RÁDIO REGIONAL
INTERNACIONAL

UCRÂNIA: MOSCOVO ANUNCIA RETIRADA DE DIPLOMATAS RUSSOS NO PAÍS

nbsp| RÁDIO REGIONAL

A Rússia vai retirar os seus diplomatas da Ucrânia, indicou hoje o Ministério dos Negócios Estrangeiros russo, acusando as autoridades ucranianas de não fazerem o necessário para garantir a segurança deles.

“Para proteção da vida e da segurança [dos diplomatas russos], o Governo russo tomou a decisão de retirar o pessoal das suas missões estrangeiras na Ucrânia, que será aplicada no mais breve prazo possível”, declarou o MNE russo em comunicado.

Esta decisão surge um dia depois de a Rússia ter reconhecido a independência das “repúblicas” separatistas pró-russas de Donetsk e Lugansk, no leste da Ucrânia.

Ela ocorre também num momento em que Kiev e o Ocidente acusam Moscovo de preparar uma ofensiva militar à Ucrânia. O Senado russo alimentou hoje esse receio, ao aprovar o envio para os territórios separatistas de alegadas “forças de manutenção da paz” russas, como solicitado por Putin.

“A Ucrânia mergulhou ainda mais profundamente no caos”, sustentou hoje o MNE russo.

Nas últimas semanas, vários países ocidentais procederam à retirada de funcionários não-essenciais e das famílias dos seus diplomatas na Ucrânia ou deslocaram as suas embaixadas de Kiev para Lviv, cidade situada no oeste do país e considerada mais segura em caso de ataque russo.

VEJA AINDA:

PUTIN RESPONDE À NATO E SOBRE A UCRÂNIA ASSEGURA QUE ‘NADA MUDOU’ – GUERRA

Lusa

KIEV SAÚDA ‘POSIÇÃO LÚCIDA’ DA NATO SOBRE A RÚSSIA

Lusa

UCRÂNIA PODE CONTAR COM APOIO DA NATO ‘O TEMPO QUE FOR NECESSÁRIO’ – STOLTENBERG

Lusa

CRESCIMENTO DA AQUICULTURA LEVA PRODUÇÃO A NÍVEL RECORDE EM 2020

Lusa

LIMITAR AQUECIMENTO GLOBAL A 1,5 GRAUS REDUZIRÁ SIGNIFICATIVAMENTE RISCOS PARA HUMANOS

Lusa

STOLTENBERG: ‘FINLÂNDIA E SUÉCIA TORNARÃO A NATO MAIS FORTE’

Lusa