REGIÕES

VINHAIS: AUTARAQUIA INVESTE 900 MIL EUROS NO COMBATE À DOENÇA DO CASTANHEIRO

O município de Vinhais obteve a aprovação, aguardada há um ano e meio, de uma candidatura a fundos comunitários que garante mais de 900 mil euros para o combate às doenças do castanheiro, informou hoje a autarquia.

Este concelho do distrito de Bragança é dos maiores produtores nacionais de castanha, um cultura ameaçada por várias doenças, a mais recente das quais a vespa das galhas do castanheiro, que tem sido combate com financiamento municipal nos últimos anos.

O município transmontano informou hoje que teve a aprovação da candidatura a fundos comunitários para apoiar os produtores no combate às doenças e pragas do castanheiro, que garante um valor de 944 mil euros, 90% dos quais financiados e o restante a cargo da autarquia.

O montante será para aplicar em três anos e servirá “para tratamentos ao cancro e tinta e largadas do parasitoide que combate a vespa das galhas do castanheiro, como refere a autarquia, em comunicado.

O município destaca que “a castanha desempenha um papel crucial na vida da população do concelho de Vinhais, traduzindo-se numa enorme riqueza de costumes e tradições gastronómicas, religiosas e culturais”.

Os mais de 900 mil euros permitirão “combater as principais pragas que assolam o produto mais rentável do concelho de Vinhais”.

Desde 2018 que a autarquia custeia as largadas do parasitoide de combate à vespa, em colaboração com as associações de produtores Arbórea e Proruris e o Instituto Politécnico de Bragança.

A candidatura para financiamento agora aprovada foi apresentada em setembro de 2019.

Este concelho do distrito de Bragança é dos maiores produtores de castanha e também aquele onde têm sido detetados mais soutos infetados com a vespa das galhas do castanheiro, que começa por secar ramos e pode dizimar toda a árvore, pondo em causa a produção.

A vespa das galhas do castanheiro foi detetada nesta região, que é maior produtora portuguesa de castanha de Portugal, em 2015, e em 2018 foram feitas as primeiras largadas do parasitóide com que está a ser feita a luta biológica para evitar quebras avultadas na produção de castanha como aconteceu em países como a Itália.

O concelho de Vinhais é responsável por cerca de 15 mil toneladas das 40 mil da produção nacional de castanha, que é uma das culturas mais rentáveis com receitas que podem ser dos 500 euros aos 100 mil euros anuais, conforme a dimensão dos produtores

Esta é a produção mais peso económico, junto com o fumeiro tradicional de Vinhais e, tal como os enchidos, nos últimos anos tem também motivado um feira anual, a RuralCastenea.

VEJA AINDA:

DESMANTELADO CIRCUITO DE VENDA ILEGAL DE BEBIDAS NÃO ALCOÓLICAS EM LISBOA, SETÚBAL E SANTARÉM

Lusa

ODEMIRA: GOVERNO VAI MANTER A CERCA SANITÁRIA – COVID-19

Lusa

CASO BEBÉ SEM ROSTO: MINISTÉRIO PÚBLICO ARQUIVOU INQUÉRITO – SETÚBAL

Lusa

LISBOA: TRABALHADORES DA TRANSTEJO/SOFLUSA EM GREVE DIA 20 DE MAIO

Lusa

PRESIDENTE DA REPÚBLICA DEFENDE INVESTIGAÇÃO À SITUAÇÃO DOS TRABALHADORES DE ODEMIRA

Lusa

PORTO: SINDICATOS DUVIDAM DOS COMPROMISSOS DA ‘CIMEIRA SOCIAL’

Lusa