REGIÕES

GUARDA E VILA REAL EM RISCO EXTREMO DE RADIAÇÃO ULTRAVIOLETA

As regiões da Guarda e Vila Real apresentam hoje risco extremo de exposição à radiação ultravioleta (UV) e o resto do país está quase todo com níveis muito elevados, segundo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Nas regiões com risco extremo o IPMA recomenda que se evite o mais possível a exposição ao sol.

O restante território de Portugal Continental está em risco muito elevado, à exceção das regiões de Coimbra e Leiria, que apresentam risco moderado de exposição à radiação UV.

Para as regiões com risco muito elevado e elevado, o IPMA recomenda o uso de óculos de sol com filtro UV, chapéu, ‘t-shirt’, guarda-sol e protetor solar, além de desaconselhar a exposição das crianças ao sol.

Os índices UV variam entre 1 e 2, em que o risco de exposição à radiação UV é baixo, 3 a 5 (moderado), 6 a 7 (elevado), 8 a 10 (muito elevado) e superior a 11 (extremo).

Para sábado, segundo a informação disponível do ‘site’ do IPMA, está previsto que o risco extremo de exposição à radiação ultravioleta se mantenha na região da Guarda, enquanto o restante território continental vai estar todo em risco muito elevado.

O IPMA prevê para hoje vento forte na faixa costeira ocidental e nas terras altas e uma pequena subida da temperatura mínima.

As temperaturas máximas vão chegar aos 33 graus em Évora e Beja, 32 em Castelo Branco, 31 em Faro e 30 em Portalegre.

Abaixo da faixa dos 30 graus de máxima estão cidades como Bragança (29), Braga e Vila Real (28), Santarém (27), Sines e Viseu (26), Lisboa (24), Coimbra (23), Viana do Castelo (22), Leiria e Porto (21).

LUSA

VEJA AINDA:

BARCELOS: CASA DE SAÚDE MENTAL COM 73 INFETADOS POR COVID-19

Lusa

CADAVAL: SURTO EM LAR SOBE PARA 42 INFETADOS COM COVID-19

Lusa

MACEDO DE CAVALEIROS: DOIS MORTOS EM SURTO COM 27 INFETADOS EM CASA DE REPOUSO

Lusa

ÉVORA: SOBE PARA QUATRO TOTAL DE MORTES NO SURTO LIGADO À MISERICÓRDIA DE VILA VIÇOSA

Lusa

FARO: LIGAÇÃO FLUVIAL LUSO-ESPANHOLA PELO GUADIANA INTERROMPIDA

Lusa

COVID-19: REGIÃO NORTE PODERÁ ATINGIR OS SETE MIL CASOS DIÁRIOS NOS PRÓXIMOS DIAS

Lusa