RÁDIO REGIONAL
DESPORTO

VARZIM VENCE O DESPORTIVO DE CHAVES POR 2-1

nbsp| RÁDIO REGIONAL

O Varzim regressou hoje às vitórias na II Liga de futebol, ao impor-se na receção ao Desportivo de Chaves, por 2-1, em jogo da sétima jornada, sentenciado com dois golos de Leonardo Ruiz.

Na Póvoa de Varzim, o avançado colombiano ‘bisou’, aos 30 minutos, de grande penalidade, e 57, confirmando a terceira vitória seguida em todas as provas dos ‘lobos do mar’, que afastaram o Estoril Praia da Taça de Portugal (1-0) e consolidaram a 13.ª posição do campeonato, com nove pontos.

Os flavienses, que marcaram pelo brasileiro André Luís, aos 34, interromperam um ciclo de quatro triunfos consecutivos para todas as competições, incluindo a eliminação do primodivisionário Boavista da ‘prova rainha’ (2-1, após prolongamento), e perderam terreno na aproximação aos lugares de subida, ao fixarem-se no sétimo posto, com 12 pontos, a seis dos líderes Sporting da Covilhã e Farense.

A primeira metade teve domínio repartido, apesar de os transmontanos animarem os instantes iniciais, com remates desenquadrados de Wagner, aos três minutos, Fatai, aos cinco, e Costinha, aos 12.

Depois desse período, o desafio caiu numa toada ‘morna’ e só voltou a entusiasmar à meia hora, quando George Ofosu fugiu pela direita e cruzou para Leonardo Ruiz, que foi derrubado pelo guarda-redes Igor.

Chamado à conversão do castigo máximo, o avançado colombiano colocou os poveiros em vantagem, mascarando a falta de presença dos pupilos de Paulo Alves no último terço.

A resposta do Chaves demorou quatro minutos e chegou de bola parada, com Costinha a executar um livre na direção de Wagner, que serviu André Luís na pequena área para o tento da igualdade.

As bases do jogo mantiveram-se no regresso dos balneários e o Varzim serviu-se dos mesmos protagonistas da etapa inaugural para regressar à liderança do marcador, aos 57 minutos, numa recarga vitoriosa de Leonardo Ruiz a remate de George Ofosu.

Em desvantagem, os transmontanos adiantaram-se no terreno e alargaram a frente de ataque, estratégia que não desencadeou efeitos práticos e expôs a formação de José Mota aos contra-ataques dos poveiros, prejudicados por deficiências no último passe.

VEJA AINDA:

GD CHAVES: DEFESA EDU BORGES REGRESSA AO EMBLEMA TRANSMONTANO

Lusa

GD CHAVES: STEVEN VITÓRIA DEIXA MOREIRENSE E REFORÇA ‘VALENTES TRANSMONTANOS’

Lusa

GD CHAVES: HÉLDER MORIM TROCA O LEIXÕES PELOS ‘VALENTES TRANSMONTANOS’

Lusa

VARZIM APONTA DEDO AO LEIXÕES E QUER VAGA NA SEGUNDA LIGA

Lusa

LEIXÕES: ATLETAS DENUNCIAM DÍVIDAS QUE PODEM EXCLUIR O CLUBE DAS PROVAS PROFISSIONAIS

Vítor Fernandes

GD CHAVES: JOÃO MENDES RENOVA COM OS ‘VALENTES TRANSMONTANOS’

Lusa