RÁDIO REGIONAL
ECONOMIA & FINANÇAS

FUNÇÃO PÚBLICA: 68 MIL EM TELETRABALHO – REGIME VEIO ‘PARA FICAR’

nbsp| RÁDIO REGIONAL

A ministra da Modernização do Estado e da Administração Pública, Alexandra Leitão, disse hoje que 68 mil funcionários públicos estão neste momento em teletrabalho, sublinhando que este regime “veio para ficar” no Estado.

Numa audição na comissão parlamentar de Administração Pública, Alexandra Leitão frisou que a aposta no teletrabalho estava prevista no programa do Governo e no Orçamento do Estado, mas a pandemia da covid-19 “acabou por precipitar” a mudança que deverá agora permanecer para cerca de 25% dos trabalhadores do Estado.

“No final da semana passada, estavam neste regime cerca de 68 mil trabalhadores em funções públicas, o que corresponde à quase totalidade dos trabalhadores suscetíveis de exercer funções em teletrabalho no setor público administrativo da Administração Central”, afirmou a ministra, acrescentando que essencialmente são técnicos superiores e assistentes técnicos.

Segundo Alexandra Leitão, o teletrabalho tinha “algumas resistências de dirigentes”, mas a atual situação de pandemia serviu para provar que o regime laboral é “uma forma de excelência de conciliar a vida profissional e a familiar”.

Durante a audição, a ministra revelou ainda que está a trabalhar com a ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, num despacho que será publicado “muito em breve” que permitirá que trabalhadores de outras áreas reforcem os serviços da Segurança Social que estão com maiores dificuldades devido ao impacto da covid-19.

Com o despacho, explicou a governante, será criado um perfil pré-definido para que “muito rapidamente” trabalhadores de outras áreas possam ir reforçar a Segurança Social.

VEJA AINDA:

UMA EM QUATRO PESSOAS EM IDADE ATIVA NA UE NÃO TRABALHAVAM EM 2021

Lusa

SETÚBAL: LIGAÇÕES PARA TROIA DA ATLANTIC FERRIES SUSPENSAS QUINTA-FEIRA À TARDE

Lusa

CGTP MARCA MANIFESTAÇÃO NACIONAL PARA 7 DE JULHO

Lusa

CHAVES: SINDICATO AVANÇA COM QUEIXA-CRIME CONTRA HOTEL CASINO

Lusa

CTT: TRABALHADORES FAZEM GREVE PARCIAL NO DIA 25 POR AUMENTOS SALARIAIS

Lusa

ÉVORA: CENTROS DE EMPREGO COM 82 REFUGIADOS UCRANIANOS INSCRITOS

Lusa