Connect with us

SOCIEDADE

ESTADO NÃO PERDOA MULTAS A AMBULÂNCIAS QUE SALVAM VIDAS

Bombeiros recebem centenas de notificações para pagarem multas por excesso de velocidade em casos de urgência. A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária recusa as justificações.

Data:

em

Centenas de notificações por excesso de velocidade estão a ser enviadas aos bombeiros. As multas estão a ser emitidas a ambulâncias que transportavam doentes urgentes. Apesar de as corporações entregarem documentação que comprova a urgência, a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR) recusa as justificações, como avança o Jornal de Notícias, na edição desta sexta-feira (link ainda indisponível).

As multas dizem respeito a infrações cometidas no início do ano passado e o seu valor está entre os 250 e os 600 euros, sendo que os condutores são também identificados. De acordo com o presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Jaime Marta Soares, o facto de as contraordenações voltarem a ser enviadas aos bombeiros quer dizer que as justificações apresentadas pelos profissionais não foram aceites.

A Liga dos Bombeiros Portugueses, por seu turno, aconselha os profissionais a não pagarem as multas e a deixarem que o caso vá a tribunal. “Há multas, mas não há acidentes de viação e há vidas que foram salvas porque os bombeiros foram eficazes no seu trabalho”, garantiu Jaime Marta Soares ao jornal.

A ANSR está agora a analisar a situação, mas fonte explica que os radares não distinguem uma ambulância de outro automóvel. A Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária irá averiguar “se o condutor estava ou não em regime de urgência”.

LUSA | OBSERVADOR

AS MAIS LIDAS