Ligue-se a nós

NACIONAL

FRENTE COMUM PREVÊ “FORTES PERTURBAÇÕES” DEVIDO À GREVE

A Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública espera “uma grande adesão” à greve nacional que decorre esta sexta-feira, prevendo “fortes perturbações” em vários serviços públicos, como finanças e segurança social, nos hospitais e nas escolas.

Online há

em

A Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública espera “uma grande adesão” à greve nacional que decorre esta sexta-feira, prevendo “fortes perturbações” em vários serviços públicos, como finanças e segurança social, nos hospitais e nas escolas.

O líder da Frente Comum, Sebastião Santana, disse à Lusa que os efeitos da greve nacional começaram a sentir-se já durante a noite de quinta-feira e na madrugada de hoje, sobretudo nos hospitais e na recolha do lixo.

“Prevemos uma grande adesão e perturbações ou encerramento de vários serviços, como é o caso dos serviços de finanças, da segurança social e das lojas do cidadão”, indicou o sindicalista.

Sebastião Santana disse que “várias escolas deverão fechar em todo o país” uma vez que sindicatos dos professores e do pessoal não docente anunciaram a adesão ao protesto.

A Frente Comum dos Sindicatos da Administração Pública (da CGTP) anunciou em 9 de outubro a greve nacional de trabalhadores que hoje decorre, considerando que a proposta do Governo de aumentos salariais para 2024 é “miserabilista”.

Para o próximo ano está previsto um aumento salarial mínimo de 52 euros ou de 3% para os trabalhadores da administração pública.

A Frente Comum reivindica um aumento dos salários em pelo menos 15%, com um mínimo de 150 euros por trabalhador, para fazer face ao “brutal aumento do custo de vida”.

NACIONAL

MINISTÉRIO DA SAÚDE DEVE 28 MILHÕES ÀS CORPORAÇÕES DE BOMBEIROS

O Ministério da Saúde deve às corporações de bombeiros mais de 28 milhões de euros pelo transporte de doentes não urgentes, revelou hoje no parlamento o presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP).

Online há

em

O Ministério da Saúde deve às corporações de bombeiros mais de 28 milhões de euros pelo transporte de doentes não urgentes, revelou hoje no parlamento o presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP).

Na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, onde foi ouvido a pedido do Chega a propósito da época fogos, António Nunes precisou que “só os hospitais de Coimbra devem aos bombeiros 2,5 milhões de euros” e a dívida da saúde ao corpo de bombeiros de Pernes, no distrito de Santarém, é de 900 mil euros.

“Não há ninguém que resista a uma situação destas”, desabafou o presidente da Liga, dando também conta de que a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) tem “várias dívidas” aos bombeiros, cujo montante não quantificou.

“Só poderemos ter um setor de bombeiros robusto e qualificado se não existirem mais de 28 milhões de euros de dívidas da Saúde, se o INEM atribuir as 150 ambulâncias em falta aos corpos de bombeiros, se o financiamento permanente às associações humanitárias de bombeiros para 2025 contemplar um montante de cerca de 46,6 milhões de euros”, disse.

António Nunes defendeu também que o fundo de proteção social do bombeiro tenha um “financiamento adequado”.

“Não devíamos ter iniciado um novo dispositivo de combate aos incêndios florestais sem que a ANEPC liquidasse as dívidas de anos anteriores, algumas remontam a 2019, ou com dotações orçamentais limitadas que preveem pagar 2,87 euros por hora aos bombeiros” que estão em permanência nos quartéis durante o dispositivo de combate aos incêndios rurais, salientou ainda.

LER MAIS

NACIONAL

PORTUGAL É O PAÍS DA UE COM MAIOR PROPORÇÃO DE FAMÍLIAS SÓ COM UM FILHO

Portugal é o país da União Europeia (UE) com a maior proporção de famílias só com um filho, revelou hoje a PORDATA, por ocasião do Dia Mundial da População.

Online há

em

Portugal é o país da União Europeia (UE) com a maior proporção de famílias só com um filho, revelou hoje a PORDATA, por ocasião do Dia Mundial da População.

“É, aliás, um país de filhos únicos”, destacou a mesma fonte, referindo que apenas 27% das famílias tem crianças e, entre estas, quase dois terços tem apenas um filho.

Na União Europeia, as famílias numerosas (com pelo menos três filhos) representam 13% das famílias com filhos, “o dobro da proporção de Portugal (6%)”, segundo a mesma fonte.

As famílias monoparentais aumentaram 22% e o número de pessoas a viver só, aumentou 28%.

Na esmagadora maioria das famílias monoparentais (87,3%), o adulto é uma mulher, o que está 3,5 pontos percentuais acima da média europeia (83,8%).

“Na Estónia e na Suécia, em cerca de um terço das famílias monoparentais, o adulto é homem”, sublinhou a PORDATA.

LER MAIS
Subscrever Canal WhatsApp
RÁDIO ONLINE

LINHA CANCRO
DESPORTO DIRETO

RÁDIO REGIONAL NACIONAL: SD | HD



RÁDIO REGIONAL VILA REAL


RÁDIO REGIONAL CHAVES


RÁDIO REGIONAL BRAGANÇA


RÁDIO REGIONAL MIRANDELA


MUSICBOX

WEBRADIO 100% PORTUGAL


WEBRADIO 100% POPULAR


WEBRADIO 100% LOVE SONGS


WEBRADIO 100% BRASIL


WEBRADIO 100% OLDIES


WEBRADIO 100% ROCK


WEBRADIO 100% DANCE


WEBRADIO 100% INSPIRATION

KEYWORDS

FABIO NEURAL @ ENCODING


NARCÓTICOS ANÓNIMOS
PAGAMENTO PONTUAL


MAIS LIDAS