Ligue-se a nós

REGIÕES

LISBOA: NOVO CICLO DE CONFERÊNCIAS DO CCB PARA DISCUTIR ARQUITETURA

O Centro Cultural de Belém (CCB) e a Trienal de Arquitetura de Lisboa juntaram-se para preparar um novo ciclo de conferências de arquitetura — “Campo Comum” — que arranca em março, com curadoria de Diana Menino e Felipe de Ferrari.

Online há

em

O Centro Cultural de Belém (CCB) e a Trienal de Arquitetura de Lisboa juntaram-se para preparar um novo ciclo de conferências de arquitetura — “Campo Comum” — que arranca em março, com curadoria de Diana Menino e Felipe de Ferrari.

Este programa resulta de um ‘Open Call’ internacional lançado em maio de 2019 pelo CCB/Garagem Sul e a Trienal de Arquitetura de Lisboa, que recebeu 26 propostas provenientes de 11 países.

Segundo a Trienal de Arquitetura de Lisboa, “este ciclo olha para a disciplina da arquitetura como imperativo de mudança, na sua relação com o mundo, na sua metodologia e na sua apropriação da realidade”.

“Campo Comum” é composto por 12 conferências a serem distribuídas por três anos (2020-2022) e estreia-se no dia 18 de março com o atelier Dogma, sediado em Bruxelas e fundado por Pier Vittorio Aureli e Martino Tattara.

Através dos seus mais recentes projetos de habitação coletiva, o arquiteto italiano Martino Tattara vai apresentar uma conceção da arquitetura como prática política, da cidade como projeto e de como é possível viver melhor em comunidade.

Como exemplos, o arquiteto vai mostrar algumas das suas propostas mais recentes, como um projeto residencial na Bélgica, uma cooperativa de habitação em Inglaterra e dois blocos de habitação social no México.

A segunda conferência decorre a 06 de maio e terá como protagonista o arquiteto espanhol Roger Tudó, que, em parceria com David Lorente, Josep Ricart e Xavier Ros, fundou o atelier Harquitectes.

Roger Tudó vai introduzir o conceito de “arquitetura sem estatuto” através de uma série de projetos com programas, escalas e complexidades variáveis, que estes autores têm vindo a desenvolver na Catalunha.

O terceiro evento do ano terá lugar no dia 28 de outubro e vai centrar-se na transformação e realização do edificado preexistente, como edifícios e infraestruturas.

A arquiteta convidada é Barbara Buser, fundadora do atelier suíço Denkstatt em parceria com Max Honegger, que vai apresentar a sua abordagem estratégica e concreta às estruturas preexistentes e examinar o papel dos arquitetos como mediadores em processos complexos de transformação.

O ano encerra com um diálogo sobre o pensamento crítico e agendas editoriais, com especial atenção dada às publicações impressas: revistas e livros da especialidade.

Os convidados desta conferência, marcada para 25 de novembro, são a arquiteta Maria Giudici, fundadora da Black Square, e atual editora da coleção AA Files, e Moisés Puente, editor da revista 2G e fundador da Puente Editores, que vão apresentar a sua arquitetura em papel e revelar as suas posições críticas sobre o estado atual da edição e da arquitetura na Europa.

DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

REGIÕES

AÇORES: ÁGUA DO MAR PODERÁ ULTRAPASSAR OS 26 GRAUS – IPMA

A temperatura da água do mar deverá estar excecionalmente quente durante a próxima semana no arquipélago dos Açores, segundo previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), que apontam para valores acima dos 26 graus.

Online há

em

A temperatura da água do mar deverá estar excecionalmente quente durante a próxima semana no arquipélago dos Açores, segundo previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), que apontam para valores acima dos 26 graus.

“Prevê-se que a partir da próxima semana se verifique um aumento da temperatura da água do mar na região dos Açores, que poderá atingir valores superiores a 26ºC, em particular nas ilhas dos Grupos Ocidental [Corvo e Flores] e Central [Pico, Faial, São Jorge e Terceira]”, pode ler-se num comunicado do IPMA.

“A situação de anomalia positiva da temperatura da superfície do oceano, que se tem verificado nos últimos meses nesta região, resulta da posição e intensidade do Anticiclone dos Açores”, explica o IPMA no comunicado, dando como exemplo a anomalia que em junho “variou entre 0,8 e 1,6°C nos grupos Oriental [Santa Maria e S. Miguel] e Central e entre 1,6 e 2,4°C no Ocidental”.

O Anticiclone dos Açores deverá localizar-se a sudoeste do arquipélago, apresentando um vasto campo de ação, ao qual estarão associados ventos muito fracos à superfície.

Estas condições de vento fraco irão, por um lado, limitar a mistura de água nas camadas mais superficiais do oceano e, por outro, reduzir o transporte de poeiras do deserto do Sahara sobre a região subtropical do Atlântico, deixando a atmosfera mais limpa, permitindo que a radiação solar incidente sobre o oceano seja mais eficiente, refere o comunicado.

Devido à conjugação destes fatores, o IPMA prevê “um aquecimento anormalmente elevado da temperatura da água do mar no arquipélago dos Açores”.

Durante a próxima semana, acrescenta, preveem-se também valores da temperatura do ar acima dos 28°C, com a ocorrência de noites tropicais (temperatura mínima superior a 20°C), juntamente com valores elevados da humidade relativa do ar.

O IPMA deverá assim, oportunamente, emitir avisos meteorológicos de tempo quente para o arquipélago dos Açores.

LER MAIS

REGIÕES

PORTO: SETE ANOS DE PRISÃO POR ESFAQUEAR UM HOMEM NA DISCOTECA

O homem que esfaqueou outro à porta de uma discoteca no Porto em fevereiro de 2023 foi hoje condenado a sete anos de prisão no Tribunal São João Novo, no Porto.

Online há

em

O homem que esfaqueou outro à porta de uma discoteca no Porto em fevereiro de 2023 foi hoje condenado a sete anos de prisão no Tribunal São João Novo, no Porto.

Durante a leitura do acórdão, a presidente do coletivo de juízes referiu que o arguido, em prisão preventiva, mostrou “frieza e falta de afetividade pelo ser humano”.

“Espero que retire alguma lição daqui para a frente”, atirou a magistrada.

Além disso, a juíza frisou que os problemas não se resolvem à facada.

Em fevereiro de 2023, o arguido de 26 anos, agora condenado, esfaqueou cinco vezes, duas das quais em órgãos vitais, um homem à porta de uma discoteca no Porto.

O arguido e o ofendido integravam um grupo de seis pessoas que se juntou com o propósito de comprar o acesso à área reservada da discoteca, dividindo entre todos a despesa, tendo estado na origem das agressões uma discordância quanto ao valor cobrado pelo ofendido.

“Uma discussão sobre cinco euros deixou o ofendido entre a vida e a morte, algo que é desprezível”, frisou a magistrada.

A juíza recordou que a vítima, jogador de futebol de 21 anos, teve de ser reanimado e operado de urgência após o esfaqueamento.

LER MAIS

MAIS LIDAS