RÁDIO REGIONAL
NACIONAL

MARCELO OPERADO A HÉRNIA INGUINAL AO INÍCIO DA TARDE DE QUARTA-FEIRA

nbsp| RÁDIO REGIONAL

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, anunciou hoje que a cirurgia que vai fazer a uma hérnia inguinal está prevista para o início da tarde de quarta-feira.

Interpelado pelos jornalistas sobre a intervenção cirúrgica a que vai ser submetido, no final da sessão de lançamento do livro “Era uma vez Jorge Sampaio”, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa, o chefe de Estado referiu que a operação vai ser “ao começo da tarde” de quarta-feira.

No domingo, o Presidente da República adiantou que será “uma intervenção por laparoscopia, muito rápida e simples, mais rápida do que a operação à hérnia umbilical”, não encontrando por isso razão para ser substituído.

Em 18 de novembro, Marcelo Rebelo de Sousa adiantou que iria ser operado a “uma pequena hérnia inguinal de oito centímetros”, antes do Natal, em princípio, no Hospital das Forças Armadas, em Lisboa.

Marcelo Rebelo de Sousa, referiu então que prevê “aí oito a dez dias de recuperação”, o que significa que “as festas do Natal serão reduzidas ao mínimo”.

“É prudente, embora eu esteja muito bem, e por mim eu viveria com esta hérnia, mas é prudente evitar que ela estrangule, pequenina que seja. E, resumindo, imediatamente antes do Natal farei uma pequena intervenção”, declarou na altura.

Marcelo Rebelo de Sousa foi operado de urgência a uma hérnia umbilical, no dia 28 de dezembro de 2018, no Hospital Curry Cabral, em Lisboa, o que o obrigou a cancelar toda a sua agenda até ao final desse ano e a abrandar o ritmo nas semanas seguintes.

Em 30 de outubro de 2019, foi submetido a um cateterismo cardíaco, desta vez de forma programada, no Hospital de Santa Cruz, em Oeiras.

VEJA AINDA:

BOMBEIROS ALERTAM PARA DIFICULDADES NO TRANSPORTE DE DOENTES

Lusa

PORTO: HOSPITAL DE SÃO JOÃO DUPLICA COLHEITA DE ÓRGÃOS PARA TRANSPLANTE

Lusa

DESCOBERTO MECANISMO QUE DESAGREGA DAS CÉLULAS PROTEÍNAS LIGADAS AO ALZHEIMER

Lusa

COVID-19: PANDEMIA TERÁ CONTRIBUIDO PARA AUMENTO DE MORTES POR AVC

Lusa

COVID-19: PORTUGAL COM QUASE 100 MIL CASOS E 142 MORTES ENTRE 03 E 09 DE MAIO – DGS

Lusa

MARCELO REBELO DE SOUSA MANIFESTA PESAR SOBRE A MORTE DE JOÃO RENDEIRO

Lusa