ECONOMIA & FINANÇAS

CRISE: EMPRESÁRIOS DO FITNESS PEDEM APOIOS PARA O SETOR

A Portugal Activo|AGAP, Associação de Clubes de Fitness e Saúde de Portugal, pediu esta quarta-feira ao primeiro-ministro a redução da taxa de IVA para os ginásios e benefícios fiscais em sede de IRS.

Numa carta aberta a António Costa a que a Lusa teve acesso, a associação, que representa o setor do fitness em Portugal, recorda ao primeiro-ministro que o programa do Governo tem inscrito o objetivo de colocar Portugal, em 2030, como um dos 15 países europeus com maiores índices de atividade física, razão pela qual diz “não perceber o total alheamento” que se tem verificado para com o setor.

Não descobrimos qualquer medida do Governo de Vossa Excelência que possa ajudar este setor, o qual tem sido, sem dúvida, dos mais prejudicados pela atual situação pandémica. É neste estado de emergência ou sobrevivência que propomos já para o Orçamento do Estado para 2021 a adoção de várias medidas para aumentar os índices de atividades física dos portugueses e para salvar este setor”, pede a AGAP.

Entre essas medidas, a AGAP considera que “duas são imprescindíveis no imediato”: a redução da taxa de IVA e benefícios fiscais em sede de IRS.

“A redução da taxa de IVA é fundamental para que haja algum oxigénio na operação dos clubes de fitness e saúde, evitando o fechar de portas de muitos destes equipamentos. Quantos mais clubes existirem, mais pessoas teremos a praticar exercício físico”, faz notar a associação, que adianta ainda que “os benefícios em sede de IRS serão uma medida muito motivadora para haver cada vez mais pessoas ativas” e “um sinal determinante do Governo para toda a população de que assume a atividade física como promotora de saúde e um bem essencial para a qualidade de vida dos cidadãos”.

A AGAP reforça nesta carta aberta que a pandemia de Covid-19 “veio salientar os fracos hábitos de atividade física dos portugueses e agravar em muito a baixa cultura desportiva”, deixando um apelo final ao primeiro-ministro. A Portugal Activo|AGAP representa clubes de exercício e saúde privados e do setor que prestam serviços na área da manutenção e melhoria da condição física.

VEJA AINDA:

HUNGRIA E POLÓNIA CONFIRMAM VETO AOS ORÇAMENTOS EUROPEUS

Lusa

CRISE: NORTE COM MAIS 28.685 DESEMPREGADOS INSCRITOS COMPARATIVAMENTE A FEVEREIRO

Lusa

ESTUDO: FAMÍLIAS DEMONSTRARAM GRANDE CAPACIDADE DE ADAPTAÇÃO

Lusa

CRISE: CENTROS COMERCIAIS ‘PROCESSAM’ O ESTADO PORTUGUÊS

Lusa

BRAGANÇA VÊ PREÇO DO IMOBILIÁRIO DESCER EM OUTUBRO

Rádio Regional

COVID-19: PARLAMENTO AUTORIZA ESTADO DE EMERGÊNCIA COM VOTOS A FAVOR DE PS E PSD

Lusa