CIÊNCIA & TECNOLOGIA

JÁ É POSSÍVEL PAGAR COM A IMPRESSÃO DIGITAL

O Reino Unido tornou-se no primeiro país do mundo a ter um supermercado onde os clientes pagam as suas compras através da tecnologia de impressão digital.

A invenção, chamada de “Fingopay”, funciona através de um sistema de infravermelhos que digitaliza as veias dos dedos e vincula o mapa biométrico às contas bancárias de cada cliente do supermercado.

Os dados bancários são guardados no fornecedor de pagamentos Worldpay, da mesma forma que se pode armazenar quando são comprados produtos pela Internet.

Os clientes da loja Costcutter, no campus da Universidade Brunel, em Londres, foram os primeiros a testar esta inovação. O sistema de pagamento foi simplificado, uma vez que os clientes podem ir ao supermercado sem dinheiro ou cartões e podem pagar com as mãos.

A empresa por trás desta invenção, Sthaler, com sede na capital britânica, avança que já está a trabalhar com outros supermercados do país para terem também esta tecnologia.

A Sthaler afirma que este sistema de pagamento é o mais seguro, já que “não pode ser copiado ou roubado”.

Além disso, a empresa espera que mais de três mil estudantes dos 13 mil que existem no campus universitário se registem antes de novembro para utilizar este serviço.

A empresa diz que já está a negociar o sistema não só com supermercados, mas também com discotecas, ginásios e estádios de futebol para identificar com facilidade quem tem acesso às zonas VIP.

A impressão digital já é utilizada no Reino Unido para entrar em alguns edifícios de alta segurança ou autorizar as transferências de comércio interno num banco de investimento.

VEJA AINDA:

ELVIRA FORTUNATO: A CIENTISTA PORTUGUESA PREMIADA PELA CRIAÇÃO DO ECRÃ TRANSPARENTE

Lusa

COVID-19: MAIS DE 1 MILHÃO DE PESSOAS DESCARREGARAM A APLICAÇÃO STAYAWAY COVID

Lusa

COVID-19: CIENTISTAS INGLESES TESTAM VACINA POR INALAÇÃO

Lusa

MICROSOFT LANÇA NOVAS FERRAMENTAS PARA EVITAR CRIAÇÃO DE ‘DEEPFAKES’

Lusa

AUTORIDADE TRIBUTÁRIA JÁ TEM PÁGINA NO FACEBOOK – JÁ PODE DAR UM LIKE

Lusa

MADEIRA: GOVERNO REGIONAL ESCLARECE O REINO UNIDO PARA EVITAR LIMITAÇÕES ÀS VIAGENS

Lusa