Ligue-se a nós

DESPORTO

SL BENFICA X BOAVISTA FC: ANÁLISE DE JOSÉ AUGUSTO SANTOS

Sem fazer um jogo espetacular o Benfica venceu de forma justa, com boa réplica do Boavista que se apresentou no Estádio da Luz, com um bom plano de jogo baseado num forte rigor tático na sua organização defensiva, mas que foi curto na transição ofensiva apesar de ter melhorado na segunda parte.

Online há

em

Sem fazer um jogo espetacular o Benfica venceu de forma justa, com boa réplica do Boavista que se apresentou no Estádio da Luz, com um bom plano de jogo baseado num forte rigor tático na sua organização defensiva, mas que foi curto na transição ofensiva apesar de ter melhorado na segunda parte.

Foi um Benfica a pensar em dois jogos, com Roger Schmidt a poupar João Neves e a fazer a sua equipa entrar forte e dinâmica, instalada no meio-campo boavisteiro, para tentar rapidamente resolver o jogo, com alguns cruzamentos perigosos, mas sem criar oportunidades flagrantes também por mérito da boa organização coletiva do Boavista, que com um bloco baixo impediu com sucesso a profundidade de Arthur Cabral e Rafa, que não esteve nem foi decisivo como nos últimos jogos. A equipa axadrezada revelou boa capacidade para gerir a posse de bola, embora sempre longe da baliza de Trubin.

Na segunda parte o jogo foi mais aberto e partido com algum espaço para as duas equipas poderem chegar à baliza contrário e Di Maria a voltar a ser decisivo ao marcar o primeiro golo com um cruzamento remate que surpreendeu João Gonçalves que ficou à espera do desvio de Arthur Cabral que não tocou na bola. Bozenik poderia ter empatado, mas foi bem contrariado por Trubin com a preciosa ajuda de Morato.

Seria o astro argentino do Benfica a voltar a fazer a diferença a assistir, com um passe de grande categoria o recém-contratado Marcos Leonardo, que teve o mérito de acompanhar a jogada e aparecer no sítio certo a finalizar.

O Boavista na segunda parte foi mais perigoso, bem comandado por Seba Pérez, excelente na forma como pauta o jogo, toma a decisão certa e passa bem, em determinados momentos até dominou, mas faltou capacidade ofensiva para desequilibrar uma defesa com a qualidade da do Benfica.

Publicidade

Di Maria foi de longe o melhor em campo, marcou e deu a marcar e ainda viu um golo anulado. Otamendi, António Silva e Marcos Leonardo que marca o seu segundo golo em 2 jogos e ameaça a titularidade do compatriota Arthur Cabral, estiveram num patamar acima dos restantes.

Seba Pérez, Tiago Morais Makouta, Abascal e Salvador Agra que jogou na posição de defesa direito por impedimento de Hélder Malheiro, foram os melhores dos boavisteiros.

O árbitro Gustavo Correia anulou bem um golo a Di Maria por mão de João Mário no início da jogada. Alguns cotovelos podiam ter sido contemplados com cartão amarelo e algumas faltas foram ignoradas. Benefício da dúvida para o árbitro no puxão de Morato a Bruno Lourenço no início da jogada que terminou com o 1º golo do Benfica. Faltou a Bruno Esteves que estava no VAR ter coragem para dar indicação da falta, que foi evidente, a Gustavo Correia, como acontece vezes a mais, no futebol português, quando as decisões não são a favor dos clubes grandes.


José Augusto Santos, Comentador Desportivo e Treinador de Futebol Nível IV UEFA Pro.

Publicidade
Publicidade
DEIXE O SEU COMENTÁRIO

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

DESPORTO

SC BRAGA: JOÃO MARQUES É NOVO REFORÇO POR 3,5 MILHÕES

João Marques, do Estoril Praia, vai ser jogador do Sporting de Braga a partir da próxima temporada por 3,5 milhões de euros, revelou hoje o clube minhoto, quarto classificado da I Liga de futebol.

