Ligue-se a nós

REGIÕES

CHAVES: URGÊNCIA PEDIÁTRICA VAI ENCERRAR TRÊS VEZES EM OUTUBRO

A urgência pediátrica do Hospital de Chaves vai fechar na quinta-feira, no domingo e no dia 26 de outubro. O atendimento vai ser realizado na urgência de Vila Real.

Online há

em

A urgência pediátrica do Hospital de Chaves vai fechar na quinta-feira, no domingo e no dia 26 de outubro. O atendimento vai ser realizado na urgência de Vila Real.

O Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro (CHTMAD) divulgou um comunicado dirigido à população da área de influência da unidade hospitalar de Chaves, explicando que o atendimento aos utentes em idade pediátrica se realiza naqueles dias na urgência do hospital de Vila Real.

A área de influência daquele hospital, a cerca de 70 quilómetros de Vila Real, corresponde aos concelhos de Boticas, Chaves, Montalegre e Valpaços.

O motivo apontado para este fecho é, mais uma vez, a dificuldade de recursos humanos para preencher as escalas de serviço.

O centro hospitalar especificou que a urgência pediátrica do Hospital de Chaves vai fechar entre as 8h00 de quinta-feira e as 8h00 de sexta-feira e, depois, entre as 20h00 de domingo e as 8h00 de segunda-feira.

Estará ainda encerrada entre as 8h00 do dia 26 e as 8h00 do dia 27 de outubro.

O centro hospitalar acrescentou, através de um comunicado publicado na rede social Facebook, que, em caso de confirmação pela Linha SNS 24 da necessidade de deslocação à urgência pediátrica, os utentes deverão dirigir-se à urgência da unidade hospitalar de Vila Real do CHTMAD, que se mantém disponível 24 horas por dia, sete dias por semana.

Em situações urgentes e/ou emergentes, o CHTMAD aconselha o contacto com o 112 e que se aguardem indicações por parte do operador.

Este serviço foi afetado várias vezes desde a Páscoa e, já em outubro, fechou durante toda a primeira semana e, mais recentemente, entre as 20h00 de domingo e as 8h00 de segunda-feira.

No início de outubro, o presidente da Câmara de Chaves, o socialista Nuno Vaz, mostrou-se muito preocupado com o encerramento daquele serviço e exigiu ao Governo “soluções estáveis” para o futuro.

“Vejo sinais de preocupação. O primeiro sinal é que esta situação tem vindo em crescendo, ou seja, os períodos de indisponibilidade da urgência pediátrica têm vindo a aumentar, passaram de dois dias para sete ou mais. E a minha pergunta é o que vai acontecer no futuro? Que soluções é que estão a ser desenhadas para que situações desta natureza não se verifiquem com regularidade”, afirmou o autarca a 02 de outubro. .

Entretanto, a petição “online” “Contra o encerramento da pediatria do hospital de Chaves” já recolheu 4.367 assinaturas, com o autor do abaixo-assinado, não identificado, a considerar “inadmissível ter de percorrer mais de 100 quilómetros numa autoestrada paga para que os filhos sejam vistos por um pediatra numa situação de urgência”. .

As cidades de Chaves e de Vila Real são ligadas pela autoestrada 24 (A24).

“É urgente que olhem pelo povo do interior. Também somos portugueses! Também pagamos os nossos impostos! Também contribuímos para o crescimento do nosso país”, pode ler-se ainda no texto.

Na primeira semana de outubro, militantes do PSD de Chaves manifestaram-se junto ao edifício hospitalar e lamentaram “mais este ataque às populações e a inoperância de quem está no poder, que nada fez, ou faz, para evitar esta situação, ou oferecer alternativas a quem precisa”. .

O hospital de Chaves, instalado no Alto Tâmega, está integrado no CHTMAD, que tem sede social em Vila Real e agrega ainda a unidade hospitalar de Lamego.

REGIÕES

AUTOESTRADAS: PARLAMENTO APROVA FIM DE PORTAGENS NAS EX-SCUT

O parlamento aprovou hoje em votação final global a proposta do PS para eliminar as portagens nas ex-SCUT e nos troços “onde não existam vias alternativas que permitam um uso em qualidade e segurança”.

