NACIONAL

GOVERNO LIMITA DESLOCAÇÕES PARA FORA DO PAÍS E REPÕE CONTROLO DE FRONTEIRAS

O Conselho de Ministros decidiu hoje limitar as deslocações para fora do território continental, por qualquer meio de transporte, e repor o controlo nas fronteiras terrestres.

“Aprovou-se a limitação às deslocações para fora do território continental por parte dos cidadãos portugueses efetuadas por qualquer via, designadamente rodoviária, ferroviária, aérea, fluvial ou marítima”, precisou a ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva, no final da reunião do Conselho de Ministros que aprovou a medidas que regulamentam o novo estado de emergência até 14 de fevereiro.

A ministra disse ainda que o Governo decidiu repor o controlo de pessoas nas fronteiras terrestres, estando também prevista a possibilidade de suspensão de voos e de determinação de confinamento de passageiros à chegada quando a situação epidemiológica assim o justificar.

O parlamento aprovou hoje a renovação do estado de emergência até 14 de fevereiro para permitir medidas de contenção da covid-19.

Este foi o décimo diploma do estado de emergência que o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, submeteu ao parlamento no atual contexto de pandemia de covid-19.

O diploma, que se aplica ao período entre 31 de janeiro e 14 de fevereiro, permite proibir ou limitar as aulas presenciais, restringir a circulação internacional e mobilizar profissionais de saúde reformados, reservistas ou formados no estrangeiro.

VEJA AINDA:

PRESIDENTE MARCELO FALA AO PAÍS ÀS 20:00 HORAS DE HOJE – ESTADO DE EMERGÊNCIA

Lusa

MARCELO RENOVA ESTADO DE EMERGÊNCIA ATÉ 30 DE ABRIL

Lusa

USO DA MÁSCARA FEZ AUMENTAR AS DOENÇAS DA VOZ

Lusa

PORTO: ALUNOS DA UP COM TESTES COVID-19 GRATUITOS

Lusa

CHAVES: SEF DETETA RESULTADOS DE TESTES COVID-19 FALSIFICADOS

Lusa

EM INÍCIO DE ABRIL O COVID-19 JÁ TINHA MATADO QUASE TRÊS MILHÕES DE PESSOAS

Lusa