Online há

em

João Marques, do Estoril Praia, vai ser jogador do Sporting de Braga a partir da próxima temporada por 3,5 milhões de euros, revelou hoje o clube minhoto, quarto classificado da I Liga de futebol.

A esse valor, por 100 por cento do passe, poderá acrescer um milhão de euros mediante objetivos individuais, sendo que os estorilistas reservam ainda 10 por cento da mais-valia de uma futura transferência do jogador.

João Marques, que cumpre 22 anos dentro de poucos dias, permanecerá no Estoril Praia até ao final da presente época, integrando o plantel dos ‘arsenalistas’ no arranque da próxima temporada (2024/25).

Internacional sub-21 por Portugal, o médio ofensivo assina um contrato válido por cinco épocas (até 2029), tendo sido fixada uma cláusula de rescisão de 30 milhões de euros.

Formado no Sporting, Barreirense, Vitória de Setúbal e Estoril Praia, João Marques soma 28 jogos esta época, seis golos e cinco assistências.

Publicidade
LER MAIS

DESPORTO

SL BENFICA: PETAR MUSA DEIXA PORTUGAL E SEGUE PARA O FC DALLAS (EUA)

O avançado internacional croata Petar Musa está de saída do Benfica, depois de época e meia ao serviço das ‘águias’, para reforçar a equipa de futebol dos norte-americanos do FC Dallas, informaram hoje os dois clubes.

Online há

em

O avançado internacional croata Petar Musa está de saída do Benfica, depois de época e meia ao serviço das ‘águias’, para reforçar a equipa de futebol dos norte-americanos do FC Dallas, informaram hoje os dois clubes.

“O Sport Lisboa e Benfica informa que chegou a acordo com o FC Dallas, dos Estados Unidos, para a transferência a título definitivo do futebolista Musa”, referem os ‘encarnados’ no seu site oficial.

Apesar de nenhum dos clubes revelar os valores envolvidos no negócio, a comunicação social portuguesa e internacional adianta que a saída de Petar Musa, de 25 anos, deverá render ao Benfica uma verba na ordem dos 10 milhões de euros (ME), mais três em variáveis, sendo que o emblema da Liga norte-americana (MLS) refere que se trata de “uma transferência recorde”.

Através da sua página oficial na Internet, o FC Dallas informou ainda que o ponta de lança croata assinou contrato até 2027, com a possiblidade de prolongar o vínculo por mais um ano.

O futebolista croata, que pelo Benfica venceu a I Liga (2022/23) e a Supertaça (2023), chegou à Luz na última época, proveniente do Boavista, num negócio que terá custado 6,5 ME, segundo o relatório e contas dos ‘encarnados’.

Publicidade

Sem nunca se afirmar verdadeiramente como primeira opção, Musa participou em 41 jogos na época de estreia pelas ‘águias’, apenas cinco dos quais a titular, e marcou 12 golos e fez quatro assistências.

Já esta temporada, igualmente muitas vezes a sair do banco, o avançado participou em 25 jogos (nove como titular), marcou seis golos e fez duas assistências.

Com a contratação, neste mercado de janeiro, do avançado brasileiro Marcos Leonardo (ex-Santos), num plantel que conta ainda com Arthur Cabral e Casper Tengstedt, o croata perdeu ainda mais espaço.

Além de Marcos Leonardo, o Benfica reforçou o plantel com o lateral espanhol Álvaro Carreras e os extremos argentinos Benjamín Rollheiser e Gianluca Prestianni.

Além de Musa, saíram os defesas João Victor, contratado pelo Vasco da Gama, e David Jurásek, cedido ao Hoffenheim, o médio Chiquinho saiu para o Olympiacos e o extremo Gonçalo Guedes, que estava cedido pelo Wolverhampton, rumou ao Villarreal.

Publicidade
LER MAIS

MAIS LIDAS