Ligue-se a nós

DESPORTO

FARENSE X SPORTING: ANÁLISE DE JOSÉ AUGUSTO SANTOS

Todas as semanas a análise de José Augusto Santos, Comentador Desportivo e Treinador de Futebol Nível IV UEFA Pro.

Online há

em

Um jogo que envergonha o futebol português com interferência decisiva da equipa de arbitragem. O Sporting a entrar bem, rápido com muita mobilidade no ataque, com Gyokeres em evidência. Com naturalidade chegou ao 2-0 e em superioridade numérica (mal expulso Gonçalo Silva) relaxou.

O Farense aproveitou 2 bolas paradas e Matheus Oliveira filho de Bebeto e que já passou pelo Sporting e que foi o melhor jogador em campo, agressivo a defender, muito esclarecido e influente na ligação do meio-campo ao ataque e exímio na superior execução de 2 livres diretos.

Excelente atitude competitiva dos jogadores do Farense na sua organização defensiva e muito solidários mereciam a conquista de 1 ponto. Está de parabéns José Mota pela forma como organizou a sua equipa em inferioridade numérica, excelente no processo defensivo, muito bem nas transições e muito bem fisicamente o que mascarou a falta de um jogador desde os 19 minutos.

Ruben Amorim quando coloca Paulinho procurou dar o cheque mate com a marcação do 3º golo mas o Sporting acabou por conquistar os 3 pontos com clara influência de Luís Godinho que marca um penalti ridículo com Manuel Mota que estava no VAR a demonstrar as mesmas dificuldades que tinha quando era árbitro, não auxiliando o árbitro como era sua obrigação.

Uma vergonha para a arbitragem o que se passou em Faro, com clara influência no resultado.

Bom jogo de Matheus Oliveira e Fabrício Isidoro no Farense e de Gyokeres, mais um grande jogo, e Gonçalo Inácio, muito bem, como central sobre a esquerda e depois da saída de Coates, no meio de Diomande e Matheus Reis.


José Augusto Santos, Comentador Desportivo e Treinador de Futebol Nível IV UEFA Pro.

Publicidade

HELPO, EU CONSIGNO EU CONSIGO, IRS 2024
ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

DESPORTO

TAÇA DE PORTUGAL: FC PORTO DEFENDE VANTAGEM NAS MEIAS-FINAIS FRENTE AO VITÓRIA

O FC Porto e o Vitória de Guimarães disputam hoje a segunda mão das meias-finais da Taça de Portugal de futebol, com os ‘dragões’ a levarem defenderem em casa uma vantagem de 1-0.

Online há

em

O FC Porto e o Vitória de Guimarães disputam hoje a segunda mão das meias-finais da Taça de Portugal de futebol, com os ‘dragões’ a levarem defenderem em casa uma vantagem de 1-0.

Na primeira mão, o FC Porto, vencedor das duas últimas edições, venceu em Guimarães, com um golo do brasileiro Pepê, aos 51 minutos, recebendo agora os vimaranenses num encontro marcado para as 20:15, com arbitragem de Artur Soares Dias, da associação do Porto.

Este será o terceiro encontro entre as duas equipas no espaço de duas semanas, com o Vitória a ter vencido no Estádio do Dragão, por 2-1, em jogo da 28.ª jornada da I Liga.

Nas últimas cinco temporadas, o FC Porto, que tem 19 títulos, chegou por quatro vezes à final da Taça de Portugal e venceu em três ocasiões (2019/20, 2021/22 e 2022/23), perdendo apenas em 2018/19 para o Sporting, equipa que já está na final, depois de afastar o Benfica nas meias-finais.

O Vitória, que festejou apenas uma conquista da Taça de Portugal, há 11 temporadas, tenta chegar pela oitava vez à final, a primeira desde 2016/17, quando perdeu com o Benfica.

A final da Taça de Portugal está marcada para 26 de maio.

LER MAIS

DESPORTO

FC FAMALICÃO X SPORTING CP: ANÁLISE DE JOSÉ AUGUSTO SANTOS

Vitória difícil, mas justa num jogo que ficou aquém das expetativas atendendo às individualidades presentes nas 4 linhas. Provavelmente foi dos últimos jogos, o menos conseguido do Sporting e do Famalicão.

