Ligue-se a nós

REGIÕES

TORRES VEDRAS: ÉPOCA BALNEAR REDUZIDA AOS MESES DE JULHO E AGOSTO

A época balnear vai ser reduzida em Torres Vedras, no distrito de Lisboa, devido à pandemia, decorrendo de 27 de junho a 30 de agosto, disse hoje à agência Lusa o presidente da câmara.

Online há

em

A época balnear vai ser reduzida em Torres Vedras, no distrito de Lisboa, devido à pandemia, decorrendo de 27 de junho a 30 de agosto, disse hoje à agência Lusa o presidente da câmara.

Carlos Bernardes afirmou à agência Lusa que este ano a época balnear decorre de 27 de junho a 30 de agosto, segundo o que ficou definido numa reunião entre o município e os concessionários.

Nos anos anteriores, a época balnear decorria de 14 de junho a 15 de setembro.

A viatura ‘Praia Segura’, de reforço da vigilância em todo o litoral, vai, contudo, estar operacional de 20 de junho a 20 de setembro, além de haver vigilância por parapente nas praias do concelho.

Nas praias Formosa, Guincho e Santa Helena, praias urbanas de Santa Cruz, com areais mais reduzidos, vai existir um “rececionista de praia, ou seja, uma pessoa que dá as boas vindas aos banhistas e controla a capacidade de carga em cada uma dessas praias”, adiantou o autarca.

Os utentes das praias devem assegurar um distanciamento físico de 1,5 metros entre diferentes grupos e afastamento de três metros entre chapéus de sol, toldos ou colmos, a partir de 06 de junho, determinou hoje o Governo.

De acordo com o plano de desconfinamento divulgado após a reunião de hoje do Conselho de Ministros, durante a época balnear, na utilização do areal das praias, estão “interditas atividades desportivas com duas ou mais pessoas, exceto atividades náuticas, aulas de surf e desportos similares”.

Nos toldos, colmos e barracas de praia, “em regra, cada pessoa ou grupo só pode alugar de manhã (até 13:30) ou tarde (a partir das 14:00)”, com o máximo de cinco utentes.

Na terça-feira, a Câmara Municipal de Torres Vedras decidiu isentar os estabelecimentos comerciais localizados das zonas balneares das taxas de ocupação do domínio hídrico.

A medida visa “auxiliar os proprietários de restaurantes, ‘snack-bares’ ou alojamentos turísticos a equilibrar a sua situação financeira”, por ter sido “dos setores mais afetados desde o início do combate à pandemia”, refere a proposta, a que a agência Lusa teve acesso.

A Câmara Municipal reconhece também que, “com as restrições que serão aplicadas pelo Governo, o trabalho destes operadores será fortemente afetado”.

A competência de gestão das praias passou este ano para a autarquia no âmbito da descentralização de competências do Estado para os municípios.

A câmara de Torres Vedras está também a equacionar autorizar os estabelecimentos comerciais a alargarem as áreas das esplanadas e a isentá-los do pagamento de taxas, disse o autarca.

Torres Vedras regista 43 casos de infeção confirmados, mas apenas um está ativo.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 302 mil mortos e infetou mais de 4,4 milhões de pessoas em 196 países e territórios.

Mais de 1,5 milhões de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.190 pessoas das 28.583 confirmadas como infetadas, e há 3.328 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

REGIÕES

PORTO: ANA ANUNCIA INVESTIMENTO DE 50 MILHÕES NO AEROPORTO SÁ CARNEIRO

O reforço da pista do Aeroporto Francisco Sá Carneiro, na Maia, começa a 31 de julho, vai demorar 19 meses, de segunda-feira a sábado, entre meia-noite e 06h00, num investimento de 50 milhões de euros, foi hoje anunciado.

Online há

em

O reforço da pista do Aeroporto Francisco Sá Carneiro, na Maia, começa a 31 de julho, vai demorar 19 meses, de segunda-feira a sábado, entre meia-noite e 06h00, num investimento de 50 milhões de euros, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a ANA Aeroportos explicou que a opção pelo trabalho em horário noturno visa “minimizar o impacto nas operações aeroportuárias”.

