REGIÕES

PORTO: UNIVERSIDADE CATÓLICA REGISTA 15 CASOS DE COVID-19 EM ALUNOS ERASMUS

A Universidade Católica Portuguesa (UCP) revelou esta terça-feira que foram detetados 15 casos positivos de estudantes do programa de mobilidade Erasmus no seu campus do Porto e que os contágios “foram contraídos fora das instalações”.

Em resposta à agência Lusa, o gabinete de comunicação da UCP do Porto afirma que depois de analisada a situação, verificou-se que os 15 casos de infeção de alunos do programa Erasmus [de mobilidade académica entre estudantes de todo o mundo] “foram contraídos fora das instalações” da instituição e sem “qualquer relação com atividades” promovidas pela universidade.

A Católica está a acompanhar a situação em estreita articulação com as Autoridade de Saúde, dando o devido acompanhamento aos nossos alunos”, observa.

Esta terça-feira, em declarações à Lusa, o gabinete de comunicação da Universidade do Porto adiantou que o número de casos ativos de estudantes do programa Erasmus subiu para 80.

Também o gabinete de comunicação do Instituto Politécnico do Porto avançou esta terça-feira que foram detetados mais 10 casos positivos entre estudantes de Erasmus, passando de 14 para 24 o número de infetados do programa de mobilidade. No IPP há também sete estudantes nacionais com Covid-19.

Na sexta-feira, a U. Porto confirmava a deteção de mais 38 casos positivos, passando de 41 para 79 o número de estudantes infetados. No entanto, os dados reportavam “erros de contabilização”, sendo que no dia 9 de outubro foram contabilizados 34 novos casos, passando para 75 o número de infetados, o que agora representa um aumento de cinco casos.

Num comunicado divulgado na quinta-feira à noite, a U. Porto esclareceu que os seus casos positivos se “distribuem por várias faculdade e vários cursos”.

Isto “reforça a convicção das autoridades de saúde de que o contágio ter-se-á dado fora do contexto de aulas ou de outras atividades no interior da universidade”, acrescentou.

A U. Porto afirmou ainda que, até ao momento, não foram registados casos de contágio “dentro das instalações”.

Esta terça-feira, o gabinete de comunicação do IPP afirmou que, apesar do aumento de casos positivos entre os estudantes do programa Erasmus, o número de estudantes nacionais infetados com Covid-19 mantém-se, sendo sete os estudantes positivos.

O IPP está “por iniciativa própria” a testar todos os estudantes do programa de mobilidade, num total de 195 estudantes.

Na segunda-feira, a Administração Regional de Saúde do Norte (ARS-N) avançava à Lusa que a última atualização dos dados dava conta de 54 alunos infetados. A Lusa tentou obter esta terça-feira esclarecimentos adicionais junto da ARS-N, mas até ao momento não obteve resposta.

VEJA AINDA:

AVEIRO: 13 ANOS DE PRISÃO PARA HOMEM QUE MATOU A MÃE

Lusa

APLICAÇÃO STAYAWAY COVID ALVO DE PROVIDÊNCIA CAUTELAR

Lusa

MONTIJO: INCÊNDIO NUMA EMPRESA CAUSA DOIS FERIDOS

Lusa

INVESTIGADORES ALERTAM: A IMUNIDADE DE GRUPO É UMA ESTRATÉGIA PERIGOSA

Lusa

ALVAIÁZERE: SETE UTENTES E DOIS FUNCIONÁRIOS DE LAR INFETADOS COM COVID-19

Vítor Fernandes

BRAGANÇA: PSD QUESTIONA AUSÊNCIA DE RASTREIO DO CANCRO DA MAMA

Lusa