Online há

em

Vitória difícil, mas justa num jogo que ficou aquém das expetativas atendendo às individualidades presentes nas 4 linhas. Provavelmente foi dos últimos jogos, o menos conseguido do Sporting e do Famalicão.

Sem Francisco Moura, Armando Evangelista deslocou Nathan para a lateral esquerda e deu oportunidade a Martim na posição de defesa direito. Manteve boa consistência defensiva, mas perdeu a profundidade e agressividade ofensiva no corredor esquerdo que é dada por Moura. Também na ligação do meio-campo ao ataque e apesar do bom jogo de Zaydú Youssouf a menor frescura física de Topic e em especial de Gustavo Sá impediu a equipa famalicense de ser tão imprevisível como habitualmente é. Os 3 jogadores mais ofensivos, Chiquinho, Cádiz e Puma Rodriguez apesar de bons apontamentos de cariz individual, nunca conseguiram coletivamente, colocar em causa a boa organização defensiva leonina.

Ruben Amorim foi pragmático. Entrou com uma boa dinâmica ofensiva à procura do golo, boa capacidade de pressionar a saída de bola do Famalicão e depois de Bragança ter rematado à barra com boa defesa de Luiz Júnior, acabou por marcar por Pedro Gonçalves numa jogada com intervenção dos 3 jogadores mais adiantados da formação leonina. Marcou e geriu não dando grandes hipóteses do Famalicão criar oportunidades que também não conseguiu criar na segunda parte.

No Famalicão Zaydú Youssouf demonstrou a mesma energia e entrega de sempre, é um excelente jogador e foi o melhor dos azuis e brancos. Jhonder Cádiz foi o avançado mais inconformado e Chiquinho teve boas arrancadas. Nathan cumpriu como lateral esquerdo, Luiz Júnior esteve seguro, mas deu a sensação que poderia ter feito mais no golo de Pote e Riccieli completou o leque dos melhores da equipa da casa.

No Sporting, Hujlmand foi um pêndulo e responsável pelo menor fulgor e influência de Gustavo Sá. Bragança até ficar condicionado pelo cartão amarelo que lhe foi mostrado aos 43 minutos foi o melhor do Sporting, justificando plenamente a titularidade em detrimento de um excelente Morita. Trincão, Coates e Pedro Gonçalves que foi mais uma vez decisivo ao marcar um bom golo também se exibiram bem. Gyokeres começa a demonstrar algum cansaço, a sua condição física não é a melhor, mas não sabe jogar mal.

Fábio Veríssimo não teve influência no desenrolar do jogo nem no resultado apesar de não ter ficado isento de erros. O mais grave terá sido não marcar penalti de Topic sobre Pote.


José Augusto Santos, Comentador Desportivo e Treinador de Futebol Nível IV UEFA Pro.

Fonte: Vídeo Sport TV

LER MAIS
RÁDIO ONLINE
ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL

LINHA CANCRO
DESPORTO DIRETO
A RÁDIO QUE MARCA GOLOS
PORTO X VIZELA




A RÁDIO QUE MARCA GOLOS
AROUCA X SPORTING




A RÁDIO QUE MARCA GOLOS
PORTO X BENFICA




RÁDIO REGIONAL NACIONAL: SD | HD



RÁDIO REGIONAL VILA REAL


RÁDIO REGIONAL CHAVES


RÁDIO REGIONAL BRAGANÇA


RÁDIO REGIONAL MIRANDELA


MUSICBOX

WEBRADIO 100% PORTUGAL


WEBRADIO 100% POPULAR


WEBRADIO 100% BRASIL


WEBRADIO 100% ROCK


WEBRADIO 100% OLDIES


WEBRADIO 100% LOVE SONGS


WEBRADIO 100% INSPIRATION


WEBRADIO 100% DANCE

KEYWORDS

FABIO NEURAL @ ENCODING


ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL
NARCÓTICOS ANÓNIMOS
PAGAMENTO PONTUAL


MAIS LIDAS