RÁDIO REGIONAL | PORTUGAL
seslendirme santral anons santral seslendirme

Moschee Teppich

Moschee teppiche werden nicht kurzfristig gewechselt, d.h. das ein Moschee teppich sehr hohe Anforderungen erfüllen muβ. Speziell entworfene Moschee Teppiche zeichnen sich durch Design und Farben aus. Mit der Weiterentwicklung der Technologie werden heute Tausende von Farben und Modellen in Teppichen hergestellt, die mit Moscheen kompatibel sind.

100% Reine Schurwollteppich kaufen: Schurwollteppiche sind Schwerentflammbar, Robust, Strapazierfahig, Antibakteriel und Schmuzabweisend.

Shell Shockers Unblocked Atari Breakout Play Snake Friv Canlı Maç Sonuçları iqoskits.com Düğün Paketleri
REGIÕES

TAVIRA: PESCADORES CRITICAM INTERDIÇÃO À CAPTURA DE CANILHA

nbsp| RÁDIO REGIONAL | PORTUGAL

A Associação de Armadores e Pescadores de Tavira (APTAV) alertou hoje para as dificuldades que atravessa uma dezena de embarcações de pesca artesanal tradicional e costeira que operam no sotavento algarvio, devido à interdição imposta à captura de canilha.

O presidente da APTAV disse que “a incorporação de uma diretiva europeia na legislação nacional passou a exigir que o nome da espécie seja incluída na lista” que autoriza ou não a apanha e comercialização de moluscos bivalves, equinodermes, tunicados e gastrópodes marinhos vivos para as diferentes zona do país.

Segundo Leonardo Diogo, a medida deixou os pescadores da zona de captura L9, que abrage a faixa litoral entre Tavira e Vila Real de Santo António, no Algarve, impedidos de apanhar canilha, molusco gastrópode marinho que nunca antes integrou essa lista, apesar de sempre ter sido sempre comercializado.

“Com a crise e a pandemia, a canilha era a única espécie que estava a dar rendimento aos pescadores e agora, de um momento para o outro, ficam impedidos de a capturar e trabalhar. São 10 a 12 embarcações, 40 pessoas e suas famílias, que aguardam pela inclusão dessa espécie na lista” publicada pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), afirmou Leonardo Diogo à agência Lusa.

A mesma fonte disse que a canilha (bolinus brandaris) sempre foi comercializada mas nunca integrou a listagem do IPMA, sublinhando que a Docapesca, entidade responsável pela gestão de portos de pesca e lotas em Portugal, “também autorizava a sua venda” em lota.

No entanto, a situação alterou-se depois de um dos lotes para venda ter sido fiscalizado pela GNR durante o transporte e ter sido alvo de um auto de contraordenação por, à luz da nova legislação, ter passado a ser considerada interdita.

O dirigente da APTAV referiu que em causa estão as embarcações de redes de tresmalho que operam entre Tavira e Vila Real de Santo António e que “deixaram, de um dia para outro”, de poder vender “20,30, 40 quilogramas” de uma espécie que lhes estava a garantir o sustento.

“Agora, a Direção Geral de Recursos Marítimos [DGRM] e o IPMA dizem que é necessário fazer análises a metais pesados e só depois de concluídas essas análises, sem resultados positivos, é que a espécie pode ser incluída na listagem. Mas são os pescadores que têm de fornecer as amostras para a espécie ser analisada”, lamentou.

Apesar desta exigência, um associado da APTAV conseguiu entregar uma amostra para ser analisada e a associação pede agora celeridade nos resultados para que a canilha possa ser incluída na listagem do IPMA de capturas permitidas na zona de captura do sotavento algarvio e as embarcações afetadas retomem o trabalho.

A mesma fonte criticou ainda que a classificação das interdições seja feita através de uma espécie de referência, a conquilha, e que um eventual mau resultado obrigue de novo a apresentar amostras para análise.

A agência Lusa tentou obter esclarecimentos da DGRM, através do Ministério do Mar, mas não obteve resposta, até ao momento.

VEJA AINDA:

MATOSINHOS: MULHER DETIDA POR SUSPEITA DE MATAR O COMPANHEIRO

Lusa

LISBOA: SOCIAL-DEMOCRATA CARLOS MOEDAS CONQUISTOU A CAPITAL AO PS

Lusa

PORTO: RUI MOREIRA DIZ QUE GOVERNAÇÃO DA CIDADE INVICTA ESTÁ ASSEGURADA

Lusa

AUTÁRQUICAS: COSTA ASSUME FRUSTRAÇÃO COM ‘DERROTA INESPERADA’ EM LISBOA

Lusa

LISBOA: MOEDAS DIZ TER VENCIDO ‘CONTRA TUDO E CONTRA TODOS’ PORQUE ‘A DEMOCRACIA NÃO TEM DONO’

Lusa

AUTÁRQUICAS: COSTA DIZ QUE ‘PAÍS NÃO É SÓ LISBOA’ E RECUSA QUALQUER CARTÃO AMARELO AO GOVERNO

Lusa