REGIÕES

VILA REAL: EMPRESA CRITICAL SOFTWARE INVESTE NA CRIAÇÃO DE EMPREGO

A multinacional tecnológica Critical Software vai reforçar o centro de engenharia instalado em Vila Real e duplicar a equipa para os cerca de 50 colaboradores, anunciou hoje a empresa que tem sede em Coimbra.

A empresa especializada em soluções de ‘software’ e serviços de engenharia para o suporte de sistemas críticos disse, em comunicado, que o crescimento em Vila Real “está alinhado com a estratégia de investir no interior do país, ajudando na criação de oportunidades de emprego para o talento local”.

A Critical Software abriu um polo há cerca de um ano no Regia Douro Park – Parque de Ciência e Tecnologia e vai mudar-se, no decorrer deste mês, para novas instalações, mais próximas do centro da cidade.

Neste centro de engenharia, a Critical Software desenvolve projetos nos setores ferroviário, aeroespacial, financeiro, entre outros.

De acordo com a informação da empresa, o polo transmontano arrancou com 14 pessoas, um ano depois são 25 e, após a mudança, o objetivo é “fazer crescer a equipa para cerca de 50 colaboradores”.

“Estávamos à procura de talento e temos conhecimento, através de exemplos dentro das nossas equipas, que existem profissionais que prefeririam manter-se nas suas cidades natal ou onde frequentaram o curso, do que mudar-se para as grandes cidades por haver mais oportunidades. Quisemos contrariar esta tendência e, em simultâneo, contribuir para a atratividade e desenvolvimento de cidades com muito potencial”, disse João Macedo da Cunha, da Critical Software.

O responsável acrescentou que a empresa tem conseguido “captar talento” e que acredita que vai “duplicar a equipa rapidamente”.

As candidaturas podem ser feitas através do ‘site’ da empresa.

Em Vila Real, a tecnológica tem colaborado com a Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (UTAD).

Com sede em Coimbra e mais de 20 anos de atividade, a Critical Software começou a expandir, em 2018, a sua presença para regiões fora das metrópoles, como Vila Real, Viseu e Tomar.

A empresa informou ainda que pretende terminar “este ano com 1000 colaboradores” a nível global. Em 2018, a empresa duplicou a sua dimensão, crescendo para mais de 800 colaboradores nos seus escritórios em Portugal, Reino Unido e na Alemanha.

A multinacional colabora com clientes internacionais em setores tão diversos como o espaço, aeroespacial, energia, defesa, finanças, telecomunicações e transportes.

VEJA AINDA:

AVEIRO: 13 ANOS DE PRISÃO PARA HOMEM QUE MATOU A MÃE

Lusa

AÇORES: SITUAÇÃO DE CALAMIDADE PROLONGADA ATÉ 23 DE OUTUBRO

Lusa

MONTIJO: INCÊNDIO NUMA EMPRESA CAUSA DOIS FERIDOS

Lusa

ALVAIÁZERE: SETE UTENTES E DOIS FUNCIONÁRIOS DE LAR INFETADOS COM COVID-19

Vítor Fernandes

BRAGANÇA: PSD QUESTIONA AUSÊNCIA DE RASTREIO DO CANCRO DA MAMA

Lusa

BRAGANÇA: MAIS 23 IDOSOS INFETADOS EM LARES DA MISERICÓRDIA

Lusa