Online há

em

O parlamento aprovou hoje em votação final global a proposta do PS para eliminar as portagens nas ex-SCUT e nos troços “onde não existam vias alternativas que permitam um uso em qualidade e segurança”.

O texto final apresentado pela Comissão de Economia, Obras Públicas e Habitação, com origem numa proposta socialista, foi aprovado com os votos favoráveis do PS, Chega, BE, PCP, Livre e PAN, com a abstenção da IL e contra do PSD e CDS-PP.

O objetivo desta proposta, que entra em vigor em 01 de janeiro de 2025, é acabar com as portagens na A4 – Transmontana e Túnel do Marão, A13 e A13-1 – Pinhal Interior, A22 – Algarve, A23 – Beira Interior, A24 – Interior Norte, A25 – Beiras Litoral e Alta e A28 — Minho nos troços entre Esposende e Antas e entre Neiva e Darque.

De acordo com os socialistas, a medida tem um impacto orçamental de 157 milhões de euros.

LER MAIS

REGIÕES

LEIRIA: CASAL DETIDO POR SUSPEITA DE BURLA PELO ESQUEMA “OLÁ PAI, OLÁ MÃE”

Um casal foi detido pela Polícia Judiciária de Leiria por ser suspeito dos crimes de branqueamento e burla qualificada, no âmbito da investigação da burla “olá pai, olá mãe”, informou esta sexta-feira aquela polícia criminal. O casal ficou obrigado pelo Tribunal de Leiria a apresentações bissemanais.

Online há

em

Um casal foi detido pela Polícia Judiciária de Leiria por ser suspeito dos crimes de branqueamento e burla qualificada, no âmbito da investigação da burla “olá pai, olá mãe”, informou esta sexta-feira aquela polícia criminal. O casal ficou obrigado pelo Tribunal de Leiria a apresentações bissemanais.

Segundo um comunicado, o Departamento de Investigação Criminal (DIC) de Leiria da Polícia Judiciária (PJ) deteve um casal, de 36 e 23 anos, suspeito dos crimes de branqueamento e burla qualificada, no âmbito da burla “olá pai, olá mãe”.

As detenções, no concelho de Leiria, foram o culminar de “um intenso processo de investigação que decorria há cerca de 10 meses, e que agrega, à data, um total de 21 inquéritos, espalhados pelo país”.

De acordo com a investigação, a PJ apurou que o casal, através de contas próprias e de terceiros, recebia fundos das vítimas, imediatamente dispersados por contas em países europeus e, depois, transferidos para um país sul-americano, para contas que o casal titulava.

“Os valores angariados com as burlas e branqueados pela circulação, via contas nacionais, europeias e destinadas ao país de origem dos detidos, ascendem a largas dezenas de milhares de euros”.

A Polícia Judiciária vai continuar a investigação para a completa quantificação de valores e identificação do número de cidadãos que foram vítimas do esquema criminoso.

Tendo em conta o resultado da prova recolhida, a PJ solicitou ao titular da ação penal (Departamento de Investigação e Ação Penal de Leiria) a emissão de mandados de detenção e a promoção de uma busca domiciliária.

No decurso da busca foi apreendido “relevante acervo de prova, bem como a apreensão de 45 munições de calibre de guerra”.

Os detidos serão presentes a tribunal para a aplicação das adequadas medidas de coação.

LER MAIS
Subscrever Canal WhatsApp
RÁDIO ONLINE
ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL

LINHA CANCRO
DESPORTO DIRETO

RÁDIO REGIONAL NACIONAL: SD | HD



RÁDIO REGIONAL VILA REAL


RÁDIO REGIONAL CHAVES


RÁDIO REGIONAL BRAGANÇA


RÁDIO REGIONAL MIRANDELA


MUSICBOX

WEBRADIO 100% PORTUGAL


WEBRADIO 100% POPULAR


WEBRADIO 100% LOVE SONGS


WEBRADIO 100% BRASIL


WEBRADIO 100% OLDIES


WEBRADIO 100% ROCK


WEBRADIO 100% DANCE


WEBRADIO 100% INSPIRATION

KEYWORDS

FABIO NEURAL @ ENCODING


NARCÓTICOS ANÓNIMOS
PAGAMENTO PONTUAL


MAIS LIDAS