REGIÕES

VILA REAL: DEPUTADOS DO PSD QUESTIONAM GOVERNO SOBRE A FALTA DE VENTILADORES

Os deputados do PSD eleitos por Vila Real pediram hoje esclarecimentos ao Governo sobre a ausência de ventiladores para o Centro Hospitalar de Trás-os-Montes e Alto Douro (CHTMAD), no processo de distribuição destes equipamentos que está em curso.

O CHTMAD agrega os hospitais de Vila Real, Lamego e Chaves e serve uma área com cerca de meio milhão de habitantes.

Segundo os parlamentares, esta unidade de saúde dispõe de 12 camas de cuidados intensivos e 12 camas de cuidados intermédios apenas no hospital de Vila Real, um número que dizem “ser inferior ao da realidade nacional”.

Além disso, acrescentaram, “estas camas e ventiladores existentes não estão exclusivamente dedicados a doentes covid-19 positivos, uma vez que há outro tipo de doentes que continuam a necessitar de ser assistidos por estes recursos e não podem ser descurados”.

Nesse sentido, os deputados Cláudia Bento, Luís Leite Ramos e Artur Soveral Andrade pediram hoje esclarecimento à ministra da Saúde, através da Assembleia da República, sobre os “critérios usados na distribuição de ventiladores pelas diferentes unidades hospitalares” e querem saber “qual o motivo pela não distribuição de ventiladores ao CHTMAD”.

Os deputados perguntaram ainda quantos ventiladores existem atualmente em cada hospital do CHTMAD e se o Ministério da Saúde considera esse número “suficiente”.

“Se não, quantos ventiladores e quando serão adquiridos para colmatar esta insuficiência”, questionaram ainda.

Por fim, os social-democratas querem saber qual foi o reforço de dispositivos médicos efetuado no CHTMAD depois do início da pandemia.

Os deputados referiram que o Governo divulgou na sua página oficial um mapa com o número de ventiladores distribuídos por região pelo Ministério da Saúde.

De acordo com a informação disponibilizada nesta página, os hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS) receberão, até ao próximo dia 19 de abril, cerca de “300 ventiladores”.

Foi também informado que, no dia 05 de abril, um “voo da TAP fretado pelo Governo português para o transporte de material diverso de resposta à pandemia covid-19 aterrou em Lisboa, contendo 144 ventiladores”, adquiridos pelo Administração Central do Sistema de Saúde e doados por um particular.

O PSD conclui que o CHTMAD “não foi contemplado com nenhum dos 300 ventiladores distribuídos no continente”, nomeadamente 164 no Norte, 12 no Centro, 116 em Lisboa e Vale do Tejo, quatro no Alentejo e quatro no Algarve.

“Não questionamos as diferentes necessidades de equipamentos a nível nacional, mas é imperioso que os critérios de atribuição sejam claros. Esta região já antes da pandemia apresentava várias assimetrias de acesso à saúde e não é compreensível que, mais uma vez, esta unidade hospitalar ter sido excluída de qualquer investimento”, afirmaram os deputados.

O presidente da Câmara de Vila Real, o socialista, Rui Santos, também alertou esta semana para o facto do CHTMAD não ter sido contemplado, até ao momento, com nenhum ventilador.

Segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia, na quarta-feira havia no concelho de Vila Real 143 pessoas infetadas com covid-19.

VEJA AINDA:

ESTUDO: COVID-19 PODE AFETAR O CÉREBRO E CAUSAR LESÕES AOS NEURÓNIOS

Lusa

AVEIRO: 13 ANOS DE PRISÃO PARA HOMEM QUE MATOU A MÃE

Lusa

AÇORES: SITUAÇÃO DE CALAMIDADE PROLONGADA ATÉ 23 DE OUTUBRO

Lusa

APLICAÇÃO STAYAWAY COVID ALVO DE PROVIDÊNCIA CAUTELAR

Lusa

MONTIJO: INCÊNDIO NUMA EMPRESA CAUSA DOIS FERIDOS

Lusa

INVESTIGADORES ALERTAM: A IMUNIDADE DE GRUPO É UMA ESTRATÉGIA PERIGOSA

Lusa