85% DOS PENSIONISTAS AUMENTADOS EM 2017

O ministro do Trabalho e da Segurança Social, José Vieira da Silva, anunciou hoje que a atualização das pensões até 840 euros vai abranger mais de 85% dos pensionistas no próximo ano. Vê mais aqui. Partilha com os teus amigos !

85% DOS PENSIONISTAS AUMENTADOS EM 2017

85% DOS PENSIONISTAS AUMENTADOS EM 2017

O ministro do Trabalho e da Segurança Social, José Vieira da Silva, anunciou hoje que a actualização das pensões até 840 euros vai abranger mais de 85% dos pensionistas no próximo ano.

O ministro está a ser ouvido esta manhã na comissão parlamentar de trabalho e segurança social, onde está a explicar aos deputados o orçamento da segurança social para 2017.

Vieira da Silva destacou que o Governo vai corrigir a lei que actualiza as pensões segundo a inflação, alargando o primeiro escalão.

Ou seja, no próximo ano, as pensões até dois Indexantes de Apoio Social (cerca de 840 euros) serão actualizadas. Actualmente, o primeiro escalão tem o limite de 1,5 IAS (cerca de 630 euros).

Esta alteração vai fazer com que “mais de 85% das pensões passem a estar cobertas pela lei que as protege da evolução dos preços”, sublinhou Vieira da Silva.

Em Agosto, lembrou o ministro, mais 1,5 milhões de pensionistas serão abrangidos pelo aumento extraordinário até 10 euros. Este aumento deixa de fora os pensionistas que tiveram aumentos entre 2011 e 2015, ou seja, o primeiro escalão das mínimas (até 275 euros).

A actualização das pensões implica um aumento da despesa em cerca de 200 milhões de euros no próximo ano, contra 63 milhões em 2016, ano em que apenas as pensões até 630 euros foram actualizadas. Para 2018, o ministro disse que a actualização das pensões terá um custo de 300 milhões, uma vez que o aumento de 2017 “irá ficar para os anos seguintes”, não sendo uma medida de curto prazo.

Nos anos anteriores, de 2013 a 2015, com o Governo de Passos Coelho, o aumento da despesa com a actualização das pensões foi inferior, da ordem dos 30 milhões anuais, segundo dados apresentados pelo ministro.

JE

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.