do lítio, exemplos de projetos das minas a céu aberto, direitos e recursos.

O programa inclui ainda uma visita à zona de prospeção de Covas do Barroso.

Este colóquio será, segundo Jéssica Cruz, o primeiro de uma série de encontros em torno da temática da exploração do lítio.

nbsp| RÁDIO REGIONAL

LUSA

VEJA AINDA:

PORTO: TÚNEL DE SANTO OVÍDIO VAI FECHAR 18 MESES DEVIDO A OBRAS DO METRO

Lusa

PONTA DELGADA: APREENDIDAS MAIS DE 54 MIL DOSES DE HAXIXE E MAIS DE MIL DOSES DE COCAÍNA

Lusa

VISEU: ALUNOS DE 13 TURMAS EM ISOLAMENTO DEVIDO AO COVID-19

Lusa

LAMEGO: POLÍCIA JUDICIÁRIA DETEVE SUSPEITO DE ABUSO SEXUAL DE CRIANÇA

Lusa

PAULITEIROS DE MIRANDA QUEREM REFORÇAR CANDIDATURA A PATRIMÓNIO DA HUMANIDADE NO DUBAI

Lusa

COIMBRA: QUEIMA DAS FITAS ARRANCA COM ‘ALGUMAS LIMITAÇÕES’

Lusa