RÁDIO REGIONAL
REGIÕES

LISBOA: FESTIVAL VILLAMIX FOI ADIADO PARA 2022

nbsp| RÁDIO REGIONAL

O Festival Villamix Lisboa, previsto realizar-se nos próximos dias 01 e 02 de outubro na baía do Seixal, foi adiado para 2022 devido à pandemia de covid-19, anunciou hoje a organização.

A “situação pandémica e limitação de circulação entre países obrigou ao adiamento” do festival, afirma a organização em comunicado, referindo que se “tentou encontrar soluções para manter a realização”.

“Os portadores de bilhetes do Festival VillaMix Lisboa no Seixal 2021 poderão optar pelo reembolso dos bilhetes no local onde foram adquiridos: na meoblueticket.pt deverá enviar um ‘email’ para info@blueticket, indicando o IBAN para devolução do valor, ou nos pontos de venda onde foram adquiridos, durante os 30 dias após a data prevista para o evento”, acrescentou o comunicado.

Segundo a organização, mantém-se “o objetivo da continuidade [do Villamix] em 2022”.

“Estamos a trabalhar para uma edição ainda mais grandiosa em 2022, com novidades que anunciaremos nos próximos meses, mantendo o objetivo do Villamix marcar para sempre a produção de eventos de música em Portugal”, afirma, no mesmo comunicado, o diretor do Villamix Lisboa, Pedro Neto.

“Em Portugal, o VillaMix prevê investir cerca de 15 milhões de euros nos próximos anos, no reforço e expansão do festival, na evolução permanente do cartaz, na aposta na lusofonia, no espaço e na oferta de entretenimento”, lê-se no mesmo documento.

O Villamix existe há dez anos no Brasil e deu-se a conhecer aos portugueses em 2018, tendo “esgotado a lotação do [então] Pavilhão Atlântico”, atual Altice Arena, em Lisboa, para uma maratona de 10 horas de música.

A nova edição do festival, inicialmente prevista para 2020, incluía no cartaz Seu Jorge, Luan Santana, Gusttavo Lima e Pedro Sampaio.

VEJA AINDA:

DESMANTELADA REDE ILEGAL DE COMÉRCIO DE FOLHA DE TABACO TRITURADA

Lusa

SERTÃ: MARATONA DA LEITURA ENTRE 7 E 9 DE JULHO COM ESCRITORES CONSAGRADOS

Rádio Regional

TÂMEGA E SOUSA: ALERTA DE RESPOSTA PRÉ-HOSPITALAR ‘INSUFICIENTE’

Lusa

PSD QUESTIONA GOVERNO SOBRE FALHAS DO SERVIÇO POSTAL DOS CTT NO INTERIOR

Lusa

LEIRIA: QUASE 78 MIL UTENTES SEM MÉDICO DE FAMÍLIA NO DISTRITO

Lusa

PAMPILHOSA DA SERRA: AUTARQUIA CONTRA A PROSPEÇÃO DE MINERAIS EM MINA A CÉU ABERTO

Lusa