RÁDIO REGIONAL
REGIÕES

MIRANDA DO DOURO E ZAMORA JUNTAS PARA PRESERVAR O PATRIMÓNIO MUSICAL

nbsp| RÁDIO REGIONAL

Preservar a música tradicional e popular de Miranda do Douro, distrito de Bragança e de Zamora, na província Castela-Leão, Espanha, é o objetivo do projeto Termus – Territórios Musicais, informou hoje a Direção Regional de Cultura do Norte (DRCN).

Segundo a DRCN, o projeto de cooperação transfronteiriça, é um dos três que acabam de ser aprovados, num investimento global superior a um milhão de euros, financiados pelo INTERREG VA Espanha-Portugal (POCTEP).

De acordo com a DRCN, além do Termus – Territórios Musicais, foram aprovados os projetos Facendo Camino e o Nortear II, num investimento global de 984 mil euros.

O Termus – Territórios Musicais, com uma dotação de 274 mil euros, visa “recuperar, conservar e valorizar a música tradicional e popular n a Terra de Miranda e na província de Zamora, através da recolha sistemática e da difusão de testemunhos orais que preservem a solidez da memória sonora deste território e a sua diversidade cultural”.

A iniciativa é promovida pela Direção Regional de Cultura do Norte, através do Museu da Terra de Miranda (Miranda do Douro), e pelo Museu Etnográfico de Castela-Leão, e será desenvolvida entre 2019 e 2021.

“Atendendo à necessidade da recuperação e conservação urgente do património Imaterial relacionado com a música popular na Terra de Miranda (Portugal) e na província de Zamora (Espanha), assente sobretudo na sabedoria ancestral das populações mais idosas, o projeto implicará a recolha de testemunhos orais e o seu respetivo tratamento”, referiu a DRCN.

O projeto prevê ainda a realização de “ciclos de debates e conferências, a edição de materiais didáticos e sensibilização nas escolas, de cursos de formação especializados, de congressos internacionais, a participação em congressos e foros especializados e a publicação de artigos em revistas especializadas”.

A aquisição de instrumentos musicais que ampliem as coleções permanentes do Museu da Terra de Miranda e do Museu Etnográfico de Castela-Leão, a produção de uma exposição temporária itinerante (Zamora, Mirando do Douro e Porto) relacionada com a música popular e tradicional de ambas as áreas geográficas, a produção, edição e instalação de um espaço interativo museográfico para a divulgação, promoção e conhecimento da música tradicional de ambos os territórios, são outros dos objetivos do Termus – Territórios Musicais.

O projeto de cooperação transfronteiriça incluiu ainda “a criação de novas dinâmicas de participação pública relacionadas com a música com base na organização de festivais musicais em Zamora, Miranda do Douro e no Porto”.

“Parte da ampla sabedoria ancestral, que as pessoas mais idosas conservam, encontra-se ligada a diferentes aspetos que relacionam a pessoa com a terra onde vive. O tratamento e convivência com os diferentes elementos do meio ambiente e a influência de todos estes aspetos nas diferentes etapas da vida faz com que a memória individual e coletiva tenha sido efetuada pelo território e vice-versa, transformando a conversão de ambos os elementos em património Imaterial de valor incalculável”, sustenta a direção geral.

Segundo a DRCN, “ambos os territórios compartilham ritmos, sons, letras e instrumentos musicais singulares, que não se encontram no resto da Península Ibérica”.

Já o projeto “Facendo Camino”, com orçamento de 650 mil euros, visa a criação da uma estratégia para a estruturação, proteção e valorização das rotas portuguesas do Caminho de Santiago na Eurorregião Galiza – Norte de Portugal.

Envolve a Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte, a DRCN, o Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial Galiza-Norte de Portugal e a Agência de Turismo da Galiza.

O Nortear II, com orçamento de 60 mil euros, vai dar continuidade ao prémio literário Nortear, à criação artística transdisciplinar sob o mote da obra literária vencedora, conversas, tertúlias literárias, encontros, residências de criação artística, intercâmbio de obras literárias, publicações e/ou exposições.

nbsp| RÁDIO REGIONAL

LUSA

VEJA AINDA:

RECONHECIMENTO AUTOMÁTICO DE PASSAGEIROS ALARGADO A PORTO, FARO E FUNCHAL

Lusa

ASSOCIAÇÃO AQUI MORA GENTE RECEBEU ‘DEZENAS DE QUEIXAS’ SOBRE O RUÍDO NA NOTURNO

Lusa

AÇORES: ILHA DO CORVO APAGA ILUMINAÇÃO PÚBLICA ATÉ 08 DE NOVEMBRO PARA SALVAR AVES MARINHAS

Lusa

MAIS DE 190 MÉDICOS SOLIDÁRIOS COM DIRETORES DEMISSIONÁRIOS DO CENTRO HOSPITALAR DE SETÚBAL

Lusa

PORTO: TÉCNICOS DE EDUCAÇÃO ESTÃO HOJE (SEXTA-FEIRA) EM GREVE

Lusa

VIANA DO CASTELO: JÁ ABRIU O LABORATÓRIO DO MAR COM AQUÁRIO E UM SUBMARINO

Lusa