O contrato de empreitada foi hoje assinado com a Acciona e representa “um investimento de qualidade, segurança e desempenho ambiental, permitindo acomodar o crescimento do tráfego aéreo”, relata a nota de imprensa.

Com esta operação, continua o comunicado, a ANA vai “reforçar as condições operacionais do aeroporto, sendo esta a maior intervenção realizada na pista desta infraestrutura”.

LER MAIS

REGIÕES

SETÚBAL: TRANSPORTES SUL DO TEJO EM GREVE AMANHÃ E DIAS 5 E 10 DE JUNHO

Os trabalhadores da Transportes Sul do Tejo (TST) decidiram esta segunda-feira em plenário manter a paralisação agendada para terça-feira e marcar mais dois dias de greve, em 5 e 25 de junho, disse à agência Lusa fonte sindical.

Online há

em

Os trabalhadores da Transportes Sul do Tejo (TST) decidiram esta segunda-feira em plenário manter a paralisação agendada para terça-feira e marcar mais dois dias de greve, em 5 e 25 de junho, disse à agência Lusa fonte sindical.

O plenário desta segunda-feira foi convocado pelo Sindicato dos Trabalhadores de Transportes Rodoviários e Urbanos de Portugal (STRUP), afecto à Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans), e pelo Sindicato Nacional dos Motoristas (SNMOT) para dar a conhecer aos trabalhadores a proposta entretanto apresentada pela TST, que opera no distrito de Setúbal, numa reunião realizada no dia 20 de maio.

Sara Gligó, dirigente da Fectrans, explicou em declarações à agência Lusa que a empresa apresentou algumas alterações à proposta inicial, deixando cair por exemplo a obrigatoriedade de o subsídio de refeição ser pago em cartão, uma das reivindicações dos trabalhadores, aumentando o valor para 7,30 euros a partir de 1 de junho.

Por outro lado, adiantou, a empresa manifestou também disponibilidade para aplicar 5,89% de aumento em 2024, com um mínimo de aumento de 60 euros.

Além disso, a empresa está também disponível para igualar em 31 de dezembro os salários dos trabalhadores da TST aos ordenados praticados pela empresa Alsa Todi (que opera nos concelhos de Alcochete, Barreiro, Moita, Montijo, Palmela e Setúbal), para que os trabalhadores da península de Setúbal fiquem com os salários nivelados.

Contudo, explicou a sindicalista, os trabalhadores entendem que os valores propostos pela empresa ainda não chegam aos 80 euros de aumento e aos 9,60 euros de subsídio de refeição que reivindicam, pelo que ratificaram a greve marcada para terça-feira e marcaram mais dois dias de paralisação, em 5 e 25 de junho.

No dia 9 de maio, os trabalhadores da TST já realizaram uma greve de 24 horas.

A TST serve os concelhos de Almada, Seixal e Sesimbra e, segundo a dirigente sindical, tem um total de 900 trabalhadores.

LER MAIS
Subscrever Canal WhatsApp
RÁDIO ONLINE
ASSOCIAÇÃO SALVADOR, HÁ 20 ANOS A TIRAR SONHOS DO PAPEL

LINHA CANCRO
DESPORTO DIRETO

RÁDIO REGIONAL NACIONAL: SD | HD



RÁDIO REGIONAL VILA REAL


RÁDIO REGIONAL CHAVES


RÁDIO REGIONAL BRAGANÇA


RÁDIO REGIONAL MIRANDELA


MUSICBOX

WEBRADIO 100% PORTUGAL


WEBRADIO 100% POPULAR


WEBRADIO 100% LOVE SONGS


WEBRADIO 100% BRASIL


WEBRADIO 100% OLDIES


WEBRADIO 100% ROCK


WEBRADIO 100% DANCE


WEBRADIO 100% INSPIRATION

KEYWORDS

FABIO NEURAL @ ENCODING


NARCÓTICOS ANÓNIMOS
PAGAMENTO PONTUAL


MAIS LIDAS